Javier Pastore

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Javier Pastore
Javier Pastore
Pastore atuando pelo Paris Saint-Germain em 2015
Informações pessoais
Nome completo Javier Matías Pastore
Data de nasc. 20 de junho de 1989 (33 anos)
Local de nasc. Córdova, Argentina
Nacionalidade argentino
Altura 1,88 m
destro
Apelido El Flaco
Informações profissionais
Clube atual Elche
Número 15
Posição meio-campista
Clubes de juventude
2002–2007 Talleres
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2007–2008
2008–2009
2009–2011
2011–2018
2018–2021
2021–
Talleres
Huracán
Palermo
Paris Saint-Germain
Roma
Elche
0005 0000(0)
0031 0000(8)
0082 000(17)
0269 000(45)
0037 0000(4)
0015 0000(0)
Seleção nacional
2010–2017 Argentina 0029 0000(2)

Javier Matías Pastore (Córdova, 20 de junho de 1989) é um futebolista argentino que atua como meio-campista. Atualmente joga no Elche.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Foi revelado pelo Talleres no ano de 2007, mas veio a se destacar no Huracán, onde foi vice-campeão do Torneio Clausura de 2009 do Campeonato Argentino, que a sua equipe perdeu na última rodada por 1 a 0 contra o campeão Vélez Sarsfield.

Palermo[editar | editar código-fonte]

No dia 11 de julho de 2009, transferiu-se para o Palermo, da Itália.[2] Após boas atuações, chamou a atenção da mídia esportiva, sendo o principal destaque da equipe na temporada 2009–10. Ao final da temporada, recebeu o prêmio Oscar del Calcio de melhor jogador jovem.[3]

Paris Saint-Germain[editar | editar código-fonte]

Foi contratado pelo Paris Saint-Germain no dia 29 de julho de 2011.[4] Marcou seu primeiro gol pela equipe no dia 11 de setembro, na vitória por 1 a 0 contra o Brest, válida pela 2011–12.[5]

Na temporada 2016–17, assumiu a camisa 10, que era do sueco Zlatan Ibrahimović. Já na temporada 2017–18, cedeu a camisa 10 para o brasileiro Neymar e voltou a utilizar a camisa número 27.[6][7]

Roma[editar | editar código-fonte]

No dia 26 de junho de 2018, a Roma pagou 24,7 milhões de euros por Pastore, que assinou contrato até junho de 2023.[8][9]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Pastore atuando pela Seleção Argentina em fevereiro de 2011, contra a Seleção Portuguesa

Suas boas atuações pelo Palermo lhe renderam a primeira convocação para a Seleção Argentina, na época comandada por Diego Maradona. Estreou no dia 22 de dezembro de 2009, num amistoso não-oficial contra a Catalunha, já que esta não é reconhecida pela FIFA como uma Seleção.

No ano seguinte, foi convocado para a Copa do Mundo FIFA de 2010, realizada na África do Sul, onde foi reserva.[10] Em 2011 representou a Seleção Argentina na Copa América.

Não foi convocado para disputar a Copa do Mundo FIFA de 2014 sediada no Brasil. O meia acabou sendo deixado de fora pelo treinador Alejandro Sabella, que afirmou preferir Ángel Di María.[11] Já no ano seguinte, disputou quatro partidas da campanha argentina na Copa América de 2015,[12] sagrando-se vice-campeão diante do país-sede, o Chile, na disputa por pênaltis.[13] Pastore marcou um gol no dia 30 de junho, na goleada por 6 a 1 sobre o Paraguai, válida pela semifinal.[14]

Em 2016 disputou a Copa América Centenário, sagrando-se outra vez vice-campeão ao perder mais uma vez para a Seleção Chilena, novamente nos pênaltis.[15]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Paris Saint-Germain

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Pedido por torcedores brasileiros, Javier Pastore é anunciado pelo Elche, da Espanha». TNT Sports. 4 de setembro de 2021. Consultado em 25 de abril de 2022 
  2. «Palermo contrata jovem destaque do Huracán». Trivela. 11 de julho de 2009. Consultado em 25 de abril de 2022 
  3. «Serie A, classe de 2009/10». Trivela. 19 de maio de 2010. Consultado em 25 de abril de 2022 
  4. «Palermo confirma transferência de Pastore para o PSG». Estadão. 30 de julho de 2011. Consultado em 25 de abril de 2022 
  5. «Pastore dá a vitória ao Paris Saint-Germain contra o Brest». Trivela. 11 de setembro de 2011. Consultado em 25 de abril de 2022 
  6. «Pastore libera a camisa 10 para Neymar no Paris Saint-Germain». Gazeta Esportiva. 2 de agosto de 2017. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  7. «Pastore libera a camisa 10 para Neymar no Paris Saint-Germain». Terra. 2 de agosto de 2017. Consultado em 25 de abril de 2022 
  8. «L'AS Roma perfeziona l'ingaggio di Javier Pastore» (em italiano). Site oficial da Roma. 26 de junho de 2018. Consultado em 25 de abril de 2022 
  9. «Roma anuncia contratação de Javier Pastore por 108 milhões de reais». UOL. 26 de junho de 2018. Consultado em 25 de abril de 2022 
  10. «Lista de convocados da seleção da Argentina». Terra. Consultado em 25 de abril de 2022 
  11. Bruno Landi (15 de maio de 2014). «De Kaká a Tevez, veja quem perderá a Copa por opção técnica». Terra. Consultado em 25 de abril de 2022 
  12. Edgard Maciel de Sá (25 de junho de 2015). «Ausência em 2014, Pastore recupera espaço no "estilo Martino" de atacar». GloboEsporte.com. Consultado em 25 de abril de 2022 
  13. «Nos pênaltis! Chile vence Argentina e conquista sua primeira Copa América». UOL. 4 de julho de 2015. Consultado em 25 de abril de 2022 
  14. Marcos Bertoncello (30 de junho de 2015). «Argentina atropela Paraguai e chega à final da Copa América». GZH. Consultado em 25 de abril de 2022 
  15. «Chile é bicampeão da Copa América e aposenta Messi da seleção argentina». UOL. 27 de junho de 2016. Consultado em 25 de abril de 2022 
  16. Rafael Reis (2 de setembro de 2021). «A janela fechou, mas esses 7 jogadores famosos continuam desempregados». UOL. Consultado em 2 de setembro de 2021 
  17. «The 100 best footballers in the world - interactive» (em inglês). The Guardian. Consultado em 25 de abril de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Javier Pastore