Attilio Ferraris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Attilio Ferraris IV
Attilio Ferraris IV
Ferraris IV pela Roma
Informações pessoais
Nome completo Attilio Ferraris
Data de nasc. 26 de março de 1904
Local de nasc. Roma, Itália
Falecido em 8 de maio de 1947 (43 anos)
Local da morte Montecatini Terme, Itália
Informações profissionais
Seleção nacional
Flag of Italy.svg Itália
Times/Equipas que treinou
Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Amsterdã 1928 Equipe
A Roma na temporada 1930-31. Ferraris IV é o primeiro jogador da fileira do meio, da esquerda para a direita.
A Itália antes da final da Copa do Mundo FIFA de 1934. Ferraris IV, ao lado do goleiro Giampiero Combi, é o antepenúltimo uniformizado, da esquerda para a direita.

Attilio Ferraris, mais conhecido como Ferraris IV (Roma, 26 de março de 1904 - Montecatini Terme, 8 de maio de 1947), foi um futebolista italiano.[1] Campeão da Copa do Mundo FIFA de 1934, é considerado o primeiro ídolo da Roma.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Na década de 1920, Ferraris IV defendia inicialmente a Fortitudo,[3] estreando pela seleção italiana em 1926,[2] ainda como jogador deste clube (contra a Suíça, derrotada por 3-0 em Milão),[3] que em 1927 deu origem à atual Roma após fundir-se com as equipes Alba e Roman.[2]

Em 1928, em nova vitória por 3-2 sobre a Suíça, em Gênova, Ferraris tornou-se o primeiro jogador da recém-fundada Roma a defender a Itália.[3] No mesmo ano, esteve nas Olimpíadas de Amsterdã, embora não tenha entrado em campo. A Itália ficou com a medalha de bronze.[4]

Ferraris seguiu na Roma, onde jogava quando venceu a Copa do Mundo FIFA de 1934.[2] Considerado ídolo nacional indiscutível,[5] entrou na competição a partir da segunda partida, encerrando um período de dois anos sem jogar pela Itália.[6] Compôs o flanco esquerdo do ataque italiano ao lado de Raimundo Orsi, embora também ajudasse na marcação.[7]

Após a Copa, Ferraris IV passou a jogar justo na rival Lazio. Como laziale, seguiu na seleção, fazendo em 1935 sua última partida pela Azzurra, em vitória por 2-1 sobre a França em Roma.[6] É um dos raríssimos jogadores a defender a seleção vindo de ambos os clubes do Derby della Capitale.

Ele posteriormente chegou a retornar à Roma, pela qual contabilizou 217 jogos até 1939, muitos como capitão.[2] Segue considerado um dos vinte maiores jogadores do clube.[8]

Morte precoce[editar | editar código-fonte]

Ferraris IV era também conhecido por hábitos pouco saudáveis fora de campo, que chegaram a lhe render suspensões por indisciplina. Não escondia seu gosto pelo fumo, álcool, carros e belas mulheres, falecendo ainda aos 43 anos de idade, em 8 de maio de 1947, durante uma partida de veteranos.[2]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Perfil na Sports Reference». Consultado em 4 de março de 2016. 
  2. a b c d e f GEHRINGER, Max (outubro de 2005). Os campeões. Placar: A Saga da Jules Rimet, fascículo 2 - 1934 Itália. Editora Abril, pp. 40-41
  3. a b c MARIANI, Maurizio (21 de abril de 2011). «Italy - International Matches 1920-1929». RSSSF. Consultado em 16 de fevereiro de 2018. 
  4. STOKKERMANS, Karel (21 de julho de 2016). «IX. Olympiad Amsterdam 1928 Football Tournament». RSSSF. Consultado em 11 de setembro de 2017. 
  5. GEHRINGER, Max (outubro de 2005). E la nave va. Placar: A Saga da Jules Rimet, fascículo 2 - 1934 Itália. Editora Abril, p. 26
  6. a b MARIANI, Maurizio (21 de abril de 2011). «Italy - International Matches 1930-1939». RSSSF. Consultado em 16 de fevereiro de 2018. 
  7. DINIZ, Guilherme (abril de 2013). «Times históricos: Itália 1934-1938». Calciopédia. Consultado em 16 de fevereiro de 2018. 
  8. MOREIRA, Braitner (agosto de 2014). «Os 10 maiores jogadores da história da Roma». Calciopédia. Consultado em 16 de fevereiro de 2018.