Club The Strongest

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Strongest
Club The Strongest.png
Nome Club The Strongest
Alcunhas Tigre
Tigre de Achumani
Equipo Atigrado
Aurinegro
Derribador de Campeones
Gualdinegro
Lo más forte
Fundação 8 de abril de 1908 (110 anos)
Estádio Rafael Mendoza Castellón
Capacidade 14.000 pessoas
Localização La Paz, Bolívia
Mando de jogo em Hernando Siles
Capacidade (mando) 42.000 pessoas
Presidente Cesar Salinas Sinka
Treinador César Farías
Patrocinador Entel
Salqui
Claro
Material (d)esportivo Adidas
Competição Campeonato Boliviano (Apertura)
Copa Libertadores
Campeonato Boliviano (Clausura)
Website Site oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Club The Strongest, mais conhecido apenas como The Strongest (em inglês: O mais forte), é um clube de futebol boliviano, sediado em La Paz. Fundado em 1908, é a agremiação futebolística mais antiga em atividade no país. Suas cores tradicionais são o amarelo e o preto.

Manda normalmente seus jogos para o Estádio Hernando Siles. Seu maior rival no futebol é o Bolívar, também de La Paz, com quem faz o chamado "Clássico do futebol boliviano".[1]

É o único time do país que jogou continuamente na divisão superior boliviana por mais de um século. É o segundo maior campeão nacional do país, somando 22 títulos, sendo 12 desses a partir de 1977, quando teve início o atual formato da liga nacional.

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundado em 8 de abril de 1908, por um grupo de jovens amigos de classe média de La Paz. Recém-saídos do serviço militar, decidiram fundar uma equipe de futebol. A maioria decidiu que a palavra Strong (forte, em língua inglesa) deveria estar presente, formando o "Strong Foot Ball Club". Com o passar do tempo, o nome mudou para The Strongest ("o mais forte"). Inicialmente, a ideia era confeccionar camisetas com listras verticais verdes e amarelas, mas ela perdeu força após a sugestão de um dos sócios, que propôs listras pretas e douradas, imitando as cores do pássaro chayñita, ave nativa da região de La Paz.[1]

Em 1911, o Departamento de La Paz organizou a Copa Prefeitura, primeira competição oficial da Bolívia, e o título ficou nas mãos do Strongest. A era amadora do futebol local foi dominada pelos mirasoles. Dentre os principais torneios amadores realizados entre 1914 e 1949, o clube venceu 14. Um dos destaques foi a campanha de na temporada 1930, quando o clube auri-negro ganhou o seu décimo título de maneira invicta e sem tomar um gol sequer, foi um marco para a época.[1]

Durante o período semiprofissional, iniciado em 1954, os títulos rarearam. Foram apenas dois no Campeonato de la Liga de La Paz (1963 e 1964) e uma Copa Simón Bolívar (em 1964). Ainda naquela época, o Strongest participou pela primeira de uma Taça Libertadores da América em 1965, tendo conquistado naquela edição a primeira vitória de um clube boliviano fora de casa naquela competição. Em 26 de setembro de 1969, o avião que transportava a equipe desapareceu no dia de um golpe de estado no país. Quando já se considerava que a aeronave poderia ter sido abatida, encontraram seus destroços a 100 km de La Paz. Todos os 16 jogadores e três integrantes da comissão técnica morreram na tragédia.[2][3]

Na década seguinte, o clube recuperou-se com a conquista dos títulos departamentais de 1970, 1971 e 1974 e a Copa Simón Bolívar de 1974. Com a criação da Liga de Futebol Profissional da Bolívia, vieram mais troféus, o primeiro deles logo no torneio inaugural, em 1977, e outros três em 1986, 1989 e 1993. A partir de 2003, foram instituídos os torneios semestrais Apertura e Clausura. O Strongest deu a volta olímpica nas edições Apertura-2003, Clausura-2003, Clausura-2004, Apertura-2011, Clausura-2012, Apertura-2012, Apertura-2013 e Apertura-2016.

