Alfio Basile

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alfio Basile
Basile masterclass 2013.jpg
Informações pessoais
Nome completo Alfredo Basile
Data de nasc. 1 de novembro de 1943 (75 anos)
Local de nasc. Bahía Blanca, Argentina
Apelido Alfio, Coco
Informações profissionais
Equipa atual Aposentado
Posição Ex-zagueiro
Função Técnico
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1964-1970
1971-1975
Racing
Huracán
0163 000(19)
0097 0000(4)
Seleção nacional
1968-1973 Argentina 0008 0000(1)
Times/Equipas que treinou
1975-1976
1977
1978
1979
1980
1981
1982
1982
1983
1983
1984-1986
1986-1989
1989-1990
1991-1994
1995
1996-1997
1998
2000-2001
2004
2005-2006
2006-2008
2009-2010
2012
Chacarita Juniors
Rosario Central
Racing
Racing de Córdoba
Instituto de Córdoba
Racing de Córdoba
Huracán
Nacional
Racing de Córdoba
Talleres
Vélez Sársfield
Racing
Vélez Sársfield
Argentina
Atlético de Madrid
Racing
San Lorenzo
América-MEX
Colón
Boca Juniors
Argentina
Boca Juniors
Racing
Última atualização: 25 de dezembro de 2011

Alfio Basile (Bahía Blanca, 1 de novembro de 1943) é um técnico e ex-futebolista argentino que atuava como zagueiro. Atualmente trabalha como radialista em Buenos Aires.

Quando jogador, jogou apenas pelo Racing e pelo Huracán. Já quando técnico, treinou muitas equipes durante sua carreira. Fez sucesso no Racing, onde venceu a Supercopa Libertadores, o primeiro título internacional do clube desde 1967, na Seleção Argentina, onde conquistou 4 títulos, e no Boca Juniors, onde ele ganhou cinco títulos em dois anos.

Seu último trabalho foi no Racing, em 2012.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O Racing campeão mundial de 1967. Basile é o segundo em pé, da esquerda para a direita.

Treinou a seleção de seu país por duas vezes. A primeira, de 1990 a 1994, durante o período entre a Copa do Mundo de 1990 e a Copa de 1994. Durante esta primeira passagem, o treinador foi eleito, na temporada de 1991, como treinador sul-americano do ano.

Retornou ao comando técnico da Seleção Argentina após a Copa do Mundo de 2006 com a missão de substituir o bom trabalho deixado por José Pekerman.

Mas não obteve o mesmo sucesso que seu antecessor. Com a missão de conquistar um título que não vem desde 1993, Basile deixou o comando técnico da Argentina após a derrota por 1 a 0 para o Chile pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

Basile pediu demissão e deixou a Argentina na 3ª colocação na tabela de classificação, com 16 pontos ganhos em 10 partidas disputadas. E, no dia 23 de junho de 2009, anunciou seu retorno ao comando do Boca Juniors.[1] Foi demitido no dia 22 de janeiro de 2010, alegadamente devido aos maus resultados. Em dezembro de 2011, Basile assumiu pela quarta vez o comando do Racing. Em maio de 2012, após péssima campanha no Campeonato Argentino e depois de perder um clássico para o rival Independiente, Basile foi demitido.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Racing
Huracán

Como técnico[editar | editar código-fonte]

Racing
Argentina
América

NorthAmericaGreen.gif Copa Gigantes da CONCACAF: 2001

Boca Juniors

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alfio Basile
Precedido por
Carlos Bilardo
José Pekerman
Treinador da Seleção Argentina
1990-1994
2006-2008
Sucedido por
Daniel Passarella
Diego Maradona
Precedido por
Luis Alberto Cubilla
Treinador Sul-Americano do Ano
1991
Sucedido por
Telê Santana
Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.