Ligue 1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ligue 1
Ligue 1
Dados gerais
Organização FFF
Edições 72
Outros nomes Campeonato Francês de Futebol
Local de disputa  França
Mónaco
Sistema Pontos corridos
Divisões
Ligue 1 • Ligue 2Championnat National
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

A Ligue 1 (até 2002 chamada Division 1) é a liga principal de futebol da França, organizada pela FFF, desde 1932.

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Desde 1944 o campeonato principal francês trocou muitas vezes a quantidade de participantes, revezando entre 18 e 20, sendo a última opção considerada a mais viável e a usada atualmente. Com 38 partidas, 19 de ida e 19 de volta, os três piores colocados ao fim dos confrontos são rebaixados à Ligue 2 (Segunda Divisão Francesa), dando lugar aos três melhores desta competição.

Pelo atual ranking de coeficientes da UEFA, o torneio tem direito a classificar dois clubes diretamente para a fase de grupos e um clube para a última fase classificatória da Liga dos Campeões da UEFA. Para a Liga Europa da UEFA, classificam-se os quarto e quinto colocados. Sextos e sétimos colocados também tem chances de se classificarem, caso algum clube que esteja na frente conquiste alguma das Copas (que dão vaga direta à competição continental).

História[editar | editar código-fonte]

Começo[editar | editar código-fonte]

Embora campeonatos nacionais fossem realizados desde 1893 pela USFSA e pela FFF, eram todos amadores e a profissionalização fez com que os títulos desses certames anteriores perdessem crédito em relação à competição então organizada pela primeira vez na temporada 1932-33.

Nos primeiros anos, o equilíbrio entre vencedores reinou, tendo como primeiro campeão o Olympique Lillois num campeonato que foi montado em dois grupos. O primeiro bicampeonato aconteceu apenas em 1937-38, com o FC Sochaux-Montbéliard, que tinha saído vencedor também em 1934-35. Depois do bicampeonato do Sète, em 1938-39, a disputa foi interrompida, devido a Segunda Guerra Mundial, voltando apenas em 1944-45. O Olympique de Marseille (que havia sido campeão em 1936-37) e o Nice conseguiram suas segundas conquistas logo após a volta do certame, tendo este último conseguido o feito consecutivamente, nas temporadas 1950-51 e 1951-52.

O Nice foi também o time que dominaria a disputa nos anos seguintes, ao lado do Stade de Reims. Juntos, num intervalo de quatorze anos, se saíram vencedores em dez oportunidades (seis do Reims e quatro do Nice). Bordeaux, Monaco e Saint-Étienne conquistaram seus primeiros títulos entre esses anos de domínio da dupla Reims e Nice, diferentemente do Lille, que conquistou seu bicampeonato.

Saint-Étienne[editar | editar código-fonte]

Após mais dois bicampeonatos, de Mónaco e Nantes (consecutivamente), a primeira hegemonia individual viria com o Saint-Étienne. Com um tetra e um tricampeonato consecutivos, sagrou-se decacampeão, se tornando o maior vencedor do Campeonato Francês da história. Os times que conseguiram quebrar esse período hegemônico foram o Marseille e Mónaco, que conseguiram seus tetracampeonatos, e o Nantes, sagrando-se hexacampeão, em meio a um título solitário do Strasbourg.

Outro clube que deslanchou foi o Bordeaux, que conseguiu ser campeão três vezes em quatro anos na mesma época em que o Paris Saint-Germain venceu seu primeiro certame e que o Mónaco foi pentacampeão, antecedendo outra, porém menor, hegemonia na França.

Domínio marselhês e escândalo[editar | editar código-fonte]

O Olympique de Marseille, já dono de quatro títulos em anos anteriores, com a chegada de um novo presidente e um investimento pesado na compra de reforços, conquistou cinco disputas consecutivas, marcando época no futebol francês.

Porém, sua última conquista, em 1992-93 (mesmo ano em que venceu a Liga dos Campeões da UEFA), foi retirada, após ser descoberto um esquema de resultados que envolvia um jogador do clube de Marselha. Como resultado, o clube foi obrigado a jogar a Segunda Divisão por dois anos e seu direito de disputar o Copa Intercontinental pela conquista europeia, foi retirado, dando lugar ao vice-campeão do ano.

Pós-escândalo e Era Lyon[editar | editar código-fonte]

Após perder muita credibilidade no futebol europeu devido ao escândalo que acontecera, o campeonato Francês viu mais equipas serem campeãs pela primeira vez, como o Auxerre e o Lens, ao mesmo tempo em que tradicionais agremiações saíam de jejuns de conquistas.

Entretanto, o que voltaria atenções do mundo inteiro ao certame francês seria uma das maiores hegemonias nacionais da história do futebol europeu. O Lyon, que passara por uma reformulação administrativa ambiciosa anos antes e que já havia sido vice-campeão por duas vezes, conquistou sete títulos consecutivamente, cravando de vez o nome do time como de ponta no país e na Europa.

Anos de equilíbrio[editar | editar código-fonte]

Em 2008-09, porém, esse domínio teve, senão fim, um intervalo, com o Bordeaux conseguindo seu sexto título e dando fim à sequência do Lyon. Na temporada seguinte, o Olympique de Marseille conseguiu seu nono título, quebrando um jejum de dezoito anos. Outro jejum terminou quando o Lille conseguiu, depois de 57 anos, conquistar o certame pela terceira vez na temporada 2010-11. Na temporada 2011-12 o Montpellier conquistou seu primeiro titulo francês e em 2012-13 e 2013-14 o campeão foi o PSG. Em 6 anos, 5 clubes diferentes foram campeões, algo raro em um campeonato nacional europeu, algo que provavelmente irá acabar após a compra do PSG.

Lista de campeões[editar | editar código-fonte]

Temporada[1] Campeão Vicecampeão Terceiro Lugar
1932-33 Olympique Lillois Cannes Marseille
1933-34 Sète SC Fives Marseille
1934-35 Sochaux Strasbourg Racing Paris
1935-36 Racing Paris Lille Strasbourg
1936-37 Marseille Sochaux Racing Paris
1937-38 Sochaux Marseille Sète
1938-39 Sète Marseille Racing Paris
1945-46 Lille Saint-Étienne Roubaix-Tourcoing
1946-47 Roubaix-Tourcoing Stade Reims Strasbourg
1947-48 Marseille Lille Stade Reims
1948-49 Stade Reims Lille Marseille
1949-50 Bordeaux Lille Stade Reims
1950-51 Nice Lille Le Havre
1951-52 Nice Bordeaux Lille
1952-53 Stade Reims Sochaux Bordeaux
1953-54 Lille Stade Reims Bordeaux
1954-55 Stade Reims Toulouse Lens
1955-56 Nice Lens Monaco
1956-57 Saint-Étienne Lens Stade Reims
1957-58 Stade Reims Nîmes Monaco
1958-59 Nice Nîmes Racing Paris
1959-60 Stade Reims Nîmes Racing Paris
1960-61 Monaco Racing Paris Stade Reims
1961-62 Stade Reims Racing Paris Nîmes
1962-63 Monaco Stade Reims Sedan
1963-64 Saint-Étienne Monaco Lens
1964-65 Nantes Bordeaux Valenciennes
1965-66 Nantes Bordeaux Valenciennes
1966-67 Saint-Étienne Nantes Angers
1967-68 Saint-Étienne Nice Sochaux
1968-69 Saint-Étienne Bordeaux Metz
1969-70 Saint-Étienne Marseille Sedan
1970-71 Marseille Saint-Étienne Nantes
1971-72 Marseille Nîmes Sochaux
1972-73 Nantes Nice Marseille
1973-74 Saint-Étienne Nantes Lyon
1974-75 Saint-Étienne Marseille Lyon
1975-76 Saint-Étienne Nice Sochaux
1976-77 Nantes Lens Bastia
1977-78 Monaco Nantes Strasbourg
1978-79 Strasbourg Nantes Saint-Étienne
1979-80 Nantes Sochaux Saint-Étienne
1980-81 Saint-Étienne Nantes Bordeaux
1981-82 Monaco Saint-Étienne Sochaux
1982-83 Nantes Bordeaux Paris Saint-Germain
1983-84 Bordeaux Monaco Auxerre
1984-85 Bordeaux Nantes Monaco
1985-86 Paris Saint-Germain Nantes Bordeaux
1986-87 Bordeaux Marseille Toulouse
1987-88 Monaco Bordeaux Montpellier
1988-89 Marseille Paris Saint-Germain Monaco
1989-90 Marseille Bordeaux Monaco
1990-91 Marseille Monaco Auxerre
1991-92 Marseille Monaco Paris Saint-Germain
1992-93 Marseille[nota 1] Paris Saint-Germain Monaco
1993-94 Paris Saint-Germain Marseille Auxerre
1994-95 Nantes Lyon Paris Saint-Germain
1995-96 Auxerre Paris Saint-Germain Monaco
1996-97 Monaco Paris Saint-Germain Nantes
1997-98 Lens Metz Monaco
1998-99 Bordeaux Marseille Lyon
1999-00 Monaco Paris Saint-Germain Lyon
2000-01 Nantes Lyon Lille
2001-02 Lyon Lens Auxerre
2002-03 Lyon Monaco Marseille
2003-04 Lyon Paris Saint-Germain Monaco
2004-05 Lyon Lille Monaco
2005-06 Lyon Bordeaux Lille
2006-07 Lyon Marseille Toulouse
2007-08 Lyon Bordeaux Marseille
2008-09 Bordeaux Marseille Lyon
2009-10 Marseille Lyon Auxerre
2010-11 Lille Marseille Lyon
2011-12 Montpellier Paris Saint-Germain Lille
2012-13 Paris Saint-Germain Marseille Lyon
2013-14 Paris Saint-Germain Monaco Lille
2014-15 Paris Saint-Germain Lyon Monaco
2015-16 Paris Saint-Germain Lyon Monaco

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Artilheiros da Ligue 1

Títulos por clube[editar | editar código-fonte]

Dezenove clubes já foram campeões franceses, sendo que dez deles por pelo menos três vezes. Entre os campeões franceses, apenas o Olympique de Marseille conquistou a Liga dos Campeões da UEFA, isso em 1993. O Stade de Reims foi vice campeão em duas ocasiões, 1956 e 1959, com Saint-Etienne e Monaco tendo alcançado o vice campeonato em 1976 e 2004, respectivamente. Bordeaux, Lyon, Nantes e Paris Saint-Germain alcançaram as semifinais em um ocasião cada um, sendo estes mesmos clubes os oito maiores vencedores do Campeonato Francês, ostentando pelo menos seis títulos.

Clube Títulos
Saint-Étienne 10
Marseille 9
Nantes 8
Lyon 7
Monaco 7
Paris Saint-Germain 6
Bordeaux 6
Stade de Reims 6
Nice 4
Lille 3
Sète 2
Sochaux 2
Auxerre 1
Lens 1
Montpellier 1
Olympique Lillois 1
Racing Paris 1
Roubaix-Tourcoing 1
Strasbourg 1

Clubes da temporada 2013-14[editar | editar código-fonte]

