Copa Sul-Americana de 2009

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa Nissan Sul-Americana de 2009
VIII Copa Sudamericana
CONMEBOL
Dados
Participantes 31
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 4 de agosto2 de dezembro
Gol(o)s 150
Partidas 60
Média 2,5 gol(o)s por partida
Campeão Equador LDU Quito (1º título)
Vice-campeão Brasil Fluminense
Melhor marcador Argentina Claudio Bieler (LDU Quito) – 8 gols
Maior goleada
(diferença)
LDU Quito Equador 7 – 0 Uruguai River Plate
Estádio La Casa BlancaQuito
19 de novembro, Semifinais
◄◄ CONMEBOL 2008 Soccerball.svg 2010 CONMEBOL ►►

A Copa Sul-Americana de 2009 foi a oitava edição do torneio de futebol realizado no segundo semestre de cada ano pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL).

O campeão foi a LDU Quito, do Equador, ao vencer o Fluminense por 5–4 no placar agregado,[1] e com isso habilitou-se para enfrentar o vencedor da Copa Libertadores da América de 2009 na decisão da Recopa Sul-Americana de 2010, além de participar da decisão da Copa Suruga Bank de 2010, contra o campeão da Copa da Liga do Japão de 2009.

Mudanças[editar | editar código-fonte]

Equipes das dez associações sul-americanas estiveram representadas, sendo que esta edição não contou com equipes convidadas.[2] Inicialmente estavam previstas três vagas para clubes da Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe (CONCACAF) como nos anos anteriores, sendo duas delas para o México que já havia definido Monterrey e Puebla como representantes.[3] Porém em 30 de junho, a CONCACAF anunciou que não indicaria nenhum representante para a Copa Sul-Americana devido ao conflito de datas com a Liga dos Campeões.[3] Antes da decisão, a participação de clubes mexicanos em competições sul-americanas já havia sido discutida após a crise que envolveu a desistência de clubes da Copa Libertadores de 2009 devido ao surto de gripe A (H1N1).[4]

Outra mudança seria a possibilidade do campeão da Copa Sul-Americana poder disputar a Libertadores do ano seguinte, adquirindo esse direito a partir desta edição,[5] No entanto em uma reunião na sede da CONMEBOL em Assunção, no dia 3 de julho, a proposta foi adiada para 2010.

Essa edição foi a primeira em que o campeão brasileiro do ano anterior não participou.

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

País Equipe Classificação
 Argentina
(6 vagas)
Lanús Melhor pontuação acumulada na temporada de 2008/2009
Vélez Sarsfield 2ª melhor pontuação acumulada na temporada de 2008/2009
San Lorenzo 3ª melhor pontuação acumulada na temporada de 2008/2009
Tigre 4ª melhor pontuação acumulada na temporada de 2008/2009
Boca Juniors Convidado
River Plate Convidado
 Bolívia
(2 vagas)
La Paz Vice-campeão do Torneio Apertura de 2008
Blooming Vice-campeão do Torneio Clausura de 2008
 Brasil
(8 vagas + atual campeão)
Internacional Campeão da Copa Sul-Americana de 2008
Flamengo 5º colocado do Campeonato Brasileiro de 2008
Botafogo 7º colocado do Campeonato Brasileiro de 2008
Goiás 8º colocado do Campeonato Brasileiro de 2008
Coritiba 9º colocado do Campeonato Brasileiro de 2008
Vitória 10º colocado do Campeonato Brasileiro de 2008
Atlético Mineiro 12º colocado do Campeonato Brasileiro de 2008
Atlético Paranaense 13º colocado do Campeonato Brasileiro de 2008
Fluminense 14º colocado do Campeonato Brasileiro de 2008
 Chile
(2 vagas)
Unión Española Melhor pontuação na fase regular do Torneio Apertura de 2009
Universidad de Chile Vencedor da partida para a Copa Sul-Americana
 Colômbia
(2 vagas)
Deportivo Cali 2ª melhor pontuação na temporada 2008
La Equidad Campeão da Copa Colombia de 2008
Equador
(2 vagas)
Emelec Melhor pontuação na primeira fase do Campeonato Equatoriano de 2009
LDU Quito 2ª melhor pontuação na primeira fase do Campeonato Equatoriano de 2009
 Paraguai
(2 vagas)
Libertad Melhor pontuação do Campeonato Paraguaio de 2008
Cerro Porteño 4ª melhor pontuação acumulada no Campeonato Paraguaio de 2008
 Peru
(2 vagas)
Cienciano 4ª melhor pontuação acumulada no Campeonato Peruano de 2008
Alianza Atlético 5ª melhor pontuação acumulada no Campeonato Peruano de 2008
Uruguai
(2 vagas)
River Plate 3ª colocado da Liguilla Pre-Libertadores de 2009
Liverpool 4ª colocado da Liguilla Pre-Libertadores de 2009
 Venezuela
(2 vagas)
Deportivo Anzoátegui Campeão da Copa Venezuela de 2008
Zamora 4ª melhor pontuação acumulada no Campeonato Venezuelano de 2008/2009

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio que determinou todos os cruzamentos da Copa Sul-Americana de 2009 realizou-se em 3 de julho do mesmo ano em Assunção, no Paraguai. Pela primeira vez, todas as equipes participantes iniciaram desde a primeira fase, a exceção do defensor do título, Internacional, que inicia a partir das oitavas-de-final.[6]

O resultado do sorteio determinou os seguintes confrontos:

