Ricardo Gareca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ricardo Gareca
Ricardo Gareca
Ricardo Gareca em 2017
Informações pessoais
Nome completo Ricardo Alberto Gareca Nardi
Data de nasc. 10 de fevereiro de 1958 (60 anos)
Local de nasc. Tapiales, Argentina
Nacionalidade argentino
Informações profissionais
Equipa atual Peru
Posição Ex-atacante
Função Treinador
Clubes de juventude
1977 Boca Juniors
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1978–1980
1981
1981–1984
1985
1986–1988
1989–1992
1993–1994
Boca Juniors
Sarmiento
Boca Juniors
River Plate
América de Cáli
Vélez Sársfield
Independiente
0016 0000(3)
0033 000(13)
0114 000(61)
0012 0000(4)
0053 000(31)
0118 000(24)
0041 000(11)
Seleção nacional
1981–1986 Argentina 0020 0000(6)
Times/Equipas que treinou
1996–1997
1997
1998–2000
2000
2001
2002
2003–2004
2005
2006
2007–2008
2009–2013
2014
2015–
Talleres
Independiente
Talleres
Colón
Talleres
Quilmes
Argentinos Juniors
América de Cáli
Santa Fé
Universitário
Vélez Sarsfield
Palmeiras
Peru
Última atualização: 2 de julho de 2018

Ricardo Alberto Gareca Nardi (Tapiales, 10 de fevereiro de 1958), mais conhecido como Ricardo Gareca, é um treinador de futebol e ex-futebolista argentino. Atualmente é o treinador da Seleção Peruana de Futebol.

Jogador[editar | editar código-fonte]

Ricardo Gareca em 1980

Começou sua carreira de jogador no Boca Juniors em 1978 com aparições irregulares indo por empréstimo ao Sarmiento em 1981, onde se destacou como goleador, retornando ao Boca nesse mesmo ano ficando nesse clube até 1984. Teve uma rápida passagem pelo River Plate em 1985 indo em seguida para a equipe colombiana América de Cáli onde conquistou o bicampeonato colombiano em 1985 e 1986, quando foi vice-artilheiro com 21 gols e também foi por três anos seguidos vice-campeão da Copa Libertadores da América em 1985, 1986 e 1987 tendo sido artilheiro neste ano com sete gols.[1] Em 1989, voltou para a Argentina para atuar no Vélez Sársfield onde ficou até 1992. Em 1993, transferiu-se para o Independiente onde conquistou o campeonato argentino e a Supercopa Libertadores de 1994 e encerrou sua carreira de jogador. Marcou um total de 208 gols em partidas nacionais e internacionais.[carece de fontes?]

Treinador[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira de treinador em 1996 na equipe argentina Talleres onde obteve seu primeiro título como treinador, o Campeonato Argentino da série B local na temporada 1997-98. No ano seguinte, obteve seu primeiro título internacional, a Copa Conmebol 1999 quando derrotou na final a equipe brasileira CSA. Depois disso, teve passagens pela equipes argentinas Independiente, Colón, Quilmes e Argentinos Juniors; e pelas equipes colombianas América de Cáli e Santa Fé. Em 2007, foi contratado pela equipe peruana Universitário onde conquistou o Campeonato Peruano (Apertura) em 2008. Em 2009, retornou à Argentina para treinar o Vélez Sársfield conquistando o Campeonato Argentino (clausura) desse mesmo ano, o vice no ano seguinte (apertura), o terceiro lugar na Copa Libertadores da América de 2011, um novo Campeonato Argentino em 2011 (clausura),[2][3]2012 (Inicial), [4] a Super Final 2012-13.[5]

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Em 16 de junho de 2014 foi contratado pelo Palmeiras até setembro de 2014. Foi o sexto treinador argentino do clube.[6] Iniciou seu trabalho efetivamente em 16 de junho.[7] Em sua gestão foram contratados quatro jogadores argentinos: Fernando Tobio, Agustín Allione e Jonathan Cristaldo foram comandados por ele no Vélez, e indicou Pablo Mouche.[8]

Porém, em treze partidas obteve um desempenho de 33% de aproveitamento, o segundo pior entre os treinadores do clube no século XXI[9] e foi demitido em 1 de setembro.

Seleção Peruana[editar | editar código-fonte]

Em 2 de março de 2015 assumiu o comando técnico da Seleção Peruana de Futebol por quatro anos.[10] Sob sua direção, o Peru obteve o 3º lugar na Copa América de 2015[11]

Seleção Argentina[editar | editar código-fonte]

Gareca foi convocado pela primeira vez para Seleção Argentina em 1981 pelo então técnico César Luis Menotti para uma partida contra a Polônia. Menotti, entretanto, não o convocou para atuar na Copa do Mundo de 1982. Com o técnico Carlos Bilardo teve um pouco mais de sorte, tendo sido chamado mais vezes inclusive marcando o gol na partida contra o Peru que classificou a Argentina para disputar a Copa do Mundo de 1986. Apesar desse feito, não foi convocado para disputar essa competição na qual seu país sagrou-se campeão. Na Seleção Argentina disputou 20 partidas marcando 6 gols. Seu melhor resultado pela seleção foi o 4º lugar na Copa América de 1983.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Independiente
América de Cáli

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Talleres
Palmeiras
  • Taça Júlio Botelho: 2014[12]
Talleres
Universitário
Vélez Sarsfield

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Seleção Argentina
América de Cáli
Vélez Sarsfield

Treinador[editar | editar código-fonte]

Vélez Sarsfield
Peru

Artilharia[editar | editar código-fonte]

América de Cáli

Referências

  1. Copa Libertadores da América 1987
  2. Abrazado... a la radio
  3. El Birrey
  4. Mareados
  5. Títulos: SuperFinal Torneo Argentino 2012/2013
  6. «Sexto argentino da história, Ricardo Gareca é o novo técnico do Palmeiras». Sítio oficial da Sociedade Esportiva Palmeiras. 21 de maio de 2014 
  7. «Gareca fala em reviver época de Felipão no Palmeiras». CGN. 16 de junho de 2014 
  8. «Palmeiras demite técnico Ricardo Gareca». Gazeta do Povo. 1 de setembro de 2014 
  9. Gareca deixa Palmeiras com 2º pior aproveitamento entre técnicos neste século (1 de setembro de 2014). iG http://esporte.ig.com.br/futebol/2014-09-01/gareca-deixa-palmeiras-com-2-pior-aproveitamento-entre-tecnicos-neste-seculo.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  10. «Los retos de 'El Tigre' Gareca» (em espanhol). El Espectador. 2 de março de 2015 
  11. Tercer Puesto Finalizado
  12. «Palmeiras vence Fiorentina no Pacaembu e conquista Troféu Julinho Botelho». Sítio oficial SE Palmeiras. 30 de julho de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Gilson Kleina
Treinador do Palmeiras
2014
Sucedido por
Dorival Júnior