Robert Lewandowski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Robert Lewandowski
Robert Lewandowski
Lewandowski atuando pela Polônia em 2018.
Informações pessoais
Nome completo Robert Lewandowski
Data de nasc. 21 de agosto de 1988 (32 anos)
Local de nasc. Varsóvia, Polônia
Nacionalidade polaco
Altura 1,89 m
destro
Apelido Lewa[1]
Informações profissionais
Clube atual Bayern de Munique
Número 9
Posição Atacante
Clubes de juventude
1997–2004
2005–2006
Varsovia Warszawa
Legia II Warszawa
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2006–2008
2008–2010
2010–2014
2014–
Znicz Pruszków
Lech Poznań
Borussia Dortmund
Bayern de Munique
00063 000(37)
00082 000(41)
00187 00(103)
00289 00(246)
Seleção nacional3
2008
2008–
Polônia Sub-21
Polônia
00003 0000(0)
00112 000(61)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 23 de agosto de 2020.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 19 de novembro de 2019.

Robert Lewandowski (Varsóvia, 21 de agosto de 1988) é um futebolista polaco que atua como atacante. Atualmente joga pelo Bayern de Munique e pela Seleção Polonesa. Reconhecido por sua eficiência, finalização e um grande número de gols marcados, ele é frequentemente considerado como um dos melhores centroavantes de sua geração, por vezes colocado como o melhor da atualidade.[2][3]

Pela Seleção Polonesa, Lewandowski tem mais de 100 jogos e 61 gols oficiais, sendo o capitão desde 2014, o maior goleador da história e o jogador com mais partidas.[4][5] Ele representou sua nação na Eurocopa de 2012 e 2016 e na Copa do Mundo de 2018, sendo o principal jogador da classificação polaca para o mundial após 12 anos desde a última.[6] O polonês fez história quando nas eliminatórias da Eurocopa de 2020, marcou um hat-trick perante a Letônia e entrou na lista dos dez maiores artilheiros europeus por seleção na história.[7] Sendo assim, Lewandowski é um dos maiores ídolos da história da seleção de seu país.[8]

Carreira

Início da carreira

Tentou a sorte no Polónia Varsóvia mas não houve interesse.[9] Atuou pelo Delta Varsóvia da quarta divisão antes de chegar ao Legia Warszawa, porém após recuperar-se de uma lesão, foi dispensado.[9] Já no modesto Znicz Pruszków marcou quinze vezes em trinta partidas, terminando como artilheiro do campeonato e sua equipe conseguindo o acesso para a Segunda Divisão.[10] Em sua segunda e última temporada no clube, terminou novamente como artilheiro do campeonato, mas dessa vez anotando 21 tentos em 32 partidas. Também fora eleito a revelação polonesa do ano.[10]

Lech Poznan

Foi contratado pelo Lech Poznań da Primeira Divisão Polonesa que pagou 1,5 milhões de złoty.[11] Marcaria vinte gols em sua primeira temporada no clube, sendo catorze pelo campeonato. Nesta temporada, também disputou suas primeira partidas por competições europeias, além de ter sido o autor do gol mais bonito da temporada. Em sua segunda temporada, seus números melhoraram, tendo anotando 21 tentos na temporada (dezoito no campeonato), com catorze partidas a menos. Nesta última, também terminaria como artilheiro do campeonato e campeão nacional.

Borussia Dortmund

2010–11

Lewandowski transferiu-se ao Borussia Dortmund por quatro temporadas em junho de 2010.[12] Em 19 de setembro, ele marcou seu primeiro gol na Bundesliga para fazer 3–0 no Revierderby contra o Schalke 04; o jogo terminou 3–1. Fez 43 jogos e 9 gols em sua primeira temporada no clube alemão, sendo reserva de Lucas Barrios.

Lewandowski no Borussia Dortmund

2011–12

Na campanha da Bundesliga de 2011–12, Lewandowski se beneficiou de uma lesão de Lucas Barrios e assumiu a titularidade. O atacante respondeu balançando a rede duas vezes na vitória do Dortmund por 3–0 na Copa da Alemanha sobre o SV Sandhausen na primeira rodada. Lewandowski abriu sua conta na liga em uma vitória por 2–0 sobre o 1. FC Nürnberg em 20 de agosto de 2011, dando o toque final de um cruzamento de Mario Götze.  Em 1º de outubro, Lewandowski deu assistência e marcou um Hat-trick na vitória do clube por 4–0 sobre o FC Augsburg. O Dortmund alcançou o segundo lugar na Bundesliga com uma confortável vitória por 5–0 sobre o 1. FC Köln em 22 de outubro, com Lewandowski balançando a rede nos dois tempos. O Dortmund viajou para o SC Freiburg em 17 de dezembro e Lewandowski marcou duas vezes e deu assistência para Kevin Großkreutz, quando o Dortmund triunfou por 4–1. Devido ao seu grande desempenho, ele foi eleito o Melhor Jogador do Ano na Polônia.  

