Julio Libonatti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Julio Libonatti
Informações pessoais
Nome completo Julio Libonatti
Data de nasc. 5 de Julho de 1901
Local de nasc. Rosário,  Argentina
Falecido em 9 de Outubro de 1981 (80 anos)
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
19171925
19251934
19341936
19361937
Argentina Newell's Old Boys
Flag of Italy (1861-1946).svg Torino
Flag of Italy (1861-1946).svg Genoa
Flag of Italy (1861-1946).svg Rimini
00141 00(78)
00239 0(150)
00046 00(13)
Seleção nacional
19191922
19261932
Flag of Argentina.svg Argentina
Flag of Italy (1861-1946).svg Itália
00015 000(8)
00017 00(15)
Times/Equipas que treinou
19361937 Flag of Italy (1861-1946).svg Rimini

Julio Libonatti (Rosário, 5 de Julho de 19019 de Outubro de 1981) foi um futebolista ítalo-argentino.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Filho de pais italianos, Libonatti iniciou sua carreira no clube local, o Newell's Old Boys, quando tinha apenas dezesseis anos. Sua passagem pelo clube duraria oito anos,[1] formando grande parceria com Ernesto Celli, Badalini Atilio, Juan Blas Saruppo e França,[2] tendo se tornando um dos principais jogadores na época, recebendo o apelido de "El Matador" por seu grande faro artilheiro, conquistando três vezes a Copa Nicasio Vila, além de uma Copa Ibarguren. Durante seu período no Newell's Old Boys, também recebeu suas oportunidades na Seleção Argentina, tendo a defendido em quinze oportunidades, marcando oito vezes. Também esteve presente nos Sul-Americanos de 1920 (onde fora vice-campeão), 1921 (sendo o primeiro título argentino no torneio, sendo o tento decisivo na final contra o Uruguai do próprio Libonatti, que ainda terminou como artilheiro)[2] e 1922.

Após um acordo que permitia que filhos de italianos fossem considerados italianos, Libonatti se transferiu para a Itália, indo defender o grande Torino na época, se tornando o primeiro jogador a se transferir da América para o futebol europeu, também se tornando a transferência mais cara durante anos.[2] No Torino, viveu seus grandes momentos na carreira. Atuando ao lado de Gino Rossetti e Adolfo Baloncieri, formou um dos ataques mais poderosos e temidos do futebol na época, que passaria a ser conhecido como o trio delle meraviglie.[2] Conquistaria apenas dois campeonatos italianos (sendo um retirado ainda), mas na edição conquista (oficial), a equipe marcou impressionantes 117 gols em 33 partidas.[2] Seu grande sucesso na época de Turim abriria a porta para uma grande quantidade de sul-americanos que seriam contratos a partir de então.[2][3]

Durante sua passagem de nove temporadas pelo Torino, onde foi durante muitos anos o maior artilheiro da história do clube, com 164 gols,[2] também defenderia a Seleção Italiana (onde também se tornaria o primeiro "estrangeiro" a defendê-la),[2][2] participando de dezessete partidas e marcando quinze vezes.[4] Também esteve presente na Coppa Internazionale disputada entre 1927 e 1930, onde terminou como campeão e artilheiro, com seis tentos.[2] Após o Torino, se transferiu para o Genoa,[1] que na época disputava a segunda divisão italiana.[2] Em duas temporadas, sendo a primeiro na segunda divisão, onde conquistou o título e a segunda na primeira, Libonatti teve grande destaque. Ainda teria uma passagem como jogador-treinador do Rimini durante uma temporada, mas se aposentando após ela, aos 36 anos.[2]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Newell's Old Boys
Torino
Genoa
Seleção Argentina
Seleção Italiana

Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.