Fabrizio Poletti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fabrizio Poletti
Fabrizio Poletti
Informações pessoais
Nome completo Fabrizio Poletti
Data de nasc. 23 de junho de 1936 (83 anos)
Local de nasc. Bondeno, Itália
Altura 1.74 m
Informações profissionais
Posição Defensor
Clubes de juventude
1957–1961 Bondenese
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1961–1962
1962–1971
1971–1974
1974–1975
Itália Asti
Itália Torino
Itália Cagliari
Itália Sampdoria
Seleção nacional
1965–1970 Flag of Italy.svg Itália 6 (0)

Fabrizio Poletti (Bondeno, 23 de junho de 1936) é um ex-futebolista italiano que atuava como defensor.[1]

Ele é lembrado por sua carreira no Torino, onde jogou por nove temporadas e venceu a Coppa Itália por duas vezes. Ele também representou a seleção italiana e foi membro da equipe que chegou à final da Copa do Mundo de 1970.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Nascido em Bondeno, na província de Ferrara, Poletti é lembrado principalmente por seu longo período como jogador do Torino (1962-71). Ele fez sua estréia no clube em 21 de outubro de 1962, em uma derrota fora de casa por 1 a 0 para o Genoa na Serie A. Durante suas nove temporadas em Turim, ele fez 275 jogos oficiais no clube (224 jogos na Serie A, com 18 gols, 37 jogos na Copa da Itália, com 4 gols e 14 jogos em competições europeias, com 1 gol, além de 10 jogos amistosos), perfazendo o total de 285 jogos, marcando 23 gols e sendo o 14º jogador que mais vestiu a camisa do clube.[3]

Durante seu tempo no clube, ele também foi o cobrador oficial de pênaltis, apesar de ser um defensor, o que lhe permitiu contribuir com vários gols ao longo de sua carreira.

Poletti também jogou no Cagliari (1971-74[4]) e, posteriormente, na Sampdoria, onde terminou sua carreira no final da temporada 1974-1975. No total, ele passou 13 temporadas na Serie A, fazendo 294 partidas e marcando 20 gols.[5]

Seleção[editar | editar código-fonte]

Poletti jogou 6 vezes pela seleção italiana entre 1965 e 1970, fazendo sua estréia em 16 de junho de 1965 contra a Suécia. Sua partida mais importante na seleção foi na semifinal da Copa do Mundo de 1970 contra a Alemanha Ocidental, o jogo que ficou conhecido como "o jogo do século", apesar de seu bom desempenho, ele e o goleiro italiano Albertosi são frequentemente responsabilizados pelo gol de Gerd Müller, devido a um desentendimento entre os dois jogadores. A Itália chegou à final do torneio, mas foi derrotada por 4 a 1 pelo Brasil.[6]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Poletti tem dois filhos (Marco e Erika), três netos (Milena, Fabiola e Martina) e dois bisnetos (Samuele e Zoe). Na noite de 15 de outubro de 1967, em Turim, ele foi atropelado por um carro e sofreu uma pequena lesão em sua perna; seu amigo e companheiro de equipe Gigi Meroni, que estava com ele foi morto no acidente.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Torino

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Poletti Fabrizio». www.enciclopediadelcalcio.it. Consultado em 17 de setembro de 2018 
  2. «Elenco Italiano na Copa de 70». Consultado em 13 de março de 2016 
  3. Redazione (24 de junho de 2016). «Toro-Sampdoria: numeri e statistiche delle due squadre - Toro.it». Toro.it (em italiano) 
  4. «bookreader». 23 de abril de 2014. Consultado em 17 de setembro de 2018 
  5. Strack-Zimmermann, Benjamin. «Fabrizio Poletti». www.national-football-teams.com (em inglês). Consultado em 17 de setembro de 2018 
  6. Piksel.com. «Nazionale in cifre - FIGC - Federazione Italiana Giuoco Calcio». FIGC - Federazione Italiana Giuoco Calcio. Consultado em 17 de setembro de 2018