Após as férias de inverno, em 22 de janeiro de 2012, o Dortmund derrotou o Hamburger SV por 5–1 igualando o líder Bayern de Munique em pontos; Lewandowski marcou duas vezes e deu assistência a Jakub Błaszczykowski nesse jogo. Ele marcou em uma vitória em casa por 1–0 sobre o Bayern de Munique em 11 de abril. O resultado deu ao Dortmund uma vantagem de seis pontos sobre os rivais na briga pelo título, com apenas quatro jogos pela frente. Em 21 de abril, Lewandowski deu assistência para o gol de Shinji Kagawa aos 59 minutos, quando o Dortmund venceu por 2–0 o Borussia Mönchengladbach para garantir seu segundo título consecutivo. No jogo final da campanha na Bundesliga, Lewandowski marcou dois gols no primeiro tempo, quando o Dortmund venceu o Freiburg por 4–0 e comemorou a conquista do título.

Lewandowski terminou o ano como o terceiro maior goleador da liga com 22 gols, nenhum de pênalti e seis assistências.

No jogo final da temporada para o Dortmund, ele marcou um "hat-trick" na final da Copa da Alemanha, uma vitória por 5–2 sobre o Bayern de Munique, para dar ao clube sua primeira dobradinha nacional (liga + copa). Lewandowski terminou como o melhor marcador do DFB-Pokal, com sete gols em seis jogos.

2012–13

Lewandowski marcou seu primeiro gol da temporada na vitória por 3–0 sobre o Bayer Leverkusen em 15 de setembro de 2012, estendendo a rodada do Dortmund para 31 jogos sem derrotas e levou o clube à terceira posição na Bundesliga. Três dias depois, no primeiro jogo da temporada na Liga dos Campeões da equipe, Lewandowski fez um gol aos 87 minutos para derrotar o Ajax por 1–0. Ele estabeleceu o novo recorde do clube com a maior sequência de gols, tendo marcado em 12 jogos consecutivos na liga, superando o recorde de Friedhelm Konietzka na temporada 1964–65. Em 9 de fevereiro de 2013, Lewandowski abriu o placar em um jogo em casa contra o Hamburgo, mas foi expulso aos 31 minutos por uma falta sobre Per Ciljan Skjelbred e o Dortmund perdeu por 4–1 Ele terminou a temporada com 24 gols na liga, um gol abaixo do artilheiro da Bundesliga, Stefan Kießling, do Bayer Leverkusen.

Segundo o diretor do Borussia Dortmund, Michael Zorc, Lewandowski não renovaria seu contrato com o clube e deixaria o time no verão de 2013 ou após a temporada 2013–14.

Em 24 de abril de 2013, Lewandowski se tornou o primeiro jogador a marcar quatro gols na semifinal da Liga dos Campeões, quando o Borussia Dortmund derrotou o campeão espanhol Real Madrid por 4–1 no estádio Westfalenstvion da BVB. Em 25 de maio, ele jogou a final da UEFA Champions League de 2013, na qual o Borussia foi derrotado por 2–1 pelo Bayern de Munique.

2013–14

Em 27 de julho de 2013, Lewandowski venceu a Supercopa da Alemanha de 2013 com o Dortmund por 4–2 contra o Bayern de Munique. Ele marcou seu primeiro gol da temporada na vitória do Dortmund por 4–0 sobre o Augsburg no jogo de abertura da Bundesliga no dia 10 de agosto. Em 1º de novembro, ele marcou seu único hat-trick da temporada na vitória por 6–1 da Bundesliga contra o VfB Stuttgart.

