Manuel Pellegrini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manuel Pellegrini
Manuel Pellegrini
Manuel Pellegrini em 2013
Informações pessoais
Nome completo Manuel Luis Pellegrini Ripamonti
Data de nasc. 16 de setembro de 1953 (61 anos)
Local de nasc. Santiago, Chile
Nacionalidade  chileno
Altura 1,86 m
Informações profissionais
Clube atual Inglaterra Manchester City
Posição Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1973–1986 Chile Universidad de Chile 0451 000(1)
Seleção nacional
1973–1986 Flag of Chile.svg Chile 0028 000(1)
Times/Equipas que treinou
1988–1989
1990–1991
1992–1993
1994–1996
1998
1999–2000
2001–2002
2002–2003
2004–2009
2009–2010
2010–2013
2013–
Chile Universidad de Chile
Chile Palestino
Chile O'Higgins
Chile Universidad Católica
Chile Palestino
Equador LDU
Argentina San Lorenzo
Argentina River Plate
Espanha Villarreal
Espanha Real Madrid
Espanha Málaga
Inglaterra Manchester City
0046
0034
0040
0041
0000
0066
0050
0053
0259
0048
0129
0108

Manuel Luis Pellegrini Ripamonti (Santiago, 16 de Setembro de 1953) é um treinador e ex-futebolista chileno. Atualmente, dirige o Manchester City.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Tendo defendido durante toda sua carreira futebolistica o Universidad de Chile, estreou como treinador no mesmo, dois anos após se aposentar. Tendo passagens ainda por Palestino e O'Higgins, passou a ter maior destaque no cenário nacional dirigindo o Universidad Católica, quando conquistou seus primeiros títulos como treinador. Passou ainda pela equatoriana LDU (onde conquistou o título nacional), San Lorenzo (onde passou a ser mais conhecido internacionalmente, após conquistar o título argentino e a Copa Mercosul no mesmo ano) e River Plate, onde conquistou seu segundo título argentino.

Com seu sucesso no futebol sul-americano, recebeu uma proposta para treinar o Villarreal, da Espanha. Durante suas cinco temporadas na equipe amarela, transformou o clube pequeno para médio, tendo conquistado o título da Copa Intertoto da UEFA em 2004 e, dois anos depois, conseguiu se classificar para as semifinais da Liga dos Campeões da UEFA. Também conseguiu terminar em segundo na temporada seguinte na La Liga. Durante sua passagem, recebeu o Trofeo Miguel Muñoz (prêmio de melhor treinador nacional), sendo o primeiro sul-americano a receber tal honra.

Acabou recebendo sua maior chance na carreira quando recebeu uma proposta para treinar o Real Madrid.[1] [2] Porém, numa equipe composta pelas maiores contratações da temporada, não conseguiu, de início, fazer o clube "funcionar", vivendo altos e baixos durante seus primeiros meses no comando da equipe, como a eliminação da Copa da Espanha, após sofrer uma goleada por 4 a 0 do inexpressivo Alcorcón, a eliminação nas oitavas de final da Liga dos Campeões da UEFA (principal objetivo na temporada) para o Lyon. Conseguiu fazer o clube engrenar após meados da temporada, mas ficando em segundo lugar na La Liga, mesmo batendo o recorde de número de pontos. Com isso, acabou sendo demitido.[3] . em novembro de 2010, foi anunciado como novo comandante do Málaga[4] . onde, conseguiu levar esse clube as quartas da Liga dos Campeões da UEFA.

No dia 14 de junho de 2013, foi anunciado como novo técnico do Manchester City, sendo esta sua primeira experiência no futebol inglês.[5]

No dia 2 de março de 2014, conquistou a Copa da Liga Inglesa o seu primeiro título com o City, vencendo o Sunderland na final por 3x1.

No dia 11 de maio de 2014, sagrou-se campeão da Premier League com os Blues, vencendo o West Ham na última rodada.

Em 7 de agosto de 2015 ampliou seu contrato com o clube até junho de 2017.[6]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Universidad Católica
LDU
San Lorenzo
River Plate
Villarreal
Manchester City

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]