Copa Sul-Americana de 2015

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Sul-Americana de 2015
XIV Copa Sudamericana
Dados
Participantes 47
Organização CONMEBOL
Período 11 de agosto9 de dezembro[1]
Gol(o)s 186
Partidas 92
Média 2,02 gol(o)s por partida
Campeão Colômbia Santa Fe (1º título)
Vice-campeão Argentina Huracán
Melhor marcador 5 gols:
Maior goleada
(diferença)
Junior Colômbia 5–0 Peru Melgar
Estádio MetropolitanoBarranquilla
13 de agosto, Primeira fase
◄◄ 2014 Soccerball.svg 2016 ►►

A Copa Sul-Americana de 2015 foi a décima quarta edição do torneio de futebol realizado no segundo semestre de cada ano pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). Equipes das dez associações sul-americanas participaram do torneio.

Foi conquistada de maneira inédita pelo Santa Fe, após dois empates em 0–0 na final contra o Huracán e vitória por 3–1 na definição por pênaltis. Além de ser o primeiro clube da Colômbia campeão do torneio, o Santa Fe obteve o primeiro título internacional de sua história.[2]

O campeão disputará a Copa Libertadores da América de 2016 além de disputar a Recopa Sul-Americana, a Copa Suruga Bank e a Supercopa Euroamericana do ano seguinte.

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

País Equipe Classificação
 Argentina
(6 vagas + atual campeão)
River Plate Campeão da Copa Sul-Americana de 2014
Huracán Campeão da Supercopa Argentina de 2014
Lanús Melhor colocado na Primeira Divisão de 2014
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Independiente 2º melhor colocado na Primeira Divisão de 2014
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Tigre 3º melhor colocado na Primeira Divisão de 2014
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Arsenal de Sarandí 4º melhor colocado na Primeira Divisão de 2014
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Belgrano 5º melhor colocado na Primeira Divisão de 2014
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
 Bolívia
(4 vagas)
Real Potosí 4º colocado do Torneio Clausura de 2014
Bolívar 5º colocado no Torneio Clausura de 2014
Aurora 6º colocado no Torneio Clausura de 2014
Oriente Petrolero 7º colocado no Torneio Clausura de 2014
 Brasil
(8 vagas)
Atlético Paranaense Melhor colocado no Campeonato Brasileiro de 2014
eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2015
Sport 2º melhor colocado no Campeonato Brasileiro de 2014
eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2015
Goiás 3º melhor colocado no Campeonato Brasileiro de 2014
eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2015
Chapecoense 4º melhor colocado no Campeonato Brasileiro de 2014
eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2015
Joinville 5º melhor colocado no Campeonato Brasileiro de 2014
eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2015
Ponte Preta 6º melhor colocado no Campeonato Brasileiro de 2014
eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2015
Bahia[CNE] Melhor colocado na Copa do Nordeste de 2015
eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2015
Brasília Campeão da Copa Verde de 2014
 Chile
(4 vagas)
Universidad de Concepción Campeão da Copa Chile de 2014–15
Huachipato 2ª melhor pontuação da temporada 2014–15
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Universidad Católica Campeão da Liguilla do Torneio Clausura de 2015
Santiago Wanderers Vice-campeão da Liguilla do Torneio Apertura de 2014
 Colômbia
(4 vagas)
Deportes Tolima Campeão da Copa Colômbia de 2014
Santa Fe Campeão da Superliga Colombiana de 2015
Águilas Doradas Melhor pontuação na temporada 2014
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
Junior 2ª melhor pontuação na temporada 2014
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
Equador
(4 vagas)
Emelec Campeão do Campeonato Equatoriano de 2014
LDU Quito Melhor pontuação na temporada 2014
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
LDU Loja 2ª melhor pontuação na temporada 2014
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
Universidad Católica 3ª melhor pontuação na temporada 2014
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
 Paraguai
(4 vagas)
Libertad Campeão dos Torneios Apertura e Claurura de 2014
Sportivo Luqueño Melhor pontuação na temporada 2014
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
Olimpia 2ª melhor pontuação na temporada 2014
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
Nacional 3ª melhor pontuação na temporada 2014
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
 Peru
(4 vagas)
Melgar Melhor pontuação no Campeonato Descentralizado de 2014
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Unión Comercio 2ª melhor pontuação no Campeonato Descentralizado de 2014
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Universitario 3ª melhor pontuação no Campeonato Descentralizado de 2014
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
León de Huánuco 4ª melhor pontuação no Campeonato Descentralizado de 2014
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Uruguai
(4 vagas)
Nacional Campeão do Campeonato Uruguaio de 2014–15
Defensor Sporting Melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2014–15
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Danubio 2ª melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2014–15
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Juventud 3ª melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2014–15
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
 Venezuela
(4 vagas)
Deportivo La Guaira Campeão da Copa Venezuela de 2014
Deportivo Anzoátegui 2ª melhor pontuação no Campeonato Venezuelano de 2014–15
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2015
Zamora Vencedor da Serie Sudamericana do Campeonato Venezuelano de 2014–15 com melhor pontuação
Carabobo Vencedor da Serie Sudamericana do Campeonato Venezuelano de 2014–15 com pior pontuação
  • CNE ^ O Ceará se classificou por ter vencido a Copa do Nordeste, porém avançou às oitavas de final da Copa do Brasil. Como as datas dos torneios são conflitantes, a vaga foi repassada ao Bahia, melhor colocado na Copa do Nordeste eliminado antes das oitavas de final da Copa do Brasil.[3][4]

