Valentino Mazzola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Valentino Mazzola
Valentino Mazzola sua primeira espopsa Emilia Ranaldi e o primeiro filho (e futuro jogador) Sandro Mazzola, na Arena Civica.
Informações pessoais
Nome completo Valentino Mazzola
Data de nasc. 24 de julho de 1919
Local de nasc. Cassano d'Adda (Lombardia),  Itália
Nacionalidade Italiano
Falecido em 4 de maio de 1949
Altura 1,70 m
Destro
Informações profissionais
Posição Atacante e Meio-campo
Clubes de juventude
1934 - ????
???? - ????
 ???? - 1936
Itália A.C. Tresoldi
Itália Fara d'Adda
Itália A.C. Tresoldi
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1936-1938
1938-1939
1939-1940
1940-1942
1942-1949
Itália A.C. Tresoldi
Itália Alfa Romeo
Itália Venezia Riserve
Itália Venezia
Itália Torino



0061 0000(12)
0195 000(118)
Seleção nacional
1942–1949 Flag of Italy.svg Itália 00012 0000(4)

Valentino Mazzola (Cassano d'Adda, 26 de janeiro de 1919Turim, 4 de maio de 1949) foi um futebolista italiano da década de 1940, considerado um dos melhores meia-armadores da história, e um dos grandes prejudicados pela não-realização de Copas do Mundo nessa década devido à Segunda Guerra Mundial.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira no A.C. Tresoldi e posteriormente foi atuar no Alfa Romeo, da série C do campeonato italiano. A partir de 1939, foi defender por quatro temporadas o Venezia, conquistando em 1941 a Copa da Itália.

Despertando o desejo dos grandes clubes italianos, Mazzola acabou se transferindo para o Torino, em 1942, e logo em seu primeiro ano no clube, conquistou o campeonato italiano. O futebol italiano, entretanto, entraria em pausa a partir daí com o agravamento da Guerra, voltando em 1946. Logo, Mazzola e o Toro conquistariam mais três Scudetti, seguidos, sendo que no segundo Mazzola terminou como artilheiro da competição (o de 1947).

O pentacampeonato, em 1949, estava quase garantido quando ocorreu, em maio, a tragédia de Superga: após um amistoso contra o Benfica, de Portugal, Mazzola e todo o grande time do Torino, além de dirigentes e jornalistas, morreram quando o avião em que viajavam chocou-se contra uma igreja. O Torino teve que jogar as partidas restantes com seus juvenis. Em grande sinal de respeito, seus quatro adversários (Genoa, Palermo, Sampdoria e Fiorentina) também escalaram seus juvenis. O Torino acabou campeão. Sendo o clube a base da seleção italiana e Mazzola seu principal destaque, a Itália perdia sua grande esperança de conquistar a Copa do Mundo de 1950, no Brasil.

Valentino teve dois filhos: Ferruccio, que tornar-se-ia presidente do Torino; e Alessandro, que seguiu os passos do pai e tornou-se grande destaque do futebol italiano nos anos 60, pela Inter de Milão e pela Azzurra.

Curiosamente, o jogador ítalo-brasileiro José João Altafini é conhecido no Brasil como "Mazzola" devido à sua semelhança física com Valentino.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Venezia[editar | editar código-fonte]

Torino[editar | editar código-fonte]

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «História de Mazzola». Consultado em 4 de março de 2016.