Em 25 de fevereiro de 2014, Lewandowski marcou duas vezes no jogo de ida das oitavas-de-final da Liga dos Campeões contra o Zenit São Petersburgo, tornando-se o maior goleador geral da BVB nas competições europeias, superando o recorde de 16 gols de Stéphane Chapuisat. Ele marcou seu 100º gol pelo clube em sua 182ª aparição, quando o Dortmund derrotou o VfL Wolfsburg nas meias-finais do DFB-Pokal em 16 de abril de 2014 e revelou uma camisa com o número 100 em comemoração.

Lewandowski encerrou a temporada 2013–14 como o maior goleador da Bundesliga com 20 gols. Ele também marcou seis gols na Liga dos Campeões, quando o Borussia chegou às quartas de final. Durante o jogo de volta da partida das oitavas-de-final entre o Borussia Dortmund e o Zenit de São Petersburgo, Lewandowski recebeu um segundo cartão amarelo que resultou em sua suspensão para o jogo de ida das quartas de final contra o Real Madrid. O Dortmund acabou derrotado por 3–0, e no jogo de volta já com Lewandowski venceu de somente 2–0 e não conseguiu reverter o agregado.

Lewandowski jogou sua partida final pelo Dortmund na final da Copa da Alemanha de 2014 contra o Bayern de Munique em 17 de maio. O técnico Jürgen Klopp o dispensou de alguns treinamentos antes da final devido a problemas de lesão; embora Lewandowski tenha jogado todos os 120 minutos da final, o Dortmund perdeu por 2–0. Ele terminou a temporada com 28 gols em 48 partidas.

Deixou o Borussia de graça após assinar um pré contrato com o rival Bayern de Munique.

Bayern de Munique

2014–15

Lewandowski em jogo do Bayern.

Em 4 de janeiro de 2014, o Bayern de Munique anunciou a contratação de Lewandowski a partir de 1 de julho de 2014, por um vínculo de cinco anos.[13][14] Faz sua estreia numa vitória fora de casa contra o TSG 1899 Hoffenheim em partida válida pela 22° rodada da Bundesliga, entrando aos 27 minutos do segundo tempo. Seu primeiro gol pelo clube aconteceu já na partida seguinte, numa goleada sobre o Mainz 05 por 5–0, onde deu ainda uma assistência, sendo um dos melhores em campo.

Foi decisivo no clássico contra o Borussia Dortmund, marcando o único gol da vitória do clube bávaro na Allianz Arena. No jogo de volta da fase de oitavas de final da Liga dos Campeões da UEFA marcou o gol que abriu a goleada de 7–0 sobre o Shakhtar Donetsk. Marcou mais dois na vitória por 3–2 fora de casa contra o Borussia Mönchengladbach em partida válida pela 29° rodada da Bundesliga.

Voltou a ser decisivo na goleada sobre o FC Porto por 6–1 no jogo de volta das quartas de finais da Liga dos Campeões, resultado que classificou o Bayern para a semifinal por 7–4 no agregado. Marcou também o gol que levou a partida contra o Bayer Leverkusen pelas quartas de final da Copa da Alemanha para a decisão por pênaltis, na qual sua equipe venceu por 5–4. Na semifinal da Liga dos Campeões marcou o segundo gol da vitória sobre o Barcelona por 3–2 em Munique no jogo de volta; mesmo com esse resultado o clube foi eliminado por haver perdido por 3–0 no Camp Nou. Encerrou a temporada de estreia com 25 gols marcados.

2015–16

Em partida válida pela sexta rodada da Bundesliga 2015–16, ocorrida em 22 de setembro de 2015 contra o VfL Wolfsburg, entrou em campo no intervalo substituindo Thiago Alcântara e marcou cinco gols em apenas nove minutos. O feito tornou-se o mais rápido da Bundesliga.[15] O Livro Guinness dos Recordes o certificou por quatro marcas na Bundesliga: mais rápido marcador de três gols, mais rápido marcador de quatro gols, mais rápido marcador de cinco gols e maior marcador de gols vindo do banco de suplentes.[16] [17] Pela fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA 2015–16 marcou seis gols, sendo dois na goleada sobre o Arsenal por 5–1. Fez mais dois na goleada sobre o Dortmund também por 5–1 pela 12° rodada da Bundesliga. Ao fim desta temporada tornou-se artilheiro da Bundesliga com 30 gols. Ao todo ele marcou 42 gols na temporada, sendo artilheiro do Bayern na temporada e terceiro maior marcador da temporada europeia, atrás apenas de Luis Suárez e Cristiano Ronaldo, respectivamente.

2016–17

A temporada 2016–17 começou com o Bayern vencendo a Supercopa da Alemanha em 14 de agosto de 2016. Em 19 de agosto, na primeira rodada do DFB-Pokal, o Bayern derrotou Carl Zeiss Jena por 5–0 com a ajuda de um "hat-trick" de Lewandowski. Lewandowski abriu a temporada da Bundesliga 2016–17 com outro "hat-trick" na vitória por 6–0 sobre o Werder Bremen.

Em 13 de dezembro, Lewandowski assinou um novo contrato com o Bayern, mantendo-o no clube até 2021.

Em 11 de março de 2017, Lewandowski atingiu 100 golos para o Bayern em sua 137ª aparição para o clube, marcando duas vezes na vitória por 3–0 contra o Eintracht Frankfurt na Bundesliga.

Devido a uma lesão, não jogou o jogo de ida das quartas de final da Champions League, e viu sua equipe ser derrotada por 2–1 pelo Real Madrid em Munique. Já recuperado no jogo de volta em Madrid, Lewandowski começou o jogo como titular e colocou sua equipe na frente ainda no primeiro tempo. A partida termina 2–1 no tempo regulamentar para O Bayern. Porém, devido a expulsão de Arturo Vidal por uma falta em Asensio, Carlo Ancelotti que até então era o treinador do Bayern se vê obrigado a tirar o atacante polônes e coloca Kimmich para repor a saída do chileno. Na prorrogação, Cristiano Ronaldo faz dois gols em posição irregular e Asensio fecha o marcador, terminando assim 4–2 para o time de Madrid e eliminando os alemães do torneio.

2017–18

A temporada 2017–18 começa com o Bayern vencendo a Supercopa da Alemanha contra seu rival Borussia Dortmund, em uma partida de jogo único na qual Lewandowski faz um gol no empate de 2–2, e converte o primeiro pênalti na decisão que termina 5–4 para o time de Munique.

Em 13 de Dezembro de 2017, Lewa atinge o top 10 de jogadores com mais gols na história da Bundesliga ao fazer o gol da vitória do seu time em jogo contra o FC Koln, que terminou 1–0. Alguns meses depois na rodada 22 do campeonato nacional, Lewandowski marca novamente na vitória do Bayern por 2–1 contra o Schalke 04, igualando assim o recorde de gols marcados da Bundesliga de 11 gols marcados sucessivamente em casa. Curiosamente, ele passou a dividir esse recorde com seu treinador da época, Jupp Heynckes - que fez 11 gols consecutivos em casa na temporada de 1972/1973 jogando pelo Borussia Mönchengladbach. Apesar da boa fase, não conseguiu fazer a diferença contra o Real Madrid na Liga dos Campeões, tendo visto seu time ser eliminado após derrota por 2–1 na Alemanha e empate de 2–2 no jogo de volta em um jogo marcado por uma grande falha do goleiro Ulreich e de um suposto pênalti não marcado de Marcelo. Ao final da temporada, o Bayern se sagra campeão alemão, porém, acaba derrotado na final da Copa da Alemanha por 3–1 contra o Frankfurt. Lewa marcou o único gol de sua equipe nesse jogo.

Lewandowski termina a temporada 2017–18 com 41 gols marcados em 48 jogos, sendo 29 desses na Bundesliga, se tornando assim pela terceira vez artilheiro do campeonato alemão.

Após grande especulação sobre uma suposta transferência para o Real Madrid, que já não tinha mais Cristiano Ronaldo e estava atrás de uma nova referência para o ataque, o diretor do Bayern, Rummenigge, diz que o jogador não está a venda pois não seria possível encontrar um substituto a altura do polônes.

2018–19

A temporada 2018–19 começa com a revanche contra o Frankfurt pela Supercopa da Alemanha, sendo que dessa vez quem sai vitorioso é o Bayern, após aplicar uma goleada de 5–0 sobre o algoz. Lewandowski é fundamental nesse jogo ao fazer um hat trick, se tornando o primeiro jogador a realizar tal feito no torneio.

Em 27 de novembro de 2018, Lewandowski se tornou o terceiro jogador mais rápido a marcar 50 gols na Liga dos Campeões ao marcar dois gols na vitória por 5–1 sobre o Benfica. Lewandowski levou apenas 77 jogos da Liga dos Campeões para alcançar o marco. Lewandowski terminou como o melhor marcador da fase de grupos da UEFA Champions League, com oito gols em seis jogos. Em 9 de fevereiro de 2019, Lewandowski marcou em uma vitória por 3–1 sobre o Schalke e, assim, se tornou o primeiro jogador a marcar 100 gols em jogos oficias na Allianz Arena. Na mesma temporada, ainda fez o seu 119º gol da liga no Bayern de Munique, que o levou a empatar com Roland Wohlfarth como o terceiro maior goleador de todos os tempos do clube. Um mês depois, ele supera Wohlfartj depois de marcar um gol na vitória por 5–1 sobre o Gladbach, com seu segundo gol também o igualando ao recorde de 195 gols na liga de Claudio Pizarro de maior número de gols na Bundesliga por um jogador estrangeiro. Logo em seu jogo seguinte no torneio ele quebrou o recorde de Pizarro ao marcar duas vezes na vitória por 6–0 sobre o Wolfsburg. Viu sua equipe ser eliminada precocemente da Champions League ao bater de frente logo nas oitavas de final com o time que mais tarde se sagraria campeão da competição, Liverpool, que passou de fase ao derrotar os alemães por 3–1 na Allianz Arena depois de um empate em 0–0 no Anfield. Em 6 de abril de 2019, no 100º encontro da Bundesliga entre Bayern de Munique e Borussia Dortmund, Lewandowski marcou duas vezes em uma vitória por 5–0, com seu primeiro gol levando-o a 200 gols na liga. Lewandowski termina a Bundesliga com 22 gols, alcançando assim pela quarta vez a artilharia do torneio.

Em 25 de maio de 2019, ele marcou um golaço quando o Bayern venceu o RB Leipzig por 3–0 na final do DFB-Pokal de 2019, sendo esse seu segundo gol na partida. Com isso, ele se tornou o maior artilheiro de todos os tempos da final da Copa da Alemanha com seis gols, superando Gerd Müller com cinco. Lewandowski terminou a temporada com 40 gols em 47 jogos em todas as competições, alcançando o marco de 40 gols pela quarta temporada consecutiva, vencendo também sua segunda dobradinha nacional (copa e liga) no Bayern.

2019–20

Lewandowski cumprimenta Neymar depois da final da Champions

A temporada 2019–20 inicia com o Bayern sendo derrotado pelo seu rival aurinegro na Supercopa por 2–0. Logo no jogo seguinte pela Copa da Alemanha, Lewandowski marcou seu primeiro gol da temporada quando o Bayern derrotou Engerie Cottbus por 3–1 na primeira rodada do DFB-Pokal. Em 16 de agosto de 2019, Lewandowski marcou dois gols no jogo de abertura da Bundesliga de 2019–20 contra o Hertha Berlin, em partida que terminou 2–2. Com seu bom início, Lewandowski estabeleceu um recorde na Bundesliga por marcar um gol na abertura da temporada pelo quinto ano consecutivo. Em 24 de agosto de 2019, Lewandowski marcou um hat-trick contra o Schalke no Veltins Arena quando o Bayern venceu por 3–0. Em 29 de agosto de 2019, Lewandowski prorrogou seu contrato no Bayern até 2023. Em 18 de setembro de 2019, Lewandowski marcou seu 200º gol pelo Bayern em uma vitória por 3–0 contra o clube sérvio Red Star Belgrade na Liga dos Campeões. Mais tarde, atingiu a impressionante marca de 27 gols nos seus 20 primeiros jogos da temporada. Lewandowski se tornou o primeiro jogador na história da Bundesliga a marcar em cada um dos nove, dez e onze jogos de abertura de uma temporada, superando o recorde de oito de Pierre-Emerick Aubameyang. Em 26 de novembro de 2019, Lewandowski marcou 4 gols em menos de 15 minutos, enquanto o Bayern derrotou o Red Star Belgrade por 6–0 e conquistou o primeiro lugar no grupo da Liga dos Campeões, estabelecendo um novo recorde de tempo mais rápido para marcar quatro gols na Campions League. Ele também se tornou o segundo jogador a marcar quatro gols em mais de um jogo da Champions League.

Em 25 de fevereiro de 2020, Lewandowski deu duas assistências para Gnabry e marcou um gol na vitória do Bayern por 3–0 sobre o Chelsea em partida válida pelas oitavas de final da Liga dos Campeões no Estádio Stamford Bridge.[18] Nesse mesmo jogo, igualou o recorde de Cristiano Ronaldo de nove gols fora de casa em uma competição europeia.