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio que determinou os cruzamentos da competição foi realizado em 16 de julho de 2015, no Centro de Convenções da CONMEBOL, em Assunção no Paraguai.[5][6]

Com exceção do atual campeão do torneio, que entrou diretamente na fase de oitavas de final, as outras 46 equipes foram divididas em quatro zonas na primeira fase: Sul (Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai), Norte (Colômbia, Equador, Peru e Venezuela), Argentina e Brasil. As equipes das zonas Sul e Norte entraram na primeira fase e as equipes da Argentina e do Brasil a partir da segunda fase.[7][8]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase foi disputada por 32 equipes entre 11 e 20 de agosto, em partidas eliminatórias em ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis.[8]

Zona Sul[editar | editar código-fonte]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G1 Juventud Uruguai 4–3 Bolívia Real Potosí 4–1 0–2
G2 Oriente Petrolero Bolívia 0–3 Uruguai Nacional 0–3 0–0
G3 Santiago Wanderers Chile 1–2 Paraguai Libertad 0–0 1–2
G4 Nacional Paraguai 5–2 Chile Universidad de Concepción 2–1 3–1
G5 Defensor Sporting Uruguai 3–2 Bolívia Bolívar 3–0 0–2
G6 Universidad Católica Chile 3–1 Uruguai Danubio 1–0 2–1
G7 Olimpia Paraguai 4–0 Chile Huachipato 2–0 2–0
G8 Aurora Bolívia 2–7 Paraguai Sportivo Luqueño 1–2 1–5

Zona Norte[editar | editar código-fonte]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G9 Carabobo Venezuela 0–0 (1–3 p) Colômbia Deportes Tolima 0–0 0–0
G10 Universidad Católica Equador 1–2 Venezuela Deportivo La Guaira 1–1 0–1
G11 León de Huánuco Peru 1–6 Equador Emelec 1–3 0–3
G12 Junior Colômbia 5–4 Peru Melgar 5–0 0–4
G13 Universitario Peru 6–2 Venezuela Deportivo Anzoátegui 3–1 3–1
G14 Zamora Venezuela 1–3 Equador LDU Quito 1–1 0–2
G15 Águilas Doradas Colômbia 3–1 Peru Unión Comercio 2–0 1–1
G16 LDU Loja Equador 0–3 Colômbia Santa Fe 0–0 0–3

