Giorgio Chinaglia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Giorgio Chinaglia
Giorgio Chinaglia 1974-75 2.jpg
Chinaglia no Lazio, em 1974
Informações pessoais
Nome completo Giorgio Chinaglia
Data de nasc. 24 de janeiro de 1947
Local de nasc. Carrara, Toscana,
 Itália
Nacionalidade Itália Estados Unidos Ítalo-americano
Falecido em 1 de abril de 2012 (65 anos)
Local da morte Naples, Flórida,
 Estados Unidos
Altura 1,86 m
Destro
Informações profissionais
Período em atividade 1964-1984 (20 anos)
Número 9
Posição Atacante
Clubes de juventude
19621964 País de Gales Swansea Town
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19641966
19661967
1967-1969
1969-1976
19761984
País de Gales Swansea Town
Itália Massesse
Itália Internapoli
Itália Lazio
Estados Unidos New York Cosmos
0006 0000(1)
0032 0000(5)
0066 000(24)
0209 000(98)
0213 00(193)
Seleção nacional
19721975 Flag of Italy.svg Itália 0014 0000(4)

Giorgio Chinaglia (Carrara, 24 de janeiro de 1947 - Naples, 1 de abril de 2012[1]) foi um futebolista italiano. Foi o maior artilheiro da história da legendária equipe estadunidense New York Cosmos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Origens: País de Gales[editar | editar código-fonte]

Apesar de nascido na Itália, passou sua infância e adolescência no País de Gales (o que lhe deu um perfeito domínio da língua inglesa) e lá iniciou sua carreira futebolística no Swansea Town.

A volta para a Itália[editar | editar código-fonte]

Em 1966, retorna para a Itália onde joga pelos pequenos Massesse e Internapoli. Em 1969, é contratado pela equipe da Lazio. Na Lazio, conquista o Campeonato Italiano da temporada 1973-1974 (o primeiro da história do clube) sendo o artilheiro da competição com 24 gols e é convocado para a Seleção da Itália para jogar a Copa do Mundo de 1974.

New York Cosmos[editar | editar código-fonte]

Em 1976, Chinaglia é contratado pela equipe que o tornaria famoso no mundo inteiro: o New York Cosmos, dos EUA. Lá conquista os campeonatos de 1977, 1978, 1980 e 1982, além de três Trans-Atlantic Cup em 1980, 1983 e 1984. No Cosmos é um verdadeiro ídolo.

O fim do Cosmos e os dias subsequentes[editar | editar código-fonte]

Após o fim do New York Cosmos em 1984, Chinaglia comprou a equipe e a transformou em um time de showbol que durou pouco tempo. Depois, vendeu a equipe para o seu ex-sócio Giuseppe “Peppe” Pinton. Entre 1983 e 1985 foi presidente da Lazio. Trabalhou como comentarista de futebol tendo, inclusive, comentado a Copa do Mundo de 2006. Voltou para o Cosmos e trabalhou como embaixador internacional da equipe.

Falecimento[editar | editar código-fonte]

Chinaglia faleceu em 1º de abril de 2012 devido a problemas cardíacos.[2] O New York Cosmos homenageou seu velho ídolo em seu site oficial.[3] A Lazio também lamentou a morte de seu ex-jogador e presidente.[4]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Itália Lazio

Estados Unidos New York Cosmos

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Itália Lazio

Estados Unidos New York Cosmos

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Chinaglia foi o jogador que mais marcou gols pelo New York Cosmos. Chinaglia atuou em 213 jogos e marcou 193 gols, sendo o maior artilheiro da NASL (North American Soccer League, a liga de futebol estadunidense dessa época) em todos os tempos.
  • Em 2000, Chinaglia entrou para o National Soccer Hall of Fame, o hall da fama do futebol estadunidense.
  • O maior jogador que os Países Baixos já teve, Johan Cruijff, fez uma única partida pelo Cosmos, em 1978. O adversário era uma seleção formada por jogadores que participaram da Copa do Mundo de 1978 (com exceção dos jogadores da Seleção da Argentina, campeã da competição). O resultado foi 2 a 2 e, além de uma exibição magnífica de Cruijff - eleito o melhor jogador da partida -, o jogo é lembrado por um golaço marcado por Chinaglia.
  • Em 7 de julho de 2006, a produtora estadunidense de filmes para o cinema, Miramax Films, passou a exibir nos cinemas dos EUA, um documentário chamado Once in a Lifetime - The Extraordinary Story of The New York Cosmos (Uma Vez na Vida - A Extraordinária História do New York Cosmos, em inglês). Muito elogiado e narrado pelo ator Matt Dillon, este filme - como diz o título - conta a história da legendária equipe de futebol estadunidense. Chinaglia não só aparece em várias cenas do filme, como também é entrevistado.
  • O subtítulo do filme é bem sugestivo: The Untold story of the team that had America at its feet (aproximadamente A história oculta do time que teve a América aos seus pés).

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]