A partir da volta do futebol alemão, e do primeiro jogo do Bayern pós-paralização do futebol devido a Pandemia do Coronavirus em 17 de julho, Lewandowski seguiu uma temporada surpreendente na Bundesliga e na copa Alemã, marcando um gol ou mais na maioria dos jogos e atingindo uma impressionante média de 1,10 gols por partida na Bundesliga, terminando assim como artilheiro alemão, e conquistando a liga e a copa alemã pelo Bayern na temporada.[19] Em 8 de agosto, após finalizar o campeonato alemão com a taça nas mãos do Bayern, Lewandowski foi decisivo na goleada de 4–1 contra o Chelsea, nas oitavas de finais da UCL, marcando 2 gols e dando 2 assistências, assim se isolando ainda mais na artilharia do campeonato com 13 gols e indo pras quartas de final.[20] Nas quartas, O Bayern enfrentou e goleou o Barcelona de Lionel Messi por incríveis 8–2, em uma partida que os espanhóis foram totalmente dominados e culminou com a demissão do até então técnico Quique Sétien. O polonês distribuiu uma assistência para Müller no gol que abriu o placar e guardou o seu tento após cruzamento de Coutinho. Nessa mesma partida, ainda teve um gol anulado.[21] Lewandowski marcou um gol pela sua nona partida consecutiva na Champions League na vitória do Bayern contra o Lyon por 3x0, em uma partida de semifinal. Na final da Liga dos Campeões, o Bayern de Lewandowski derrotou o Psg de Neymar e Mbappe por 1x0 com gol Kingsley Coman. O polônes se sagrou assim campeão e artilheiro do torneio.

Terminou a temporada 2019-2020 com incríveis 55 gols em 47 jogos, média superior a 1 gol por jogo. Além disso, foi artilheiro das 3 competições que seu time venceu - Bundesliga, Copa da Alemanha e Champions League.

Seleção Polonesa

Estreou pela Seleção Polonesa principal em 10 de setembro de 2008 contra San Marino em partida válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. Substituiu a Marek Saganowski no segundo tempo e também marcou o segundo gol da equipe.[22]

Jogando em Varsóvia, no jogo de abertura do torneio da Eurocopa 2012 contra a Grécia, Lewandowski marcou o primeiro gol da competição e foi nomeado o melhor da partida.[23] Ele jogou em todos os três jogos pela Polônia no torneio, como os anfitriões, foi eliminado na fase de grupos, com dois pontos ganhos.[24][25]

Lewandowski marcou dois gols de pênalti na vitória por 5–0 contra o San Marino, em 26 de março de 2013, durante a campanha de qualificação para a Copa do Mundo de 2014, sua primeira partida como capitão. Mais tarde na campanha, em 6 de setembro, ele marcou contra o Montenegro no empate em casa por 1–1. A Polônia não se classificou para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Assumiu o posto de capitão da Seleção Polonesa em 2014, no lugar de Jakub Błaszczykowski.[26]

Em 7 de setembro de 2014, no primeiro jogo da Polônia nas classificatórias pra UEFA Euro 2016, fora de casa contra Gibraltar, Lewandowski marcou seu primeiro hat-trick internacional, marcando quatro gols em uma vitória por 7–0. Em 13 de junho de 2015, ele marcou mais um hat-trick na vitória por 4–0 da Polônia sobre a Geórgia, com os três gols marcados no espaço de quatro minutos.  Em 8 de outubro, ele marcou duas vezes em um empate por 2–2 para a Escócia, abrindo e empatando o placar com o último chute do jogo para eliminar os anfitriões. Três dias depois, ele liderou a sua seleção em uma vitória por 2–1 contra a República da Irlanda, qualificando a Polônia para as finais do torneio na França. Lewandowski terminou a campanha classificatória com 13 gols.

Na Eurocopa de 2016 na França, Lewandowski não deu um chute no alvo até a partida das oitavas contra a Suíça, em Saint-Étienne. Nas quartas de final contra Portugal no Stade Vélodrome, ele completou o cruzamento de Kamil Grosicki para abrir o placar e colocar sua equipe na frente. Porém, a Polônia acaba sofrendo o empate e a partida vai para as penalidades. Lewandowski converte sua cobrança, mas mesmo assim sua seleção acaba eliminada por 5–4. Até a eliminação da Polônia, Lewa era o jogador que mais tinha sofrido faltas na competição.  

Em 5 de outubro de 2017, Lewandowski marcou um "hat-trick" na vitória por 6–1 sobre a Armênia, marcando 50 gols pela Polônia, superando o recorde anterior de 48 gols marcados por Włodzimierz Lubański para se tornar o maior goleador de todos os tempos da Polônia. Em 8 de outubro de 2017, Lewandowski marcou um gol em uma vitória por 4–2 sobre o Montenegro, elevando seu número de gols para 51 pela Polônia. Ele terminou a campanha de qualificação para a Copa do Mundo da FIFA 2018 com 16 gols no total, estabelecendo assim um recorde de gols em Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo.

Lewandowski foi convocado para a seleção polonesa de 23 jogadores para a Copa do Mundo da FIFA 2018 na Rússia. Lewandowski jogou todas três partidas, contra Senegal, Colômbia e Japão, porém, não conseguiu marcar e viu sua seleção ser eliminada na fase de grupos.

Vida privada

Lewandowski é oriundo de uma família de desportistas: o pai foi judoca e a mãe jogadora de voleibol.[9] É casado desde junho de 2013 com Anna Stachurska.[27] Em dezembro de 2016 Lewandowski anunciou que Anna estava grávida de cinco meses de gestação.

No dia 04 de maio de 2017 anunciou o nascimento de sua primeira filha chamada Klara Lewandowski.[28]

Em 9 de outubro de 2017, um dia após o jogo contra Montenegro, que classificou os poloneses ao Mundial de 2018, Lewandowski formou-se em Educação Física pela Universidade de Varsóvia.[29]

Estatísticas

Clubes

Equipe Temporada Campeonato
nacional
Copas
nacionais
Competições
continentais
Outros
torneios
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Znicz Pruszków 2006–07 27 15 2 1 29 16
2007–08 32 21 2 0 34 21
Total 59 36 4 1 0 0 0 0 63 37
Lech Poznań 2008–09 30 14 6 2 12 4 48 20
2009–10 28 18 1 0 4 2 1 1 34 21
Total 58 32 7 2 16 6 1 1 82 41
Borussia Dortmund 2010–11 33 8 2 0 8 1 43 9
2011–12 34 22 6 7 6 1 1 0 47 30
2012–13 31 24 4 1 13 10 1 1 49 36
2013–14 33 20 5 2 9 6 1 0 48 28
Total 131 74 17 10 36 18 3 1 187 103
Bayern de Munique 2014–15 31 17 5 2 12 6 1 0 49 25
2015–16 32 30 6 3 12 9 1 0 51 42
2016–17 33 30 4 5 9 8 1 0 47 43
2017–18 30 29 6 6 11 5 1 1 48 41
2018–19 33 22 5 7 8 8 1 3 47 40
2019–20 31 34 5 6 10 15 1 0 47 55
Total 190 162 31 29 62 51 6 4 289 246
Total na carreira 438 672 59 42 114 75 10 6 621 427

Seleção Polonesa

Ano Jogos Gols
2008 4 2
2009 12 1
2010 13 6
2011 11 3
2012 10 2
2013 10 3
2014 6 5
2015 7 11
2016 12 8
2017 6 9
2018 11 4
2019 10 6
Total 112 61

Títulos

Lech Poznań
Borussia Dortmund
Bayern de Munique

Prêmios individuais

Artilharias

Recordes

Referências

  1. «Artilheiro da Champions, Lewa tem mais números assombrosos». R7.com. 22 de agosto de 2020. Consultado em 23 de agosto de 2020 
  2. «É o melhor do mundo? Com nºs espantosos, Lewandowski ameaça trono de Messi – Jovem Pan». É o melhor do mundo? Com nºs espantosos, Lewandowski ameaça trono de Messi – Jovem Pan. 23 de maio de 2020. Consultado em 8 de junho de 2020 
  3. «FOX Sports». www.foxsports.com.br. Consultado em 8 de junho de 2020 
  4. a b «Lewandowski se tornou no maior goleador da história da Polônia». BeSoccer. 5 de outubro de 2017. Consultado em 8 de junho de 2020 
  5. a b c d e UEFA.com (24 de março de 2020). «How brilliant is Bayern striker Robert Lewandowski?». UEFA.com (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2020 
  6. «Lewandowski e o sonho em fazer história pela Polônia | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 8 de junho de 2020 
  7. «Lewandowski dá show, entra para a história e Polônia vence Letônia; Modric marca e Croácia derrota Hungria». ESPN.com. 10 de outubro de 2019. Consultado em 8 de junho de 2020 
  8. Morais, Nando (7 de maio de 2018). «Passaporte Rússia – Top 5 ídolos poloneses». Futebol na Veia. Consultado em 8 de junho de 2020 
  9. a b c «Biography» (em inglês). Sítio oficial 
  10. a b «"Kolejorz" walczy o króla» (em polonês). Sport.pl. 26 de maio de 2008 
  11. «Bajka o Robercie Lewandowskim» (em polonês). Sport.pl. 11 de setembro de 2008 
  12. «Dortmund macht Lewandowski-Transfer perfekt» (em alemão). Focus Online. 11 de junho de 2010 
  13. «Oficial: Bayern de Munique anuncia a contratação de Robert Lewandowski». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  14. «Rummenigge on transfers, rumours and more» (em inglês). Sítio oficial Bayern de Munique. 4 de janeiro de 2014 
  15. «Lewandowski faz cinco gols em nove minutos, e Bayern massacra». Terra. 22 de setembro de 2015 
  16. «Robert Lewandowski awarded with four Guinness World Record certificates for stunning five-goal haul against Wolfsburg» (em inglês). Dailymail. 30 de novembro de 2015 
  17. «Lewandowski top scorer of Bundesliga» (em inglês). The News. 15 de maio de 2016 
  18. «Chelsea 0 x 3 Bayern de Munique - Liga dos Campeões Oitavas de final - Tempo Real - Globo Esporte». globoesporte.com. Consultado em 13 de junho de 2020 
  19. UEFA.com (4 de julho de 2020). «Quão brilhante é Robert Lewandowski, avançado do Bayern e da Polónia?». UEFA.com. Consultado em 3 de agosto de 2020 
  20. UEFA.com (8 de agosto de 2020). «Bayern 4-1 Chelsea (agg: 7-1): Lewandowski at the double». UEFA.com (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2020 
  21. «Bayern humilha Barça com 8 e abre ferida: "Vergonha", diz Pique». www.uol.com.br. Consultado em 19 de agosto de 2020 
  22. «Gol Lewandowskiego w reprezentacyjnym debiucie!» (em polonês). Warszawa Naszemiasto. 10 de setembro de 2008 
  23. «A Grécia fightback Folhas Polónia». Consultado em 8 de junho de 2012 
  24. «Czechs through as Poland check out». Consultado em 16 de junho de 2012 
  25. «Over and out para a Polónia». Consultado em 17 de junho de 2012 
  26. «Lewandowski to stay on as Polish captain» (em inglês). The News. 10 de dezembro de 2014 
  27. «Der Stürmer und die Karatekämpferin: Lewandowski heiratet Anna Stachurska» (em alemão). Augsburger Allgemeine. 23 de junho de 2013 
  28. «Robert Lewandowski posts heartwarming photo of his newborn daughter». Mail Online 
  29. «A vaga na Copa em um dia, o TCC aprovado no outro: Lewandowski agora é formado em Educação Física - Trivela». Trivela. 9 de outubro de 2017 
  30. «Lewandowski, oito vezes rei da Polônia». BeSoccer. 3 de fevereiro de 2020. Consultado em 12 de junho de 2020 
  31. «The 100 best footballers in the world - interactive» (em inglês). The Guardian 
  32. «The 100 best footballers in the world 2016 – interactive» (em inglês). The Guardian 
  33. «Robert Lewandowski» (em espanhol). Marca 
  34. GloboEsporte.comMunique, Por; Alemanha. «Imparável, Lewandowski entra para livro dos recordes com quatro marcas». globoesporte.com. Consultado em 8 de junho de 2020 
  35. «Sai mais um poker para Lewandoski: os números impressionantes do polaco - O Jogo». www.ojogo.pt. Consultado em 8 de junho de 2020 
  36. «1. Bundesliga - Os melhores marcadores estrangeiros». www.transfermarkt.com.br. Consultado em 12 de junho de 2020 
  37. «Com "tríplice coroa" de artilharia, Lewandowski alcança marca inédita até para Cristiano Ronaldo e Messi». ge. Consultado em 24 de agosto de 2020 

Ligações externas

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Robert Lewandowski
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Robert Lewandowski