Tarcisio Burgnich

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tarcisio Burgnich
Tarcisio Burgnich
Burgnich (à direita) em disputa de bola com o argentino Houseman
na Copa de 1974.
Informações pessoais
Nome completo Tarcisio Burgnich
Data de nasc. 25 de abril de 1939 (78 anos)
Local de nasc. Ruda,  Itália
Altura 1,79 m
Apelido Roccia
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Líbero/lateral-direito
Clubes de juventude
Itália Udinese
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1958-1960
1960–1961
1961–1962
1962–1974
1974–1977
Itália Udinese
Itália Juventus
Itália Palermo
Itália Internazionale
Itália Napoli
8 (0)
13 (0)
31 (1)
358 (5)
84 (0)
Seleção nacional
1963–1974 Flag of Italy.svg Itália 66 (2)

Tarcisio Burgnich (Ruda, 25 de abril de 1939) é um ex-futebolista e treinador de futebol italiano que atuava como lateral-direito ou como líbero.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Udinese[editar | editar código-fonte]

Nascido em Ruda, cidade localizada na fronteira com a Eslovênia, Burgnich foi revelado pela Udinese (onde teve como companheiro nas categorias de base o goleiro Dino Zoff, campeão mundial com a Itália em 1982), onde estreou como profissional em 1958, numa derrota por 7 a 0 para o Milan. Até 1960, foram apenas oito jogos pela equipe friulana.

Juventus e Palermo[editar | editar código-fonte]

Ainda em 1960, assinou com a Juventus, a pedido de Giampiero Boniperti. Fez também poucas partidas: 13 no total. No ano seguinte, atravessou a Itália para ser contratado pelo Palermo, atuando em 31 partidas e marcando seu único gol pelo time da Sicília, justamente contra a Juve, em 1962.

Inter e Napoli[editar | editar código-fonte]

Desempenho suficiente para que a Internazionale, por solicitação do técnico Helenio Herrera, contratasse Burgnich neste mesmo ano por 100 milhões de liras. Em sua primeira temporada, foi obrigado a exercer o serviço militar em Bolonha, atuando como cabo.

Entre 1962 e 1974, Burgnich envergou o uniforme nerazzurro em 358 jogos, marcando cinco gols. Após três temporadas defendendo o Napoli (onde chegou a ter problemas com o técnico Luís Vinício devido às táticas deste) encerrou sua carreira de jogador em fevereiro de 1977, aos 37 anos e com 12 títulos conquistados.

Carreira de treinador[editar | editar código-fonte]

Encerrada a carreira de jogador, Burgnich tornou-se treinador de futebol em 1978, comandando o Livorno.

Após deixar o comando técnico dos Labronici, treinaria outras onze equipes, com destaque para Bologna (1981-82), Genoa (1984-86 e 1997-98) e Vicenza (1986-97). Aposentou-se do futebol em 2001, após deixar o Pescara.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Entre 1963 e 1974, Burgnich defendeu as cores da Seleção Italiana em 66 partidas, marcando dois gols[1], um deles na célebre partida entre a Azzurra e a Alemanha Ocidental, pela semifinal da Copa de 1970.[2]

Ainda foi convocado para as Copas de 1966 e 1974 (em ambas a Itália caiu na primeira fase), além da Eurocopa de 1968 (que terminou com título da Azzurra, o único da seleção até hoje). Ainda foi convocado para a disputa das Olimpíadas de 1960.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Com a Juventus[editar | editar código-fonte]

Com a Inter de Milão[editar | editar código-fonte]

Com o Napoli[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências