Gabriel Heinze

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Gabriel Heinze
Gabriel Heinze
Heinze em 2007
Informações pessoais
Nome completo Gabriel Iván Heinze
Data de nasc. 19 de abril de 1978 (43 anos)
Local de nasc. Crespo, Entre Ríos, Argentina
Altura 1,79 m
canhoto
Apelido Gabo
Informações profissionais
Equipa atual sem clube
Posição ex-zagueiro e lateral-esquerdo
Função treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes
1996–1997
1997–2001
1998–1999
2001–2004
2004–2007
2007–2009
2009–2011
2011–2012
2012–2014
Newell's Old Boys
Valladolid
Sporting (emp.)
Paris Saint-Germain
Manchester United
Real Madrid
Olympique de Marseille
Roma
Newell's Old Boys
Seleção nacional
2004
2003–2010
Argentina Sub-23
Argentina
Times/Equipas que treinou
2015
2016–2017
2017–2020
2020–2021
Godoy Cruz
Argentinos Juniors
Vélez Sarsfield
Atlanta United
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Atenas 2004 Equipe
Última atualização: 22 de julho de 2021

Gabriel Iván Heinze (Crespo, 19 de abril de 1978) é um treinador e ex-futebolista argentino que atuava como zagueiro ou lateral-esquerdo. Atualmente está sem clube.

Carreira como jogador[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Começou no Newell's Old Boys, da Argentina, em 1996. No ano seguinte, foi vendido ao Valladolid, onde jogou até 2001. Ainda com contrato com o clube espanhol, passou uma temporada emprestado no Sporting.

PSG, Manchester United e Real Madrid[editar | editar código-fonte]

Teve boa passagem pelo Paris Saint-Germain de 2001 a 2004 e chamou atenção do Manchester United, que o contratou. Jogou no clube inglês até 2007, quando foi vendido ao Real Madrid por 12 milhões de euros.[1][2][3]

Olympique de Marseille e Roma[editar | editar código-fonte]

Com a chegada dos novos Galáticos do Real, na metade de 2009, Heinze foi para a França jogar no Olympique de Marseille.[4] Já em julho de 2011 foi anunciado como reforço da Roma, assinando contrato de um ano.[5]

Retorno ao Newell's[editar | editar código-fonte]

Em 2012 anunciou o seu retorno ao futebol argentino para defender o Newell's Old Boys e encerrar sua carreira.[6] Teve participação importante nos Campeonatos Argentinos (2012–13 e 2013–14) e na Copa Libertadores da América.

Aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Anunciou oficialmente a sua aposentadoria no dia 21 de março de 2014.[7][8]

Seleção Argentina[editar | editar código-fonte]

Disputou diversas competições com a Seleção Argentina, com destaques para as Copas do Mundo FIFA de 2006 e de 2010.[9]

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Godoy Cruz[editar | editar código-fonte]

A partir de junho de 2015, teve sua primeira oportunidade como técnico comandando o Godoy Cruz.[10]

Vélez Sársfield[editar | editar código-fonte]

Já no dia 12 de dezembro de 2017, foi anunciado como novo treinador do Vélez Sársfield.[11] Deixou o clube em março de 2020.[12]

Atlanta United[editar | editar código-fonte]

Após ter sido especulado no Santos[13] e no Palmeiras[14], foi anunciado pelo Atlanta United, dos Estados Unidos, no dia 18 de dezembro de 2020.[15] Durou apenas 17 jogos na equipe americana, sendo demitido no dia 18 de julho de 2021.[16] O técnico teve problemas para se entender com os jogadores e teve só quatro vitórias, oito empates e cinco derrotas.[17]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Paris Saint-Germain
Manchester United
Real Madrid
Olympique de Marseille
Newell's Old Boys
Seleção Argentina

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Argentinos Juniors

Estatísticas como treinador[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 21 de julho de 2021.

Equipe Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
Atlanta United 17 4 8 5 39.22%
Vélez Sarsfield 70 30 22 18 53.33%
Argentinos Juniors 44 25 13 6 66.67%
Godoy Cruz 10 2 2 6 26.67%

Referências

  1. «Real Madrid acerta contratação de zagueiro argentino Heinze». Estadão. 22 de agosto de 2007. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  2. «Heinze troca Manchester United pelo Real Madrid». Trivela. 22 de agosto de 2007. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  3. «Real Madrid acerta contratação de zagueiro argentino». A Tarde. 22 de agosto de 2007. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  4. «Heinze troca Real pelo Olympique de Marseille». O Globo. 30 de julho de 2009. Consultado em 24 de junho de 2020 
  5. «Roma oficializa contratação do argentino Heinze». VEJA. 23 de julho de 2011. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  6. Leandro Stein (12 de agosto de 2012). «Heinze retorna ao Newell's Old Boys após 15 anos». Trivela. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  7. «Argentino Heinze anuncia aposentadoria: 'Não posso ir contra realidade de meu corpo'». O Globo. 21 de março de 2014. Consultado em 24 de junho de 2020 
  8. «Argentino Gabriel Heinze anuncia aposentadoria do futebol». Estadão. 21 de março de 2014. Consultado em 24 de junho de 2020 
  9. «Maradona convoca Argentina para Copa sem Zanetti, Gago e Cambiasso». UOL. 11 de maio de 2010. Consultado em 22 de julho de 2021 
  10. «Gabriel Heinze debutará como técnico en Godoy Cruz» (em espanhol). Goal.com. 10 de junho de 2015. Consultado em 5 de julho de 2015 
  11. «Vélez Sarsfield anuncia Heinze como novo técnico do clube». UOL. 12 de dezembro de 2017. Consultado em 5 de julho de 2019 
  12. «Gabriel Heinze surpreende e deixa o comando do Vélez Sarsfield». Futebol Latino. 6 de março de 2020. Consultado em 3 de agosto de 2020 
  13. André Hernan (16 de dezembro de 2019). «Gabriel Heinze entra na lista do Santos, mas Peres sonha com Osório como técnico do time». GloboEsporte.com. Consultado em 22 de julho de 2021 
  14. «Como Heinze se tornou o principal nome para treinar o Palmeiras e ganhou até campanha da torcida». GloboEsporte.com. 24 de outubro de 2020. Consultado em 22 de julho de 2021 
  15. «Atlanta United anuncia contratação de Gabriel Heinze». TNT Sports. 18 de dezembro de 2020. Consultado em 22 de julho de 2021 
  16. «Atlanta United anuncia demissão do técnico e ex-jogador Gabriel Heinze». Gazeta Esportiva. 18 de julho de 2021 
  17. «Demitido de time da MLS, Heinze limitou água, cortou folgas e mal falava com jogadores, diz TV». GloboEsporte.com. 19 de julho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]