Copa Conmebol de 1993

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa Conmebol de 1993
II Copa Conmebol
Dados
Participantes 16
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 3 de agosto30 de setembro
Gol(o)s 75
Partidas 30
Média 2,5 gol(o)s por partida
Campeão Brasil Botafogo (1º título)
Vice-campeão Uruguai Peñarol
Melhor marcador BrasilBRA Sinval (Botafogo) – 8 gols[1]
◄◄ CONMEBOL 1992 Soccerball.svg 1994 CONMEBOL ►►

A Copa Conmebol de 1993, foi a segunda edição deste torneio internacional de futebol organizado pela Confederacão Sul-americana de Futebol. Participaram dezesseis equipes de oito países: Argentina, Brasil, Chile, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

O campeão foi o Botafogo (Brasil) que venceu na final o Peñarol (Uruguai).

Participantes[editar | editar código-fonte]

 Argentina
Clube Cidade Classificação
San Lorenzo Buenos Aires 4ª melhor pontuação acumulada do Campeonato Argentino de 1992(Apertura)/1993(Clausura)
Huracán Buenos Aires 5ª melhor pontuação acumulada do Campeonato Argentino de 1992(Apertura)/1993(Clausura)
Deportivo Español Buenos Aires 6ª melhor pontuação acumulada do Campeonato Argentino de 1992(Apertura)/1993(Clausura)
 Brasil
Clube Cidade Classificação
Atlético Mineiro Belo Horizonte 1° colocado da Copa Conmebol de 1992
Botafogo Rio de Janeiro 2° colocado do Campeonato Brasileiro de 1992
Vasco da Gama Rio de Janeiro 3° colocado do Campeonato Brasileiro de 1992
Bragantino Bragança Paulista 4° colocado do Campeonato Brasileiro de 1992
Fluminense Rio de Janeiro 2° colocado da Copa do Brasil de 1992
 Chile
Clube Cidade Classificação
Colo-Colo Santiago 2° colocado do Campeonato Chileno de 1992
Equador
Clube Cidade Classificação
Emelec Guayaquil 3° colocado da Liga Pré-Libertadores do Campeonato Equatoriano de 1992
 Paraguai
Clube Cidade Classificação
Sportivo Luqueño Luque 3° colocado do Campeonato Paraguaio de 1992
 Peru
Clube Cidade Classificação
Deportivo Sipesa Chimbote 2° colocado da Liga Pré-Libertadores do Campeonato Peruano de 1992
Uruguai
Clube Cidade Classificação
Danubio Montevidéu 3° colocado da Liga Pré-Libertadores do Campeonato Uruguaio de 1992[2]
Peñarol Montevidéu 4° colocado da Liga Pré-Libertadores do Campeonato Uruguaio de 1992[2]
 Venezuela
Clube Cidade Classificação
Caracas Caracas 3° colocado do Campeonato Venezuelano de 1992/1993
Deportivo Táchira San Cristóbal 4° colocado do Campeonato Venezuelano de 1992/1993

Oitavas-de-final[editar | editar código-fonte]

Chave 1[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
11 de agosto de 1993 Sportivo Luqueño Paraguai 1 – 1 Argentina Deportivo Español Luque (Paraguai)

Navarro Gol marcado Barrella Gol marcado

Jogo de volta
18 de agosto de 1993 Deportivo Español Argentina 1 – 2 Paraguai Sportivo Luqueño Buenos Aires (Argentina)

Caviglia Gol marcado Francisco Ferreira Gol marcado
Yegros Gol marcado

Chave 2[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
12 de agosto de 1993 Danubio Uruguai 0 – 0 Argentina San Lorenzo Centenario, Montevidéu (Uruguai)

Árbitro: Paraguai Juan Francisco Escobar

Jogo de volta
19 de agosto de 1993 San Lorenzo Argentina 2 – 0 Uruguai Danubio José Amalfitani, Buenos Aires (Argentina)

