Feliciano Rivilla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Feliciano Rivilla
Feliciano Rivilla
Informações pessoais
Nome completo Feliciano Muñoz Rivilla
Data de nasc. 21 de agosto de 1936
Local de nasc. Ávila, Flag of Spain.svg Espanha
Falecido em 6 de novembro de 2017 (81 anos)
Local da morte Madrid, Flag of Spain.svg Espanha
Altura 1.70 m
Informações profissionais
Posição Defensor
Clubes de juventude
Ávila
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1952–1953
1953–1954
1954–1968
1955–1956
1956–1958
Espanha Ávila
Espanha Real Murcia
Espanha Atlético de Madrid
Espanha Plus Ultra
Espanha Rayo Vallecano
Seleção nacional
1960–1966 Flag of Spain.svg Espanha 26 (0)

Feliciano Muñoz Rivilla (Ávila, 21 de agosto de 1936Madrid, 6 de novembro de 2017) foi um futebolista espanhol, atuava como defensor.[1]

Ele passou a maior parte de sua carreira no Atlético de Madrid, jogando 356 jogos competitivos e marcando sete gols. Ele ganhou quatro grandes troféus com o clube, incluindo a edição de 1965-66 da La Liga.

Rivilla representou a Seleção Espanhola em duas Copas do Mundo (1962 e 1966) e no Campeonato Europeu de 1964, conquistando o último torneio.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Nascido em Ávila, Rivilla começou a jogar futebol no Real Ávila, mudando-se para o Real Murcia da Segunda División aos 17 anos[2], no final da temporada, ele assinou com Atlético de Madrid. Eles emprestaram ele durante três anos para o Plus Ultra e para o Rayo Vallecano, com ambas as equipes competindo na segundo divisão e onde ele se apresentou principalmente como um extremo.

Rivilla disputou o seu primeiro jogo de primeira divisão com o Atlético de Madrid no dia 21 de Setembro de 1958 numa derrota por 2-4 contra o Valencia.[3] Ele marcou o seu primeiro gol no campeonato no dia 1 de Fevereiro num empate por 3-3 frente ao Sevilla.[4]

Já reconvertido em um lateral direito, Rivilla foi um titular indiscutível para os Colchoneros nos anos seguintes, ganhando notavelmente dois troféus da Copa do Generalísimo e do campeonato nacional de 1966. Além disso, ele participou em nove jogos da campanha vitoriosa da Taça dos Clubes Vencedores de Taças de 1961–62.[5]

Um ano depois de se aposentar aos 32 anos, Rivilla passou a trabalhar em eletrodomésticos e atuar como presidente da associação de veteranos do Atlético de Madrid.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Rivilla jogou 26 jogos pela seleção espanhola durante cinco anos, sua estréia em 10 de julho de 1960 foi em uma vitória por 3 a 1 sobre o Peru.[6] Ele jogou apenas uma vez na Copa do Mundo de 1962, devido a uma fratura no pé, mas foi titular quando o país venceu a Campeonato Europeu de 1964, realizada em casa.[7]

Rivilla foi novamente selecionado para a Copa do Mundo de 1966, sendo um membro da equipe não utilizado na Inglaterra.

Morte[editar | editar código-fonte]

Rivilla faleceu em 6 de novembro de 2017 aos 81 anos, em Madrid.[8]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Perfil na BDF». Consultado em 4 de março de 2016. 
  2. Ávila, Diario de. «Feliciano Muñoz Rivilla, un lateral para la leyenda». Diario de Ávila (em espanhol) 
  3. «Edición del Monday 22 September 1958, Página 4 - Hemeroteca - MundoDeportivo.com». hemeroteca.mundodeportivo.com. Consultado em 8 de julho de 2018. 
  4. «Edición del Monday 2 February 1959, Página 4 - Hemeroteca - MundoDeportivo.com». hemeroteca.mundodeportivo.com. Consultado em 8 de julho de 2018. 
  5. «La Recopa del Atlético cumple 50 años» 
  6. «Edición del Monday 11 July 1960, Página 3 - Hemeroteca - MundoDeportivo.com». hemeroteca.mundodeportivo.com. Consultado em 8 de julho de 2018. 
  7. «Feliciano Rivilla, un héroe que cumple 78 años». www.sefutbol.com (em espanhol). Consultado em 8 de julho de 2018. 
  8. ABC.es. «Atlético de Madrid - Últimas noticias, rumores y fichajes - ABC.es - ABC.es». abc (em espanhol). Consultado em 8 de julho de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]