Primeira fase
Chave O1 Brasil Atlético Mineiro Brasil Goiás Chave O9 Brasil Atlético Paranaense Brasil Botafogo
Chave O2 Colômbia La Equidad Chile Unión Española Chave O10 Equador LDU Quito Paraguai Libertad
Chave O3 Brasil Vitória Brasil Coritiba Chave O11 Argentina Tigre Argentina San Lorenzo
Chave O4 Chile Universidad de Chile Colômbia Deportivo Cali Chave O12 Peru Alianza Atlético Venezuela Deportivo Anzoátegui
Chave O5 Brasil Fluminense Brasil Flamengo Chave O13 Brasil Internacional
Chave O6 Uruguai Liverpool Peru Cienciano Chave O14 Bolívia Blooming Uruguai River Plate
Chave O7 Argentina River Plate Argentina Lanús Chave O15 Argentina Boca Juniors Argentina Vélez Sarsfield
Chave O8 Venezuela Zamora Equador Emelec Chave O16 Paraguai Cerro Porteño Bolívia La Paz

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase foi disputada entre os dias 4 de agosto e 17 de setembro.

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
O1 Atlético Mineiro Brasil 2–2 (5–6 p) Brasil Goiás 1–1 1–1
O2 La Equidad Colômbia 2–3 Chile Unión Española 2–2 0–1
O3 Vitória Brasil 2–2 (5–3 p) Brasil Coritiba 2–0 0–2
O4 Universidad de Chile Chile 3–1 Colômbia Deportivo Cali 2–1 1–0
O5 Fluminense Brasil 1–1 (gf) Brasil Flamengo 0–0 1–1
O6 Liverpool Uruguai 0–2 Peru Cienciano 0–0 0–2
O7 River Plate Argentina 1–3 Argentina Lanús 1–2 0–1
O8 Zamora Venezuela 1–3 Equador Emelec 0–1 1–2
O9 Atlético Paranaense Brasil 2–3 Brasil Botafogo 0–0 2–3
O10 LDU Quito Equador 2–1 Paraguai Libertad 1–0 1–1
O11 Tigre Argentina 2–2 (gf) Argentina San Lorenzo 2–1 0–1
O12 Alianza Atlético Peru 2–1 Venezuela Deportivo Anzoátegui 0–0 2–1
O13 Brasil Internacional diretamente classificado às oitavas-de-final
O14 Blooming Bolívia 1–5 Uruguai River Plate 0–3[a] 1–2
O15 Boca Juniors Argentina 1–2 Argentina Vélez Sarsfield 1–1 0–1
O16 Cerro Porteño Paraguai 4–1 Bolívia La Paz 2–0 2–1

a. ^ O primeiro jogo entre River Plate e Blooming foi interrompido aos 20 minutos do segundo tempo, por falta de segurança, quando o River Plate vencia por 1 a 0. A CONMEBOL puniu o Blooming em 10 mil dólares e declarou o River Plate vencedor por 3 a 0.[7]

Fase final[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 de 22 de setembro a 1 de outubro  de 21 de outubro a 5 de novembro  de 11 a 19 de novembro  25 de novembro e 2 de dezembro
                                                 
 Uruguai River Plate 4 1 5  
 Brasil Vitória 1 1 2  
   Uruguai River Plate (pen) 0 1 1 (7)  
   Argentina San Lorenzo 1 0 1 (6)  
 Argentina San Lorenzo 3 2 5
 Peru Cienciano 0 0 0  
   Uruguai River Plate 2 0 2  
   Equador LDU Quito 1 7 8  
 Argentina Vélez Sarsfield 3 2 5  
 Chile Unión Española 2 2 4  
   Argentina Vélez Sarsfield 1 1 2
   Equador LDU Quito 1 2 3  
 Equador LDU Quito 4 1 5
 Argentina Lanús 0 1 1  
   Equador LDU Quito 5 0 5
   Brasil Fluminense 1 3 4
 Paraguai Cerro Porteño (gf) 2 1 3  
 Brasil Goiás 0 3 3  
   Paraguai Cerro Porteño 2 3 5
   Brasil Botafogo 1 1 2  
 Brasil Botafogo 2 1 3
 Equador Emelec 0 2 2  
   Paraguai Cerro Porteño 0 1 1
   Brasil Fluminense 1 2 3  
 Peru Alianza Atlético 2 1 3  
 Brasil Fluminense 2 4 6  
   Brasil Fluminense 2 1 3
   Chile Universidad de Chile 2 0 2  
 Brasil Internacional 1 0 1
 Chile Universidad de Chile 1 1 2  

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Sul-Americana de 2009
Flag of Ecuador.svg
LDU Quito
Campeão
(1º título)

Principais artilheiros[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. UOL Esporte (3 de dezembro de 2009). «Flu vence, mas não faz o suficiente e vê a LDU fazer outra festa no Maracanã». Consultado em 3 de dezembro de 2009 
  2. CONCACAF (30 de junho de 2009). «CONCACAF discontinues participation in Copa Sudamericana» (em inglês). Consultado em 22 de setembro de 2009 
  3. a b Trivela (30 de junho de 2009). «Concacaf encerra participação na Copa Sul-Americana». Consultado em 2 de julho de 2009 
  4. Estadao.com.br (12 de maio de 2009). «Concacaf apoia México e ameaça romper com Conmebol» (em espanhol). Consultado em 2 de julho de 2009 
  5. Clic RBS (19 de junho de 2009). «Reunião definirá vaga na Libertadores para campeão da Sul-Americana» (em espanhol). Consultado em 2 de julho de 2009 
  6. Yahoo! Brasil Esportes (3 de julho de 2009). «Copa Sul-americana terá Fla x Flu na primeira rodada». Consultado em 22 de setembro de 2009 
  7. Globoesporte (18 de agosto de 2009). «Sul-Americana: Conmebol confirma River-URU como vencedor de jogo suspenso». Consultado em 18 de agosto de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]