Netto Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15'
Biaggio Gol marcado aos 71 minutos de jogo 71'
Árbitro: Paraguai José Felix Benegas

Chave 3[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
11 de agosto de 1993 Peñarol Uruguai 1 – 0 Argentina Huracán Centenario, Montevidéu (Uruguai)

Ferreyra Gol marcado aos 43 minutos de jogo 43' (P) Árbitro: Brasil Cláudio Vinícius Cerdeira

Jogo de volta
20 de agosto de 1993 Huracán Argentina 1 – 1 Uruguai Peñarol El Palacio, Buenos Aires (Argentina)

Pelletti Gol marcado aos 82 minutos de jogo 82' Rehermann Gol marcado aos 55 minutos de jogo 55' Árbitro: Chile Eduardo Gamboa

Chave 4[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
3 de agosto de 1993 Vasco da Gama Brasil 2 – 0 Chile Colo-Colo São Januário, Rio de Janeiro (RJ)

Geovani Gol marcado aos 2 minutos de jogo 2' (P)
Valdir Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27'
Público: 1890
Árbitro: Argentina Francisco Lamolina

Jogo de volta
11 de agosto de 1993 Colo-Colo Chile 4(4) – 2(2) Brasil Vasco da Gama David Arellano, Santiago (Chile)

Vega Gol marcado aos 2 minutos de jogo 2' Gol marcado aos 55 minutos de jogo 55'
Rubio Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35'
Etcheverry Gol marcado aos 83 minutos de jogo 83'
Valdir Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27'
Sidnei Gol marcado aos 68 minutos de jogo 68'
Público: ≈15.000
Árbitro: Argentina Anibal Hay
    Penalidades  
Vega: marcou

Vergara: marcou
Margas: marcou
Etcheverry: marcou
Vilches: perdeu

4–2 Tinho: marcou

Pimentel: marcou
Yan: perdeu
Alexandre Torres: perdeu

 

Chave 5[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
11 de agosto de 1993 Emelec Equador 1 – 0 Peru Deportivo Sipesa Guayaquil (Equador)

Oste Gol marcado

Jogo de volta
19 de agosto de 1993 Deportivo Sipesa Peru 3(4) – 2(3) Equador Emelec Manuel Gómez Arellano, Chimbote (Peru)

Dall'Orso Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15' Gol marcado aos 31 minutos de jogo 31'
Hirano Gol marcado aos 58 minutos de jogo 58'
Oste Gol marcado
Garcés Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75'
    Penalidades  
Viera: marcou

Ferreyra: marcou
Ormeño: perdeu
Díaz: marcou
Balerio: marcou

4–3 Cárdenas: marcou

Morales: marcou
Pachito: perdeu
Oste: perdeu
Fajardo: marcou

 

Chave 6[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
12 de agosto de 1993 Atlético Mineiro Brasil 2 – 0 Brasil Fluminense Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Wiver Gol marcado aos 22 minutos de jogo 22' Gol marcado aos 39 minutos de jogo 39' Público: 7.556 pagantes
Árbitro: Brasil Renato Marsiglia

Jogo de volta
18 de agosto de 1993 Fluminense Brasil (2)2 – 0(4) Brasil Atlético Mineiro Laranjeiras, Rio de Janeiro (RJ)

Chiquinho Gol marcado aos 13 minutos de jogo 13'
Julinho Gol marcado aos 42 minutos de jogo 42'
Público: 990 pagantes
Árbitro: Brasil Oscar Roberto Godói

Chave 7[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
4 de agosto de 1993 Deportivo Táchira Venezuela 0 – 1 Venezuela Caracas Pueblo Nuevo, San Cristóbal (Venezuela)

Morovic Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70' Árbitro: Venezuela Raúl Pérez

Jogo de volta
11 de agosto de 1993 Caracas Venezuela 1 – 0 Venezuela Deportivo Táchira Brígido Iriarte, Caracas (Venezuela)

Díaz Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41' Árbitro: Venezuela Nelson Rodríguez
Auxiliares: Venezuela Adrián Gómez e Venezuela Alirio Méndez

Chave 8[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
13 de agosto de 1993 Botafogo Brasil 3 – 1 Brasil Bragantino Caio Martins, Niterói (RJ)
20:40 (UTC−3)
Sinval Gol marcadoGol marcado (P)
Marcelo Carioca Gol marcado
Nei Gol marcado Público: 10.546 pagantes

Jogo de volta
20 de agosto de 1993 Bragantino Brasil 2 – 3 Brasil Botafogo Marcelo Stéfani, Bragança Paulista (SP)
21:00 (UTC−3)
Alberto Gol marcado (P)
Ludo Gol marcado
Sinval Gol marcadoGol marcado
André Duarte Gol marcado

Quartas-de-final[editar | editar código-fonte]

Chave 9[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
25 de agosto de 1993 Sportivo Luqueño Paraguai 3 – 0 Argentina San Lorenzo Luque (Paraguai)

Yegros Gol marcado
Romerito Gol marcado
Francisco Ferreira Gol marcado

Jogo de volta
2 de setembro de 1993 San Lorenzo Argentina 4(4) – 1(2) Paraguai Sportivo Luqueño El Palacio, Buenos Aires (Argentina)

Castellón Gol marcado
Zandoná Gol marcadoGol marcado
Biaggio Gol marcado
Francisco Ferreira Gol marcado Público: ≈5.000
    Penalidades  
Netto: marcou

Zandoná: marcou
Cardinal: marcou
Batista: marcou
Biaggio: perdeu

4–2 Arrúa: marcou

Carlos Ferreira: marcou
Romerito: perdeu
Francisco Ferreira: perdeu

 

Chave 10[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
26 de agosto de 1993 Peñarol Uruguai 2 – 0 Chile Colo-Colo Centenario, Montevidéu (Uruguai)

Rehermann Gol marcado aos 1 minutos de jogo 1'
Francisco Ferreira Gol marcado aos 84 minutos de jogo 84'
Público: ≈20.000
Árbitro: Argentina Juan Carlos Crespi

Jogos de volta
1º de setembro de 1993 Colo-Colo Chile 2(2) – 0(4) Uruguai Peñarol David Arellano, Santiago (Chile)

Castillo Gol marcado aos 40 minutos de jogo 40' Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72' Público: ≈30.000
    Penalidades  
Pizarro: marcou

Herrera: marcou
Margas: perdeu
Salvatierra: perdeu

2–4 Bengoechea: marcou

Da Silva: marcou
Gutiérrez: marcou
Perdomo: marcou

 

Chave 11[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
28 de agosto de 1993 Deportivo Sipesa Peru 1 – 1 Brasil Atlético Mineiro Manuel Gómez Arellano, Chimbote (Peru)

Dall'Orso Gol marcado aos 84 minutos de jogo 84' Wiver Gol marcado aos 40 minutos de jogo 40' Público: ≈10.000
Árbitro: Equador Angel Guevara

Jogo de volta
3 de setembro de 1993 Atlético Mineiro Brasil 1 – 0 Peru Deportivo Sipesa Independência, Belo Horizonte (MG)

Valdir Gol marcado aos 54 minutos de jogo 54' Público: 15.693 pagantes
Árbitro: Paraguai Efigenio Verdun

Chave 12[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
26 de agosto de 1993 Caracas Venezuela 0 – 1 Brasil Botafogo Brígido Iriarte, Caracas (Venezuela)

Sinval Gol marcado aos 64 minutos de jogo 64' Árbitro: Equador Medardo Martínez
Auxiliares: Equador Marcos Aguas e Venezuela Luis Solórzano

Jogo de volta
2 de setembro de 1993 Botafogo Brasil 3 – 0 Venezuela Caracas Caio Martins, Niterói (RJ)

Rogerinho Gol marcado aos 9 minutos de jogo 9' Gol marcado aos 24 minutos de jogo 24'
Aléssio Gol marcado aos 34 minutos de jogo 34'
Público: 4.210 pagantes

Semifinais[editar | editar código-fonte]

Chave 13[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
9 de setembro de 1993 San Lorenzo Argentina 0 – 1 Uruguai Peñarol Buenos Aires (Argentina)

Rodríguez Gol marcado

Jogo de volta
15 de setembro de 1993 Peñarol Uruguai 1(4) – 2(2) Argentina San Lorenzo Centenario, Montevidéu (Uruguai)

Bengoechea Gol marcado notícia Biaggio Gol marcado
Simionatto Gol marcado
    Penalidades  
Bengoechea: marcou

Da Silva: marcou
Gutiérrez: marcou
Perdomo: marcou

4–2 Biaggio: marcou

Zandoná: marcou
Gorosito: perdeu
García: perdeu

 

Chave 14[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
8 de setembro de 1993 Atlético Mineiro Brasil 3 – 1 Brasil Botafogo Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Valdir Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15'
Leandro Tavares Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52'
Reinaldo Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72'
Sinval Gol marcado aos 42 minutos de jogo 42' Público: 10.562 pagantes
Árbitro: Brasil Oscar Roberto Godói

Jogo de volta
15 de setembro de 1993 Botafogo Brasil 3 – 0 Brasil Atlético Mineiro Caio Martins, Niterói (RJ)

Sinval Gol marcado aos 42 minutos de jogo 42'
Rogério Pinheiro Gol marcado aos 64 minutos de jogo 64'
Eliel Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80'
Árbitro: Brasil Renato Marsiglia

Final[editar | editar código-fonte]

Chave 15[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
22 de setembro de 1993 Peñarol Uruguai 1 – 1 Brasil Botafogo Centenario, Montevidéu (Uruguai)

Otero Gol marcado aos 36 minutos de jogo 36' Perivaldo Gol marcado aos 4 minutos de jogo 4' Público: ≈40.000
Árbitro: Paraguai Juan Francisco Escobar
 
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Peñarol
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Botafogo
 
PEÑAROL:
G 21 Uruguai Rabajda
LD 5 Uruguai Da Silva
Z 3 Uruguai Gutiérrez
Z 23 Uruguai De los Santos
LE 22 Uruguai Tais
V 25 Uruguai Perdomo Substituído após a minutos de jogo a'
V 30 Uruguai Baltierra
M 26 Uruguai Bengoechea Substituído após b minutos de jogo b'
M 7 Uruguai Rehermann
A 28 Uruguai Otero
A 29 Uruguai Rodríguez
Substituição:
M Uruguai Consani Entrou em campo após a minutos a'
A 10 Uruguai Ferreyra Entrou em campo após b minutos b'
Treinador:
Uruguai Gregorio Pérez
BOTAFOGO:
G 12 Brasil William Bacana
LD 10 Brasil Perivaldo
Z 3 Brasil André Santos
Z 4 Brasil Rogério Pinheiro PenalizadoPenalizadoExpulso
LE 23 Brasil Clei
V 24 Brasil China
V Brasil Fabiano
M 2 Brasil Eliomar
M 14 Brasil Aléssio Substituído
A 9 Brasil Sinval
A 18 Brasil Eliel
Substituição:
A 20 Brasil Marcos Paulo Entrou em campo
Treinador:
Brasil Carlos Alberto Torres

Jogo de volta
30 de setembro de 1993 Botafogo Brasil 2(3) – 2(1) Uruguai Peñarol Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Eliel Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52'
Sinval Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67'
Perdomo Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35'
Otero Gol marcado aos 90 minutos de jogo 90'
Público: ≈65.000
Árbitro: Argentina Francisco Lamolina
    Penalidades  
Sinval: perdeu

Suélio: marcou
Perivaldo: marcou
André Santos: marcou

3–1 Ferreyra: perdeu

Da Silva: marcou
Gutiérrez: perdeu
De los Santos: perdeu

 
 
