Fernando Hierro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fernando Hierro
Fernando Hierro
Fernando Hierro em 2008
Informações pessoais
Nome completo Fernando Ruiz Hierro
Data de nasc. 23 de março de 1968 (50 anos)
Local de nasc. Vélez-Málaga, Espanha
Altura 1,87 m
Apelido El Jefe, El Gran Capitán
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador
Ex-Zagueiro
Clubes de juventude
1980–1987 Vélez-Málaga
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1987–1989
1989–2003
2003–2004
2004–2005
Real Valladolid
Real Madrid
Al-Rayyan
Bolton Wanderers
Total
0058 0000(3)
0601 00(126)
0019 0000(3)
0029 0000(1)
0707 00(133)
Seleção nacional
1989–1990
1989–2002
Espanha Sub-21
Espanha
0005 0000(2)
0089 000(29)
Times/Equipas que treinou
2014–2015
2016–2017
2018
Real Madrid (assistente)
Real Oviedo
Espanha


00004
Última atualização: 8 de julho de 2018

Fernando Ruiz Hierro (Vélez-Málaga, 23 de março de 1968) é um treinador e ex-futebolista espanhol que atuava como zagueiro.[1] Atualmente, está sem clube.

Características[editar | editar código-fonte]

Jogava como volante, líbero ou zagueiro, mas foi como zagueiro que ele se destacou. Muito seguro, rápido, com um bom toque de bola, bom nas bolas altas, e ainda melhor nas jogadas rasteiras. Sabia bem a hora de antecipar-se ao ataque adversário e era quase fatal em cobranças de bola parada, tanto que, durante todo seu tempo na Seleção Espanhola, foi nomeado o principal cobrador de faltas e pênaltis.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Inicio[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira no infantil do Vélez, time que disputava torneios regionais e depois esteve como juvenil nas equipes do Atlético Malagueño e do Torre del Mar.

Na temporada de 1985-86, regressou ao Vélez, onde permaneceu por mais dois anos. Em 1987, transferiu-se para o Real Valladolid e estreou na primeira divisão.

Real Madrid[editar | editar código-fonte]

Dois anos mais tarde foi contratado pelo Real Madrid, ganhando um título espanhol logo no ano de sua estreia, onde foi ídolo e capitão da equipe até 2003, quando se transferiu para o futebol árabe,jogar pelo Al Rayyan, na Temporada 2003/2004.

Bolton[editar | editar código-fonte]

Foi contratado pelo Bolton da Inglaterra jogar o que seria a última temporada de sua vida. Os dirigentes do Bolton queriam que ele renovasse por mais um ano com o clube inglês pelo seu bom desempenho, o que rendeu uma vaga na Taça UEFA para o Bolton na temporada 2005-06, mas mesmo assim, ele decidiu pendurar as chuteiras.

Seleção Espanhola[editar | editar código-fonte]

Hierro estreou pela Seleção Espanhola em 1989, em uma vitória por 1 a 0 sobre a Polônia,e foi ao Mundial de 1990, na Itália, embora não tenha entrado em campo. Hierro fez 89 partidas e marcou 29 gols. Participou da Copa de 1994 nos EUA, fazendo um gol na Suíça, na vitória por 3 a 0. Do Mundial de 1998, onde a Espanha, que tinha uma grande equipe formada por vários jogadores do Real Madrid, foi eliminada precocemente na 1ª fase, mesmo tendo goleado a Bulgária por 6 a 1.

Como Capitão[editar | editar código-fonte]

Com a despedida do guarda-redes e capitão Zubizarreta da Seleção Espanhola, tornou-se capitão da Espanha. Participou no mundial de 2002, marcando dois golos, contra Paraguai e Eslovênia, e onde a Espanha foi eliminada pela Coreia do Sul nas quartas-de-finais. Era o maior artilheiro da Seleção Espanhola até o dia 12 de fevereiro de 2003, quando foi ultrapassado por Raúl, outro grande ídolo do Real Madrid.

Outras atividades[editar | editar código-fonte]

Trabalhou como dirigente da Real Federação Espanhola de Futebol e do Málaga Club de Fútbol. Em julho de 2014 foi contratado para assistente-técnico de Carlo Ancelotti no Real Madrid.[2][3] Em de junho de 2018, um dia antes do inicio da Copa do Mundo, foi chamado para substituir Julen Lopetegui para comandar a Seleção Espanhola. Porém, em 1 de julho de 2018, após empatar com a Rússia pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo, no tempo normal e na prorrogação, a Seleção Espanhola foi eliminada pela Rússia nas penalidades, pelo placar de 4 a 3, dando adeus à Copa do Mundo.[4]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Real Madrid
Al-Rayyan
  • Emir of Qatar Cup: 2003–04

Referências

  1. «Perfil na Sports Reference». Consultado em 14 de fevereiro de 2015. 
  2. «Fernando Hierro, segundo de Ancelotti» (em espanhol). Diário Marca. 10 de julho de 2014 
  3. «Comunicado Oficial: Fernando Hierro» (em espanhol). Sítio oficial Real Madrid. 10 de julho de 2014 
  4. «OFICIAL Fernando Hierro asumirá el cargo de seleccionador nacional durante el Campeonato del Mundo de Rusia» (em espanhol). sefutbol.com. 13 de junho de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]