Aurelio Milani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aurelio Milani
Aurelio Milani
Informações pessoais
Data de nasc. 14 de maio de 1934
Local de nasc. Desio,  Itália
Nacionalidade  Itália
Falecido em 25 de novembro de 2014 (80 anos)
Local da morte Milão, Itália
Altura 1,82 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1952-1953
1953-1955
1955-1957
1957-1958
1958-1960
1960-1961
1961-1963
1963-1965
1966-1967
Itália Atalanta
Itália Fanfulla
Itália Simmenthal-Monza
Itália Triestina
Itália Sampdoria
Itália Padova
Itália Fiorentina
Itália Internazionale
Itália Verbania
0 (0)
40 (6)
64 (37)
30 (17)
44 (14)
33 (18)
51 (23)
29 (7)
8 (1)
Seleção nacional
1964 Flag of Italy.svg Itália 1 (0)

Aurelio Milani (14 de maio de 1934 - 25 de novembro de 2014) foi um futebolista italiano que jogou como atacante. Milani jogou para vários clubes italianos diferentes na Serie A e na Serie B, ganhando o prêmio de melhor marcador em ambas as divisões. No total, ele fez 157 jogos na Serie A, marcando 62 gols e fez 100 jogos na Serie B, marcando 54 gols.[1][2][3][4]

Milani é lembrado principalmente por suas duas temporadas passadas com a Inter de Milão sob a direção de Helenio Herrera. Ele foi parte do time que ganhou a Liga dos Campeões em 1964, ele também ganhou o título da Serie A de 1964-65 e a Copa Intercontinental de 1964. Ele também representou a seleção italiana em uma ocasião.

Milani era um centro-avançado rápido, forte e trabalhador. Ele se destacou pois possuía um tiro poderoso e preciso.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Primeiros Anos[editar | editar código-fonte]

Milani começou sua carreira jogando no Atalanta, que o emprestou ao Fanfulla durante a temporada de 1953-54 na Serie B e na temporada 1954-55 da Serie C.

Monza de Simmenthal o comprou, o que lhe permitiu jogar novamente na Serie B. Com o clube, ele marcou 37 vezes em duas temporadas da Serie B, conquistando a artilharia da Serie B durante a temporada 1955-56. Suas performances impressionantes chamaram a atenção do Triestina e, na temporada seguinte, Milani marcou 17 gols em 30 partidas da Serie B para o clube. 

Chegada a Serie A[editar | editar código-fonte]

Na temporada seguinte, Milani fez sua estreia na Serie A com a Sampdoria durante a temporada de 1958-59 da Serie A. Ele formou um formidável trio atacante com Mora e Cucchiaroni ao longo de sua primeira temporada, marcando 13 gols. Durante a temporada 1959-60, no entanto, ele machucou sua perna em uma partida contra o Bolonha, o que o impediu de jogar durante um longo período. 

Fiorentina[editar | editar código-fonte]

Nereo Rocco levou Milani para Padova e o atacante italiano formou uma parceria de ataque notável com Crippa, marcando 18 golos. 

No verão de 1961, o presidente da Fiorentina, Longinotti, adquiriu Milani para fortalecer sua linha de frente, que contou com Gianfranco Petris e Hamrin, que ajudaram o time a ganhar a Liga Europa de 1960-61 e a Coppa Italia. Na temporada 1961-62 Milani terminou como artilheiro da Serie A com 22 gols, ao lado do vencedor do Scudetto, José Altafini, ajudando a Fiorentina a terminar em terceiro lugar na liga. Milani também ajudou a Fiorentina a ir a outra final da Liga Europanaquela temporada.  

Inter e Pós-Carreira[editar | editar código-fonte]

Depois de uma temporada ruim em 1962-63, na qual ele conseguiu marcar apenas um único gol em 18 jogos na Serie A para a Fiorentina, Milani foi comprado pelo Inter, tornando-se membro do que mais tarde seria conhecido como a "Grande Inter" de Helenio Herrera. 

Milani teve uma temporada bem sucedida com o clube milanês, marcando 7 gols em 18 jogos na Serie A, ajudando o Inter a alcançar um segundo lugar na Serie A, perdendo o título após perder a partida de playoff contra os eventuais campeões da Serie A de 1964, Bolonha, que estava empatada com a Inter pelo primeiro lugar após a conclusão da temporada. 

Milani também venceu a Liga dos Campeões de 1963-64 com a Inter naquela temporada e marcou um gol na final contra o Real Madrid. Na temporada seguinte, ele ganhou a Copa Intercontinental de 1964 com o Inter contra o Independiente. 

Durante o inverno de 1964, no entanto, Milani ficou gravemente ferido em uma partida contra o Dynamo Bucarest. Como resultado da colisão, uma das suas vértebras foi deslocada, finalizando sua carreira prematuramente. Durante a segunda temporada na Inter, ele ainda conseguiu ganhar uma segunda Liga dos Campeões e o título da Serie A, apesar de jogar apenas em 11 partidas, chegando também à final da Copa da Itália.

Milani tentou retornar temporariamente ao futebol durante a temporada 1966-67, jogando para a Verbania na Serie C, por uma temporada única, marcando 1 gol em 8 jogos, antes de se aposentar oficialmente. 

Na Seleção[editar | editar código-fonte]

Milani só jogou um jogo pelo time nacional da Itália. Isso ocorreu em 10 de maio de 1964, em uma derrota de 3 a 1 para a Suíça em um amistoso internacional em Losanna.

Morte[editar | editar código-fonte]

Aos 80 anos, Milani morreu em Milão em 25 de novembro de 2014.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Clubes [editar | editar código-fonte]

Inter de Milão
Fiorentina 

Individual[editar | editar código-fonte]

  • Artilheiro da Serie B: 1955-56 [5]
  • Artilheiro da Serie A: 1961-62 [6]

Referência[editar | editar código-fonte]

  1. «Morto Milani, attaccante della Grande Inter di Herrera». LaStampa.it (em italiano) 
  2. «Italy - International Matches 1960-1969». www.rsssf.com. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  3. «GdS - L'Inter piange Aurelio Milani, uomo della Grande Inter». www.spaziointer.it (em italiano). Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  4. «ZONACALCIOFAIDATE.IT - Il calcio come piace a noi». ZONACALCIOFAIDATE.IT (em italiano). Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  5. «Italy - Serie B Top Scorers». 18 de março de 2015. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  6. «Italy - Serie A Top Scorers». 31 de outubro de 2015. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
Classificações desportivas
Precedido por
Sergio Brighenti
Artilheiros da Serie A (Junto com José Altafini)
1961–62
Sucedido por
Harald Nielsen
Pedro Manfredini