Sergio Gori

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sergio Gori
Sergio Gori
Gori no Cagliari
Informações pessoais
Data de nasc. 24 de fevereiro de 1946 (72 anos)
Local de nasc. Milão, Itália
Altura 1,78 m
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes de juventude
1960-1964 Itália Inter de Milão
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1964-1966
1966-1968
1968-1969
1969-1975
1975-1977
1977-1978
1978-1979
Itália Inter de Milão
Itália Lanerossi Vicenza
Itália Inter de Milão
Itália Cagliari
Itália Juventus
Itália Hellas Verona
Itália Sant'Angelo
Seleção nacional
1970 Flag of Italy.svg Itália 3 (0)

Sergio Gori, conhecido como Bobo (Milão, 24 de fevereiro de 1946) é um ex-futebolista italiano que atuava como atacante.[1]

Ele é um dos cinco futebolistas italianos (junto com Giovanni Ferrari, Attilio Lombardo, Pietro Fanna e Aldo Serena) a ter vencido o campeonato italiano com três times diferentes: no caso dele com Inter de Milão, Cagliari e Juventus.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ele começou a sua carreira na Grande Inter da década de 1960, fazendo apenas 10 jogos entre 1964 e 1966. Naquele ano, ele foi enviado para ganhar experiência no Lanerossi Vicenza, como parte do negócio que trouxe o artilheiro do campeonato anterior, Luís Vinício, ao Nerazzurri.

Nas duas temporadas no vermelho e branco, Gori marcou 16 gols (8 por temporada, em ambas as ocasiões, ele foi o artilheiro da equipe) em 56 jogos da Serie A, contribuindo para a salvação da equipe. Ele retornou ao Inter de Milão em 1968 e disputou apenas 14 jogos antes de ser incluído, juntamente com Angelo Domenghini, na troca com o Cagliria que mandou o atacante, Roberto Boninsegna.

Após os dois campeonatos ganhos com a Inter de Milão como reserva, Gori ganhou mais um título da Serie A com o Cagliari na temporada 1969-1970 mas dessa vez como protagonista. Ele formou uma grande dupla de ataque com Gigi Riva.

Esse título o levou a Seleção Italiana e ele fez sua estréia durante a Copa do Mundo de 1970 no México, no jogo contra os anfitriões nas quartas de final, assumindo o lugar de seu companheiro de equipe, Domenghini.[2]

Gori foi o artilheiro do Cagliari na temporada 1974-1975 e naquele ano ele se transferiu para a Juventus. Ele jogou regularmente na primeira temporada mas na segunda temporada ele jogou apenas sete jogos, apesar disso, ele ganhou o quarto título da liga em três equipes diferentes.[3]

Gori ainda jogou pelo Hellas Verona e encerrou a carreira no Sant'Angelo em 1979.

Após o fim da carreira, o Cagliari inseriu-o no seu Hall da Fama.[4]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Inter de Milão

Cagliari

Juventus

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Strack-Zimmermann, Benjamin. «Sergio Gori». www.national-football-teams.com (em inglês). Consultado em 16 de setembro de 2018. 
  2. «Elenco Italiano na Copa de 70». Consultado em 13 de março de 2016. 
  3. Perrone, Roberto. «Serena, la punta con la valigia». Corriere della Sera Milano (em italiano) 
  4. «SERGIO "BOBO" GORI: L'UOMO DEGLI SCUDETTI | Storie di Calcio». Storie di Calcio (em italiano). 20 de setembro de 2016