Luis Suárez Miramontes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: "Luis Suárez" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Luis Suárez (desambiguação).
Luis Suárez
Luis Suárez Miramontes.JPG
Informações pessoais
Nome completo Luis Suárez Miramontes
Data de nasc. 2 de maio de 1935 (85 anos)
Local de nasc. Corunha, Espanha
Nacionalidade espanhol
Altura 1,67 m
Destro
Apelido El Arquitecto
Informações profissionais
Posição Meia
Clubes de juventude
1949–1953 La Coruña B
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1953–1954
1954–1955
1954–1961
1961–1970
1970–1973
La Coruña
España Industrial
Barcelona
Internazionale
Sampdoria
0017 000(3)
0021 000(6)
0176 00(80)
0333 00(55)
0073 00(13)
Seleção nacional
1957–1972 Espanha 0032 00(14)[1]
Times/Equipas que treinou
1974–1975
1975
1975–1976
1976–1977
1977–1978
1978–1979
1980–1982
1988–1991
1992
1994
1995
Internazionale
Sampdoria
SPAL
Como Calcio 1907
Cagliari
La Coruña
Espanha Sub-20
Espanha
Internazionale
Albacete Balompié
Internazionale

Luis Suárez Miramontes (Corunha, 2 de maio de 1935) é um ex-futebolista e treinador espanhol. Jogou como meio-campista para o Deportivo de La Coruña, o Barcelona, a Inter de Milão e a Sampdoria. Suárez é considerado um dos maiores jogadores da Espanha; Ele era conhecido por seu estilo de jogo elegante, fluido e gracioso. Apelidado de El Arquitecto (o arquiteto), em 1960, tornou-se o único jogador nascido na Espanha a ser eleito Ballon d'Or. Em 1964, ele ajudou a Espanha a vencer o Campeonato Europeu de Futebol.

Ele se aposentou como jogador em 1973, depois de três temporadas na Sampdoria .

Suárez posteriormente iniciou uma carreira como treinador e treinou a Inter de Milão em três ocasiões distintas. Suárez também treinou a Espanha U21 e a equipe sénior da Espanha. Ele levou a Espanha a segunda rodada da Copa do Mundo de 1990. Ele também treinou vários clubes da Itália e da Espanha. Ele é atualmente um olheiro da Inter de Milão.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Inicio de Carreira[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira de futebolista no Deportivo La Coruña em 1949 e passou pelos juniores antes de fazer sua estréia em 1953. Entre seus companheiros de equipe no Deportivo estavam Pahiño e Arsenio Iglesias. Ele jogou 17 jogos e marcou 3 gols para o Deportivo durante a temporada. Em 1954, ele se transferiu para o Barcelona, mas passou a maior parte da temporada 1954-55 para no Barcelona B na Segunda División.

Barcelona[editar | editar código-fonte]

Entre 1955 e 1961, Suárez foi regular na equipe do Barcelona que também incluia KubalaCziborKocsis,Ramallets e Evaristo de Macedo. Com Helenio Herrera como treinador, o clube e Suárez venceu uma La Liga em 1959 e uma Copa del Rey em 1960. Suárez também foi eleito Ballon d'Or em 1960.

Um de seus últimos jogos no Barcelona foi a final da Liga dos Campeões em 1961, que o clube perdeu 3-2 para o Benfica.

Inter de Milão[editar | editar código-fonte]

Suárez com Inter no San Siro

Em 1961, Suárez tornou-se o futebolista mais caro do mundo, quando o Barcelona o vendeu ao Inter de Milão por 250 milhões de liras italianas. O movimento o viu seguir seu mentor Helenio Herrera.

Suárez tornou-se um titular regular na equipe Grande Inter que ganhou três títulos da Serie A, duas Liga dos Campeões e duas Copas Intercontinentais. Entre 1961 e 1970, ele fez 328 partidas na Inter e marcou 55 gols.

Suárez pela Sampdoria

Em 10 de março de 1963, ele marcou três vezes em uma vitória por 6-0 sobre Genoa CFC; Este foi o primeiro espanhol a fazer um hat-trick na Serie A. Suso no Genoa em 2016 igualou essa marca. 

Na Seleção[editar | editar código-fonte]

Suárez jogou 32 jogos pela Espanha e marcou 14 gols. Ele estreou em 30 de janeiro de 1957 em uma vitória por 5-1 sobre a Holanda e representou a Espanha nas Copas do Mundo de 1962 e 1966. No entanto, sua maior conquista com a Espanha ocorreu em 1964 quando, junto com Josep Maria Fusté, Amancio Amaro, José Ángel Iribar e Jesús María Pereda, venceram a Eurocopa de 1964. Ele jogou seu último jogo para a Espanha em 1972.

Treinador[editar | editar código-fonte]

Como treinador, iniciou sua carreira na Inter de Milão em 1974 e a encerrou também na Inter de Milão em 1995. Seu maior desafio como técnico foi dirigir a Seleção de seu país na Copa do Mundo de 1990, que acabou sendo eliminada para a antiga Iugoslávia nas Oitavas-de-Final, levando 2 gols de Dragan Stojković.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Barcelona
Internazionale
Seleção Espanhola

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]