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Botafogo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Peñarol
 
BOTAFOGO:
G 12 Brasil William Bacana
LD 10 Brasil Perivaldo
Z 3 Brasil André Santos
Z 29 Brasil Cláudio
LE 23 Brasil Clei Substituído após a minutos de jogo a'
V 5 Brasil Nélson
V 8 Brasil Suélio
M 14 Brasil Aléssio Substituído após b minutos de jogo b'
M 7 Brasil Marcelo Carioca
A 9 Brasil Sinval
A 18 Brasil Eliel
Substituição:
M 2 Brasil Eliomar Entrou em campo após a minutos a'
A 20 Brasil Marcos Paulo Entrou em campo após b minutos b'
Treinador:
Brasil Carlos Alberto Torres
PEÑAROL:
G 21 Uruguai Rabajda
LD 22 Uruguai Da Silva
Z 5 Uruguai Gutiérrez
Z 23 Uruguai De los Santos
LE 3 Uruguai Tais
V 27 Uruguai Dorta
V 25 Uruguai Perdomo Substituído após a minutos de jogo a'
M 30 Uruguai Baltierra
M 26 Uruguai Bengoechea Substituído após b minutos de jogo b'
A 28 Uruguai Otero
A 29 Uruguai Rodríguez
Substituição:
A 10 Uruguai Ferreyra Entrou em campo após a minutos a'
M 7 Uruguai Rehermann Entrou em campo após b minutos b'
Treinador:
Uruguai Gregorio Pérez

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no segundo jogo do confronto e em negrito os times classificados.

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 de 3 a 20 de Agosto  de 25 de Agosto a 3 de Setembro  8 a 15 de Setembro  22 e 29 de Setembro
                                                 
 Paraguai Sportivo Luqueño 1 2 3  
 Argentina Deportivo Español 1 1 2  
   Paraguai Sportivo Luqueño 3 1 4 (2)  
   Argentina San Lorenzo 0 4 4 (4)  
 Uruguai Danubio 0 0 0
 Argentina San Lorenzo 0 2 2  
   Argentina San Lorenzo 0 2 2 (2)  
   Uruguai Peñarol 1 1 2 (4)  
 Uruguai Peñarol 1 1 2  
 Argentina Huracán 0 1 1  
   Uruguai Peñarol 2 0 2 (4)
   Chile Colo-Colo 0 2 2 (2)  
 Brasil Vasco da Gama 2 2 4 (2)
 Chile Colo-Colo 0 4 4 (4)  
   Uruguai Peñarol 1 2 3 (1)
   Brasil Botafogo 1 2 3 (3)
 Equador Emelec 1 2 3 (3)  
 Peru Deportivo Sipesa 0 3 3 (4)  
   Peru Deportivo Sipesa 1 0 1
   Brasil Atlético Mineiro 1 1 2  
 Brasil Atlético Mineiro 2 0 2 (4)
 Brasil Fluminense 0 2 2 (2)  
   Brasil Atlético Mineiro 3 0 3
   Brasil Botafogo 1 3 4  
 Venezuela Deportivo Táchira 0 0 0  
 Venezuela Caracas 1 1 2  
   Venezuela Caracas 0 0 0
   Brasil Botafogo 1 3 4  
 Brasil Botafogo 3 3 6
 Brasil Bragantino 1 2 3  

Classificação Geral[editar | editar código-fonte]

