Jean-Pierre Papin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jean-Pierre Papin
Jean-Pierre Papin
Papin em 2016, durante partida amistosa em Sófia.
Informações pessoais
Nome completo Jean-Pierre Roger Guillaume Papin[1]
Data de nasc. 5 de novembro de 1963 (56 anos)
Local de nasc. Bolonha do Mar, França
Altura 1,77 m
Apelido JPP
Informações profissionais
Equipa atual C'Chartres
Posição Ex-Atacante
Função Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1983–1984
1984–1985
1985–1986
1986–1992
1992–1994
1994–1996
1996–1998
1998–1999
1999–2001
2001–2004
2009
Vichy
Valenciennes
Club Brugge
Olympique de Marseille
Milan
Bayern de Munique
Bordeaux
Guingamp
Saint-Pierroise
Cap-Ferret
Biganos-Boiens
0000? 0000(?)
00035 000(15)
00043 000(32)
00279 00(184)
00064 000(33)
00040 0000(6)
00070 000(29)
00010 0000(3)
00027 000(13)
00050 000(24)
Seleção nacional
1986–1995 França 00054 000(30)
Times/Equipas que treinou
2004–2006
2006–2007
2007–2008
2009–2010
2014–2015
2016–2020
2020–
Bassin d'Arcachon
Strasbourg
Lens
Châteauroux
Bassin d'Arcachon
Auxerre (diretor de futebol)
C'Chartres

Jean-Pierre Papin (Bolonha do Mar, 5 de novembro de 1963) é um ex-futebolista e treinador francês de futebol. Atualmente é técnico do C'Chartres.

Uma de suas características era o voleio, sendo que os gols marcados nesse estilo foram apelidados pela torcida como "Papinadas"[2].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi um dos jogadores de maior destaque no início da década de 1990, devido a sua velocidade e seus dribles. Apesar de ser o ganhador da Bola de Ouro de 1990 e ter sido o segundo melhor jogador do mundo pela FIFA em 1991, não pôde disputar as Copas do Mundo de 1990 e 1994, devido à desclassificação de sua seleção. Atuou apenas na Copa de 1986, no ataque juntamente com Michel Platini, e na Eurocopa de 1992, quando a França, treinada por Platini, caiu na primeira fase. No total, foram 54 jogos e 30 gols pelos Bleus entre 1986 e 1995[3].

Jogou, entre outros, no Club Brugge (1984-1986), no Olympique de Marseille (1986-1992), no Milan (1992-1994, onde conquistou vários títulos) e no Bayern de Munique (1994-1996). Também teve passagens por Vichy, Valenciennes, Bordeaux e Guingamp, onde encerrou a carreira pela primeira vez, em 1999.

Ele continuou jogando em 2 times amadores: o Saint-Pierroise da ilha de Reunião e o Cap-Ferret, pendurando as chuteiras novamente em 2004, aos 40 anos.

Carreira como treinador e volta aos gramados[editar | editar código-fonte]

A primeira equipe que Papin comandou foi o Bassin d'Arcachon (time que disputa a Liga de Futebol da Aquitânia, que integra a sexta divisão francesa), entre 2004 e 2006. Seu trabalho chamou a atenção do Strasbourg, que o contratou em 2006. Levou os alvi-azuis para a Ligue 1 na temporada 2006-07, mas saiu antes da temporada seguinte começar. Ainda comandaria o Lens entre 2007 e 2008, quando uma proposta surpreendeu o ex-atacante.

No início de 2009, Papin anunciou a retomada da carreira de jogador de futebol, aos 45 anos de idade, pela pequena equipe do Biganos Boiens, que atua na décima divisão francesa[4].

Depois de se aventurar novamente como jogador, JPP voltou a ser treinador de clubes ainda em 2009, sendo contratado pelo Châteauroux, que ficou sob seu comando por um ano. Apos 4 anos parado, voltou à ativa em 2014, pelo Bassin d'Arcachon, primeiro time de sua carreira como treinador.

Em junho de 2020, Papin foi anunciado como novo técnico do C'Chartres, que disputa o Championnat National 2 (quarta divisão francesa)[5].

Títulos[editar | editar código-fonte]

Club Brugge
Olympique de Marseille
Milan
Bayern de Munique
Seleção Francesa

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Entreprise SCI Laura à Arcachon (33120)». Figaro Entreprises (em francês). Société du Figaro. 22 de dezembro de 2018. Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
    «Jean-Pierre Papin». BFM Business (em francês). Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  2. «Après les " papinades ", la bicyclette» (em francês). L'Équipe. 21 de fevereiro de 2013. Consultado em 15 de novembro de 2015 
  3. «Papin takes over from departing Roux at Lens». Reuters. 26 de agosto de 2007 
  4. «Jean-Pierre Papin de retour sur les terrains... de 10e division». Le Monde (em francês). 5 de janeiro de 2009. Consultado em 7 de março de 2019 
  5. «Jean-Pierre Papin assume como técnico de time da quarta divisão francesa». UOL Esporte. 2 de junho de 2020. Consultado em 2 de junho de 2020