Clube Cidade Estádio Capacidade
AC Ajaccio Ajaccio Stade François Coty 10.500
SC Bastia Bastia de Furiani 16.480
FCG Bordeaux Bordeaux Matmut Atlantique 42.115
Évian TG FC Annecy Parc des Sports 15.714
EA Guingamp Guingamp Stade du Roudourou 18 226
Lille OSC Lille Stade Pierre-Mauroy 50.186
FC Lorient Lorient du Moustoir 18.890
Olympique Lyonnais Lyon Parc Olympique Lyonnais 59.286
Olympique de Marseille Marseille Vélodrome 67.394
AS Monaco Fontvieille Louis II 18.500
Montpellier HSC Montpellier de la Mosson 32.900
Nantes Nantes Stade de la Beaujoire 37.463
Nice Nice Allianz Riviera 35,000
Paris Saint-Germain Paris Parc des Princes 48.712
Stade de Reims Reims Stade Auguste-Delaune 21 628
Rennes Rennes de la Route de Lorient 31.127
Saint-Étienne Saint-Étienne Geoffroy-Guichard 42.000
Sochaux Montbéliard Auguste Bonal 25.005
Toulouse Toulouse Municipal de Toulouse 35.575
Valenciennes Valenciennes Nungesser 16.547

Estádios[editar | editar código-fonte]

Os vinte estádios da Ligue 1 em 2015-2016 (capacidade entre parêntesis)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Estatísticas da Ligue 1

Clubes[editar | editar código-fonte]

  • Mais títulos: 10 (Saint-Étienne)
  • Maior sequência de títulos: 7 (Lyon entre 2001-02 e 2007-08)
  • Maior sequência invicta numa edição: 32 jogos (Nantes em 1994–95)
  • Maior sequência invicta em casa: 92 jogos (Nantes de 15 de maio de 1976 a 7 de abril de 1981)
  • Mais vitórias numa edição: 30(Paris Saint-Germain em 2015-2016)
  • Mais vitórias em casa: 19 (Saint-Étienne em 1974–75)
  • Mais vitórias fora: 15 (Paris Saint-Germain em 2015-16)
  • Menos derrotas numa edição: 1 (Nantes em 1994–95)
  • Mais pontos numa edição: 96 (Paris Saint-Germain em 2015-16)
  • Mais empates numa edição: 20 (Bordeaux em 2003–04)
  • Mais temporadas na Primeira Divisão: 62 (Sochaux)
  • Maior sequência de temporadas na Primeira Divisão: 44 (Nantes de 1963 a 2007)
  • Maior número de gols numa edição: 1.344 e média de 3,51 (1946–47) com 20 clubes; 1.138 e média de 3,71 (1948–49) com 18 clubes
  • Maior números de gols numa edição: 118 (RC Paris em 1959–60) com 20 clubes; 102 (Lille em 1948–49) com 18 clubes
  • Melhor defesa numa edição: 19 gols sofridos (Paris Saint-Germain em 2015-2016)
  • Melhor saldo de gols numa edição: 83 (Paris Saint-Germain em 2015-2016) com 20 clubes; 62 (Lille em 1948–49) com 18 clubes
  • Maior vitória: 12–1 (Sochaux x Valenciennes em 1935–36)
  • Mais cartões vermelhos numa edição: 13 (Bastia em 1998–99, PSG 2002–03 e Lens em 2003–04)
  • Treinador com mais partidas: 890 (Guy Roux com o Auxerre de 1961 a 2000 e de 2001 a 2005)

Jogadores[editar | editar código-fonte]

Maiores torcidas da França[editar | editar código-fonte]

  • Pesquisa divulgada na revista francesa Le Point em 2009, que colocou o PSG a frente do Lyon e o Saint-Étienne a frente do Lens, sem divulgar as casas decimais e também sem divulgar os percentuais dos outros apontados[4].
  1. Olympique de Marseille: 20%
  2. Paris Saint-Germain: 11%
  3. Lyon: 11%
  4. Bordeaux: 10%
  5. Saint-Étienne: 4%
  6. Lens: 4%
  7. Rennes: -
  8. Lille: -
  9. Nancy: -
  10. Toulouse: -

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Título retirado do Olympique de Marseille devido a escândalo.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]