Estádio Presidente Perón

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estádio Presidente Juan Domingo Perón
Estadio Presidente Peron.jpg
Foto do estádio em 2013.
Nomes
Nome Estádio Presidente Juan Domingo Perón
Apelido El Cilindro
Características
Local Avellaneda, Grande Buenos Aires
Gramado Grama natural (105 x70 m)
Capacidade 51.389 espectadores
Construção
Data 1949 a 1950
Custo $ 3.000.000 pesos
Inauguração
Data 3 de setembro de 1950 (69 anos)
Partida inaugural Racing 1x0 Vélez Sarsfield
Primeiro gol Llamil Simes (Racing)
Recordes
Público recorde 120.000 pessoas
Data recorde 1 de novembro de 1967
Partida com mais público Racing 2x1 Celtic
Outras informações
Remodelado 1995 a 1997
Proprietário Racing Club
Administrador Racing Club
Mandante Racing Club

O Estádio Presidente Perón, também conhecido como El Cilindro, é um estádio localizado em Avellaneda, dentro da região metropolitana de Buenos Aires, Argentina. É a casa do time de futebol Racing Club.

O Presidente Perón substituiu o Estádio Alsina y Colón, que foi fechado em 1947. Foi inaugurado em 3 de Setembro de 1950 no jogo Racing Club 1 x 0 Vélez Sarsfield, o estádio é conhecido popularmente como El Cilindro por sua forma circular. Recebeu o nome do ex-Presidente argentino Juan Domingo Perón que facilitou ao clube a aquisição do terreno.

Em 1967 o estádio foi palco da segunda partida da final da Copa Intercontinental, disputado entre o Racing, campeão da Libertadores daquele ano e o Celtic, campeão da Taça dos Campeões Europeus de 1966-67, a partida contou com mais de 120.000 pessoas, sendo até hoje o maior recorde de público do futebol dentro da Argentina. O placar no Presidente Perón foi Racing 2 x 1 Celtic, porém o Celtic com os resultados das outras duas partidas, em Glasgow e Montevidéu, tornou-se o campeão mundial.[1]

Na década de 90 o estádio passou por reformas e passou a contar com cobertura que existe hoje em todo o estádio.

Atualmente é o terceiro maior estádio da Argentina, atrás do Monumental de Nuñez e do Mario Alberto Kempes, tendo capacidade para abrigar 51.389 torcedores.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Racing-Celtic, la batalla de Montevideo». Mundo Deportivo. 7 de novembro de 2012. Consultado em 1 de setembro de 2019