Estádio[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Estádio Hernando Siles

O clube conta com um estádio próprio, inaugurado em 1987 e chamado Rafael Mendoza Castellón, em homenagem a um dos presidentes mais atuantes da história do clube. Como suas dependências comportam apenas 20 mil torcedores, o Strongest manda as suas partidas no Estádio Hernando Siles, sede habitual da seleção boliviana.[1]

Mascote[editar | editar código-fonte]

Foi escolhido inicialmente uma vicunha, logo depois um leopardo e, finalmente, um tigre, para sintetizar o espírito "estronguista" de força, persistência e garra.[1]

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Clássico do futebol boliviano

No início, seus maiores concorrentes diretos eram o Colégio Militar (já extinto) e o Universitário de Sucre, até o surgimento do Club Bolívar em 1925, que se transformou no seu principal rival. O Clássico do futebol boliviano é o encontro entre dois clubes mais populares do futebol da Bolívia.[4][5][6][7]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Nacionais extintos[editar | editar código-fonte]

Jogadores destacados[editar | editar código-fonte]

Esta é uma lista de jogadores de destaque que já passaram pelo The Strongest:

Elenco atual[editar código-fonte]

  • Atualizado em 3 de agosto de 2018.
Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Lesionado: Jogador lesionado/contundido


Goleiros
Jogador
1 Bolívia Jhohan Gutíerrez
13 Bolívia José Peñarrieta
19 Bolívia Daniel Vaca
Defensores
Jogador Pos.
2 Bolívia Maximiliano Ortiz Z
5 Brasil Fernando Martelli Z
22 Bolívia Gabriel Valverde Z
31 Equador Édison Carcelén Z
' Bolívia Yhon Villegas Z
' Bolívia Ramiro Balivián LD
' Bolívia Félix Larrea LD
4 Bolívia Luis Rodríguez LE
17 Bolívia Marvin Bejarano LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
8 Bolívia Ramiro Vaca V
14 Bolívia Diego Wayar V
15 Bolívia Richet Gómez V
16 Bolívia Wálter Veizaga V
26 Bolívia Raúl Castro V
29 Bolívia Bryan Chacón V
6 Bolívia Daniel Camacho M
11 Bolívia Jhasmani Campos M
20 Bolívia Rudy Cardozo M
27 Bolívia Henry Vaca M
' Bolívia Clovis Oca M
' Bolívia Moisés Calero M
Atacantes
Jogador
7 Bolívia Rodrigo Vargas
10 Bolívia Pablo Escobar Capitão
11 Argentina Fabricio Pedrozo
12 Bolívia Cristian Novoa
18 Bolívia Edis Ibargüen
' Bolívia Alcides Peña
' Panamá Rolando Blackburn
' Bolívia Yeltsin Ovando
Comissão técnica
Nome Pos.
Venezuela Cesar Farias T

Referências

  1. a b c d e Fifa.com. «The Strongest: Orgulho do futebol boliviano». Fifa.com. Consultado em 30 de abril de 2014. 
  2. Correio do Povo (13 de março de 2012). «A tragédia que abalou o The Strongest». Correio do Povo. Consultado em 30 de abril de 2014. 
  3. Clic RBS (7 de dezembro de 2007). «Manchester United relembra os 50 anos da tragédia de Munique». Clic RBS. Consultado em 30 de abril de 2014. 
  4. es.fifa.com (ed.). «Clássico de oito décadas». Consultado em 26 de abril de 2010. 
  5. bolivia.com, ed. (2005). «El clásico se traslada del domingo al lunes». Consultado em 8 de maio de 2010. 
  6. noticias.com, ed. (2010). «Bolívar gana el clásico boliviano y se aleja cada vez más en la punta del Grupo B». Consultado em 8 de maio de 2010. 
  7. terra.com, ed. (2010). «Clásico The Strongest-Bolívar abre el hexagonal final del Apertura boliviano». Consultado em 8 de maio de 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BolíviaSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol bolivianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Club The Strongest