Club Aurora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aurora
Club Aurora.png
Nome Club Aurora
Alcunhas El Club del Pueblo (O clube do povo)
Fundação 27 de maio de 1935 (83 anos)
Estádio Félix Capriles
Capacidade 32.000
Localização Cochabamba,  Bolívia
Presidente Bolívia Oscar Maldonado
Treinador Argentina Miguel Zazhu
Patrocinador Entel, Aerosur, Faboce
Competição Liga de Fútbol Profesional Boliviano
Website [1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Club Aurora é um clube de futebol boliviano da cidade de Cochabamba. Atualmente disputa a Liga de Fútbol Profesional Boliviano. Suas cores são azul-celeste e branco.

Realiza seus jogos no Estádio Félix Capriles, com capacidade para 32.000 espectadores. Seu grande rival é o Jorge Wilstermann, com quem faz o "Clássico Cochabambino".

Cidade do Clube[editar | editar código-fonte]

Cochabamba é uma cidade da Bolívia. É capital do departamento de Cochabamba e terceira maior cidade do mesmo país. Sua população é de cerca de 500 000 hab. Núcleo da época colonial, foi fundada em 1574 com o nome de Villa de Oropeza. Tomou o actual nome em 1786. Possui uma universidade fundada em 1826.

Localiza-se no oeste do país, numa depressão da Cordilheira oriental a 2560 metros de altitude. É uma cidade agrícola da Bolivia. Também é um importante centro comercial (feira de produtos agrícolas regionais e coca) e indústrial (refinaria de petróleo, indústria alimentícia). Possui também minas de estanho, prata e cobre.

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
1 Bolívia Luis Galarza
12 Bolívia Roberto Rivas
25 Argentina Pablo Lanz
34 Bolívia Manuel Sánchez
38 Brasil Mauro Machado
TBA Bolívia Marcos Peralta
Defensores
Jogador Pos.
2 Colômbia Diego Blanco Z
3 Bolívia Oswaldo Medina Z
4 Paraguai Carlos Ortíz Z
5 Brasil Fernando Souza Z
14 Bolívia Ronald Rodríguez Z
15 Bolívia Jorge Ayala Z
16 Bolívia Ivan Huayhuata Z
18 Bolívia Diego Bengolea Z
30 Bolívia Caleb Cardozo Z
32 Bolívia Luis Jaldin Z
TBA Brasil Célio da Silva Z
TBA Espanha Toto Z
Meio-campistas
Jogador Pos.
6 Bolívia Edgar Olivares
(vice-capitão)
M
7 Bolívia Nicoll Taboada M
13 Bolívia Darwin Lora M
20 Bolívia Jaime Robles (Capitão) M
21 Bolívia Carmelo Angulo M
22 Bolívia Mauricio Baldivieso M
23 Bolívia Diego Villegas M
24 Bolívia Henry Machado M
26 Bolívia Davor Cardozo M
27 Bolívia Carlos Flores M
28 Bolívia Oscar Vaca M
32 Bolívia Rodrigo Borda M
33 Bolívia Sergio Torrez M
37 Bolívia Ramiro Mamani M
40 Brasil Charles M
TBA Bolívia Daner Pachi M
TBA Bolívia Misael Arnez M
Atacantes
Jogador
7 Argentina Pablo Olmedo
10 Estados Unidos Aly Hassan
11 Bolívia Rodrigo Vargas Touchard
19 Bolívia Vladimir Castellón
31 Bolívia Sergio Moruno
41 Bolívia Stefano Kukoc
TBA Espanha Edu
Comissão técnica
Nome Pos.
Espanha Manuel Nuñez T
Argentina Alejandro Nordio PF
Argentina Alejandro Giménez PF
Bolívia José Montaño TG
Bolívia Carlos Milán MD

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Na partida entre o Aurora e o La Paz, válida pelo Campeonato Boliviano de 2009, o jogador Mauricio Baldivieso, filho do então treinador Julio César Baldivieso, fez sua estreia na liga profissional, aos 12 anos de idade. Com isso, ele se tornou o jogador mais jovem a disputar uma partida oficial na América do Sul, batendo o recorde anterior, pertencente a Fernando García, que estreou em 2001, aos 13 anos, pelo Juan Aurich do Peru.[1][2]

No Brasil, o clube boliviano ficou conhecido após enfrentar o Vasco da Gama nas oitavas-de-final da Copa Sulamericana de 2011. No primeiro jogo, na Bolívia, o Aurora fez 3 x 1 sobre os reservas brasileiros. Porém, na volta, com um time misto, o Vasco aplicou impiedosos 8 x 3 no Estádio de São Januário.

Em 18 de setembro, numa partida da Copa-Sulamericana de 2012, o Aurora sofreu uma derrota por 3 a 1 em casa para o Deportivo Quito, com gols de Luís Checa e Maxi Bevacqua (duas vezes) para o Deportivo Quito e Pablo Olmedo para o Aurora.[3]

Jogadores famosos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BolíviaSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol bolivianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Club Aurora