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

A segunda fase foi disputada pelas equipes da Argentina e do Brasil e os dezesseis que avançaram da primeira fase. Foram dezesseis chaves com partidas de ida e volta, sendo que o River Plate avançou diretamente às oitavas de final por ser o campeão do ano anterior. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa entraria em consideração e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida pela disputa nos pênaltis.[8]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
O1 LDU Quito Equador 2–0 Paraguai Nacional 1–0 1–0
O2 Defensor Sporting Uruguai 4–0 Peru Universitario 3–0 1–0
O3 Nacional Uruguai 1–2 Colômbia Santa Fe 0–2 1–0
O4 Deportivo La Guaira Venezuela 1–5 Paraguai Sportivo Luqueño 1–1 0–4
O5 Brasília Brasil 2–0 Brasil Goiás 0–0 2–0
O6 Olimpia Paraguai 3–2 Colômbia Águilas Doradas 1–1 2–1
O7 Tigre Argentina 2–6 Argentina Huracán 2–5 0–1
O8 Ponte Preta Brasil 1–4 Brasil Chapecoense 1–1 0–3
O9 Universidad Católica Chile 2–4 Paraguai Libertad 2–3 0–1
O10 Bahia Brasil 2–4 Brasil Sport 1–0 1–4
O11 Arsenal de Sarandí Argentina 1–2 Argentina Independiente 1–1 0–1
O12 Joinville Brasil 0–3 Brasil Atlético Paranaense 0–2 0–1
O13 Deportes Tolima Colômbia 2–1 Colômbia Junior 0–1 2–0
O14 Emelec Equador 0–0 (3–2 p) Uruguai Juventud 0–0 0–0
O15 Belgrano Argentina 2–6 Argentina Lanús 1–1 1–5
O16 Argentina River Plate diretamente classificado às oitavas de final

Fase final[editar | editar código-fonte]

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 22 de setembro a 1 de outubro  20 a 29 de outubro  4 a 26 de novembro  2 e 9 de dezembro
                                                 
 Argentina River Plate 2 0 2  
 Equador LDU Quito 0 1 1  
   Argentina River Plate 3 1 4  
   Brasil Chapecoense 1 2 3  
 Paraguai Libertad 1 1 2 (3)
 Brasil Chapecoense (pen) 1 1 2 (5)  
   Argentina River Plate 0 2 2  
   Argentina Huracán 1 2 3  
 Brasil Sport 1 0 1  
 Argentina Huracán 1 3 4  
   Argentina Huracán 1 0 1
   Uruguai Defensor Sporting 0 0 0  
 Argentina Lanús 0 0 0 (3)
 Uruguai Defensor Sporting (pen) 0 0 0 (5)  
   Argentina Huracán 0 0 0 (1)
   Colômbia Santa Fe (pen) 0 0 0 (3)
 Brasil Atlético Paranaense 1 0 1  
 Brasil Brasília 0 0 0  
   Brasil Atlético Paranaense 1 0 1
   Paraguai Sportivo Luqueño 0 2 2  
 Colômbia Deportes Tolima 1 0 1
 Paraguai Sportivo Luqueño 1 1 2  
   Paraguai Sportivo Luqueño 1 0 1
   Colômbia Santa Fe (gf) 1 0 1  
 Argentina Independiente 1 0 1  
 Paraguai Olimpia 0 0 0  
   Argentina Independiente 0 1 1
   Colômbia Santa Fe 1 1 2  
 Equador Emelec 2 0 2
 Colômbia Santa Fe (gf) 1 1 2  
  • Nota: Os cruzamentos foram invertidos em relação ao original devido a regra que obriga dois clubes do mesmo país terem que se enfrentar obrigatoriamente nas semifinais.

Final[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
2 de dezembro Huracán Argentina 0 – 0 Colômbia Santa Fe Estádio Tomás Adolfo Ducó, Buenos Aires
21:00 (UTC−3)
Relatório Público: 30 000[9]
Árbitro: ParaguaiPAR Antonio Arias
Jogo de volta
9 de dezembro Santa Fe Colômbia 0 – 0 Argentina Huracán Estádio El Campín, Bogotá
19:00 (UTC−5)
Relatório Público: 38 000[10]
Árbitro: BrasilBRA Héber Lopes
    Penalidades  
Pérez Convertido
Seijas Convertido
Balanta Convertido
3 – 1 Erro Bogado
Erro Nervo
Convertido Mancinelli
Erro Toranzo
 

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Sul-Americana de 2015
Colômbia
Santa Fe
Campeão
(1º título)

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez maiores públicos do campeonato:

