Uwe Seeler

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Uwe Seeler
Uwe Seeler.JPG
Informações pessoais
Nome completo Uwe Seeler
Data de nasc. 5 de novembro de 1936 (81 anos)
Local de nasc. Hamburgo, Flag of the NSDAP (1920–1945).svg Alemanha
Altura 1,69 m
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes de juventude
19461953 Alemanha Ocidental Hamburgo
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19531972 Alemanha Ocidental Hamburgo 00519 0(444)
Seleção nacional
19541970 Bandeira da Alemanha Ocidental Alemanha Ocidental 00072 00(43)

Uwe Seeler (Hamburgo, 5 de novembro de 1936) é um ex-futebolista alemão. É considerado um dos maiores atacantes de sua geração e um dos ídolos do futebol alemão.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Hamburgo[editar | editar código-fonte]

Defendeu durante toda sua carreira profissional apenas o Hamburgo, onde é considerado um símbolo, muito por sempre ter recusado propostas tanto de clubes nacionais quanto internacionais. Porém, apesar disso, conquistou apenas dois títulos durante suas dezenove temporadas na equipe: o primeiro aconteceu apenas na sua sétima temporada no clube, quando conquistou o Campeonato Alemão e, o segundo e último aconteceu três temporadas depois, com a Copa da Alemanha.

Não sendo alto, tendo apenas 1,69 m, mas tendo muita força física, é considerado o precursor do centroavante "tanque" alemão. Seeler era uma massa bruta que literalmente conquistava espaço na área adversária para então chegar ao seu objetivo: o gol. E foram muitos, talvez não muito bonitos, sem aquele drible, aquele toque de classe. Mas no entrechoque da grande área, no bate-rebate e na bola alta ele era insuperável. Os alemães o chamavam de "Rei dos dezoito metros", a grande área era seu domínio. O centroavante acabou mostrando às gerações seguintes de atacantes que proteger bem a bola era a melhor alternativa para quem não havia nascido craque.

Além do Hamburgo, que dedicou sua vida durante vinte e seis anos, Seeler também disputou uma partida com o Cork Celtic, da Irlanda, após seis anos aposentado. Sua raça e seu esforço em campo eram contagiantes. Mais do que isso, os 764 gols marcados em 810 partidas ainda são recordes até hoje no clube. Ele foi o terceiro melhor jogador da Europa em 1960, oito vezes artilheiro nacional, e eleito três vezes como melhor jogador alemão do ano.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Seeler também disputou quatro Copas do Mundo. Teve a maior chance de conquistar o título em 1966, quando terminou com o vice-campeonato. Seeler também teve a infelicidade de disputar a primeira e última edição antes e depois do título alemão no torneio.[1]

Em 1965 sofreu o maior susto da carreira: em fevereiro teve uma ruptura do tendão de aquiles da perna direita e chegou a ter o fim da carreira anunciada. Mas, em agosto, ele estava de volta aos gramados, vésperas da convocação para o jogo contra a Suécia pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 1966. Foi a Estocolmo e fez o gol da vitória alemã. Na edição seguinte, em 1970, teve de mudar suas características. Ele era o encarregado de abrir espaços e chamar a marcação para que um novo goleador brilhasse: Gerd Müller. Seeler cumpriu a missão e ainda fez três gols na competição. Depois da Copa se despediu da seleção e, no ano seguinte, do futebol, deixando um herdeiro à sua altura.

Recorde[editar | editar código-fonte]

Ao lado de Pelé, Klose e Cristiano Ronaldo, detém o recorde de jogador em Copa do Mundo a ter feito gols em quatro mundiais (1958-1962-1966-1970).

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Elenco na Copa de 58». Consultado em 13 de fevereiro de 2016.