Jay-Jay Okocha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jay-Jay Okocha
Jay-Jay Okocha
Okocha disputando um jogo beneficente em 2017
Informações pessoais
Nome completo Augustine Azuka Okocha
Data de nasc. 14 de agosto de 1973 (49 anos)
Local de nasc. Enugu, Nigéria
Nacionalidade nigeriano
turco
Altura 1,73 m
ambidestro
Apelido Jay-Jay
Informações profissionais
Clube atual aposentado
Posição meio-campista
Clubes de juventude
1988–1991 Enugu Rangers
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1991–1992
1992–1996
1996–1998
1998–2002
2002–2006
2006–2007
2007–2008
Borussia Neunkirchen
Eintracht Frankfurt
Fenerbahçe
Paris Saint-Germain
Bolton Wanderers
Qatar SC
Hull City
00035 0000(7)
00114 000(25)
00073 000(31)
00111 000(20)
00145 000(18)
00041 0000(6)
00019 0000(0)
Seleção nacional
1993–2006 Nigéria 00075 000(14)
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Atlanta 1996 Equipe

Augustine Azuka "Jay-Jay" Okocha (Enugu, 14 de agosto de 1973) é um ex-futebolista nigeriano que atuava como meio-campista.

Um dos maiores jogadores da história da Seleção Nigeriana, Okocha disputou as Copas do Mundo FIFA de 1994, 1998 e 2002. O apelido inicial de Okocha era "Jay", mas por ter tido um treinador gago durante a sua estadia no Paris Saint-Germain, a alcunha passou rapidamente para "Jay-Jay", ficando assim mundialmente conhecido.

Jogador de grande habilidade conhecido pelos seus dribles e sua técnica, era capaz de jogar com as duas pernas (ambidestria).[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Começou a carreira em 1990, no Enugu Rangers, e em 1993 se mudaria para a Alemanha, defendendo Borussia Neunkirchen e Eintracht Frankfurt.

Fenerbahçe[editar | editar código-fonte]

Jogaria também na Turquia, representando o Fenerbahçe. Em território turco, ganharia um segundo nome: Muhammet Yavuz.

Paris Saint-Germain[editar | editar código-fonte]

Em 1998 foi contratado pelo Paris Saint-Germain. O nigeriano chegou para substituir o craque brasileiro Raí, que havia retornado ao futebol brasileiro. Vestindo a camisa 10, jogou por quatro temporadas na equipe francesa e chegou a atuar ao lado de Ronaldinho Gaúcho.[2]

Bolton Wanderers[editar | editar código-fonte]

Destacou-se também com a camisa do Bolton Wanderers, onde também atuou por quatro temporadas. O nigeriano chegou ao clube em junho de 2002, após ter sido destaque na Copa do Mundo FIFA daquele ano.[3]

Qatar SC, Hull City e aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Nos últimos anos de sua carreira, Okocha ainda jogou por Qatar SC (entre 2006 e 2007) e Hull City (entre 2007[4] e 2008), mas sem o mesmo destaque de antes. Aposentou-se em 2008.[5]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Okocha integrou a Seleção Nigeriana na Copa Rei Fahd de 1995, disputada na Arábia Saudita.[6] Aposentou-se dos Super Eagles em fevereiro de 2006, após a eliminação da Nigéria do Campeonato Africano das Nações.[7]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Borussia Neunkirchen
  • Taça Saarland: 1990 e 1992
  • Oberliga Südwest: 1991
Fenerbahçe
  • Copa do Primeiro Ministro: 1998
  • Taça Atatürk: 1999
Paris Saint-Germain
Seleção Nigeriana

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Craque Imortal – Okocha». Imortais do Futebol. 3 de setembro de 2019. Consultado em 25 de setembro de 2019 
  2. «Ex-companheiros de Ronaldinho no PSG rasgam elogios ao craque». Terra. 19 de março de 2020. Consultado em 10 de janeiro de 2022 
  3. «Okocha joins Bolton» (em inglês). BBC Sport. 18 de junho de 2002. Consultado em 18 de maio de 2022 
  4. «Okocha assina com time da segunda divisão inglesa». Trivela. 4 de setembro de 2007. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  5. «Hull City rescinde contrato de Jay-Jay Okocha». Trivela. 5 de junho de 2008. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  6. «Elenco NIG'95». Consultado em 20 de janeiro de 2018 [ligação inativa]
  7. «Nigeriano Okocha confirma aposentadoria». UOL. 7 de fevereiro de 2006. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  8. «Lista de craques de Pelé para Fifa tem maioria brasileira». BBC Brasil. 4 de março de 2004. Consultado em 3 de outubro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]