Público Mandante Placar Visitante Estádio Data Fase Ref.
1 50 000 River Plate Argentina 0–1 Argentina Huracán Monumental de Núñez 5 de novembro Semifinal [11]
2 45 000 River Plate Argentina 3–1 Brasil Chapecoense Monumental de Núñez 21 de outubro Quartas [12]
3 38 000 Santa Fe Colômbia 0–0 Argentina Huracán El Campín 9 de dezembro Final [10]
4 35 000 Independiente Argentina 0–1 Colômbia Santa Fe Libertadores de América 22 de outubro Quartas [13]
Santa Fe Colômbia 1–1 Argentina Independiente El Campín 29 de outubro Quartas [14]
6 32 000 Santa Fe Colômbia 1–0 Paraguai Sportivo Luqueño El Campín 25 de novembro Semifinal [15]
7 30 000 River Plate Argentina 2–0 Equador LDU Quito Monumental de Núñez 23 de setembro Oitavas [16]
Huracán Argentina 0–0 Colômbia Santa Fe Tomás A. Ducó 2 de dezembro Final [9]
9 28 000 Independiente Argentina 1–0 Paraguai Olimpia Libertadores de América 23 de setembro Oitavas [17]
Sportivo Luqueño Paraguai 1–1 Colômbia Santa Fe Feliciano Cáceres 4 de novembro Semifinal [18]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Oficialmente a CONMEBOL não reconhece uma classificação geral de participantes na Copa Sul-Americana. A tabela a seguir classifica as equipes de acordo com a fase alcançada e considerando os critérios de desempate.

Referências

  1. «Cronograma calendário 2015» (PDF). CBF.com.br. 8 de outubro de 2014. Consultado em 3 de março de 2015 
  2. «Santa Fe bate Huracán nos pênaltis e conquista título da Copa Sul-Americana». UOL Esporte. 10 de dezembro de 2015. Consultado em 10 de dezembro de 2015 
  3. «Ceará é notificado que não poderá disputar a Copa Sul-Americana». Futebol Interior. 29 de julho de 2015. Consultado em 29 de julho de 2015 
  4. «Ceará desiste de processo, e Bahia fica com a vaga na Copa Sul-Americana». GloboEsporte.com. 11 de agosto de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2015 
  5. «No dia 16 de julho será sorteada em Assunção a Copa Sul-Americana». CONMEBOL.com. 03 de julho de 2015. Consultado em 17 de julho de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  6. «Sejam bem vindos ao sorteio da 14ª edição da Copa Sul-Americana». CONMEBOL. 16 de julho de 2015. Consultado em 17 de julho de 2015 
  7. «Confira o calendário da Copa Sul-Americana 2015». CONMEBOL. 16 de julho de 2015. Consultado em 17 de julho de 2015 
  8. a b c «Copa Sudmericana Reglamento 2015» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Agosto de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2015 
  9. a b «Ficha técnica: huracan - Santa Fe 0:0». WorldFootball.net. 4 de novembro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  10. a b «Ficha técnica: Santa Fe - Huracán 3:1». WorldFootball.net. 9 de dezembro de 2015. Consultado em 10 de dezembro de 2015 
  11. «Ficha técnica: River Plate - Huracán 0:1». WorldFootball.net. 5 de novembro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  12. «Ficha técnica: River Plate - Chapecoense 0:1». WorldFootball.net. 21 de outubro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  13. «Ficha técnica: Independiente - Santa Fe 0:1». WorldFootball.net. 22 de outubro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  14. «Ficha técnica: Santa Fe - Independiente 1:1». WorldFootball.net. 29 de outubro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  15. «Ficha técnica: Santa Fe - Sportivo Luqueño 0:0». WorldFootball.net. 16 de setembro de 2015. Consultado em 23 de outubro de 2015 
  16. «Ficha técnica: River Plate - LDU Quito 2:0». WorldFootball.net. 23 de setembro de 2015. Consultado em 23 de outubro de 2015 
  17. «Ficha técnica: Independiente - Club Olimpia 1:0». WorldFootball.net. 23 de setembro de 2015. Consultado em 23 de outubro de 2015 
  18. «Ficha técnica: Sportivo Luqueño - Santa Fe 1:1». WorldFootball.net. 4 de novembro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]