Classificação final
Pos. Times P J V E D GP GC SG %
Campeão
Brasil Botafogo 17 8 4 2 1 17 9 +8 70,75%
Vice-campeão
Uruguai Peñarol 12 8 3 3 2 9 8 +1 49,87%
Semifinalistas
Argentina San Lorenzo 10 6 3 1 2 8 6 +2 55,5%
Brasil Atlético Mineiro 10 6 3 1 2 7 7 0 55,5%
Eliminado nas quartas-de-final
Paraguai Sportivo Luqueño 7 4 2 1 1 7 6 +1 58,25%
Chile Colo-Colo 6 4 2 0 2 6 6 0 50%
Venezuela Caracas 6 4 2 0 2 2 4 -2 50%
Peru Deportivo Sipesa 4 4 1 1 2 4 5 -1 33,25%
Eliminado nas oitavas-de-final
Brasil Vasco da Gama 3 2 1 0 1 4 4 0 50%
10° Equador Emelec 3 2 1 0 1 3 3 0 50%
11° Brasil Fluminense 3 2 1 0 1 2 2 0 50%
12° Argentina Deportivo Español 1 2 0 1 1 2 3 -1 16,5%
13° Argentina Huracán 1 2 0 1 1 1 2 -1 16,5%
14° Uruguai Danubio 1 2 0 1 0 0 2 -2 16,5%
15° Venezuela Deportivo Táchira 0 2 0 0 2 0 2 -2 0%
16° Brasil Bragantino 0 2 0 0 2 3 6 -3 0%


Copa Conmebol de 1993
Brasil
Botafogo
Campeão
(1.º título)

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Gols Jogador Time
8 Brasil Sinval Brasil Botafogo
3 Brasil Wiver Brasil Atlético Mineiro
Peru Dall'Orso Peru Deportivo Sipesa
Argentina Biaggio Argentina San Lorenzo
Paraguai Francisco Ferreira Paraguai Sportivo Luqueño
2 Brasil Valdir Brasil Atlético Mineiro
Brasil Eliel Brasil Botafogo
Brasil Rogerinho Brasil Botafogo
Chile Castillo Chile Colo-Colo
Chile Vega Chile Colo-Colo
Argentina Oste Equador Emelec
UruguaiOtero Uruguai Peñarol
Uruguai Rehermann Uruguai Peñarol
Argentina Zandoná Argentina San Lorenzo
Paraguai Yegros Paraguai Sportivo Luqueño
Brasil Valdir Brasil Vasco da Gama
1 Brasil Leandro Tavares Brasil Atlético Mineiro
Brasil Reinaldo Brasil Atlético Mineiro
Brasil Aléssio Brasil Botafogo
Brasil André Duarte Brasil Botafogo
Brasil Marcelo Carioca Brasil Botafogo
Brasil Perivaldo Brasil Botafogo
Brasil Rogério Pinheiro Brasil Botafogo
Brasil Alberto Brasil Bragantino
Brasil Ludo Brasil Bragantino
Brasil Nei Brasil Bragantino
Venezuela Díaz Venezuela Caracas
Venezuela Morovic Venezuela Caracas
Bolívia Etcheverry Chile Colo-Colo
Chile Rubio Chile Colo-Colo
Argentina Barrella Argentina Deportivo Español
Argentina Caviglia Argentina Deportivo Español
Peru Hirano Peru Deportivo Sipesa
Equador Garcés Equador Emelec
Brasil Chiquinho Brasil Fluminense
Brasil Julinho Brasil Fluminense
Argentina Pelletti Argentina Huracán
Uruguai Bengoechea Uruguai Peñarol
Uruguai Ferreyra Uruguai Peñarol
Uruguai Francisco Ferreira Uruguai Peñarol
Uruguai Perdomo Uruguai Peñarol
Uruguai Rodríguez Uruguai Peñarol
Argentina Castellón Argentina San Lorenzo
Argentina Netto Argentina San Lorenzo
Argentina Simionatto Argentina San Lorenzo
Paraguai Navarro Paraguai Sportivo Luqueño
Paraguai Romerito Paraguai Sportivo Luqueño
Brasil Geovani Brasil Vasco da Gama
Brasil Sidnei Brasil Vasco da Gama

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lembra Dele? Artilheiro da Conmebol pelo Bota, Sinval hoje tem três motéis FogãoNET, acessado em 16 de janeiro de 2017
  2. a b Peñarol, a la CONMEBOL El Tiempo, acessado em 15 de setembro de 2010