Stephen Keshi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Stephen Keshi
Informações pessoais
Nome completo Stephen Okechukwu Keshi
Data de nasc. 23 de janeiro de 1962
Local de nasc. Lagos, Nigéria
Falecido em 8 de junho de 2016 (54 anos)
Local da morte Benin City, Edo, Nigéria
Altura 1.83 m
Apelido Big Boss
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador (Ex-zagueiro)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1979
1980–1984
1985
1986
1986–1987
1987–1991
1991–1993
1993–1994
1995
1996
1997–1998
Nigéria ACB Lagos
Nigéria New Nigeria Bank
Costa do Marfim Stade d'Abidjan
Costa do Marfim Africa Sports
Bélgica Lokeren
Bélgica Anderlecht
França Strasbourg
Bélgica Molenbeek
Estados Unidos CCV Hydra
Estados Unidos Sacramento Scorpions
Malásia Perlis FA
10 (1)
42 (4)
13 (2)
22 (2)
28 (6)
99 (18)
62 (9)
40 (1)
20 (1)
16 (3)
34 (4)
Seleção nacional
1983–1995 Flag of Nigeria.svg Nigéria 64 (9)
Times/Equipas que treinou
2004–2006
2007
2008–2010
2011
2011–2014
2015
Togo Togo
Togo Togo
Mali Mali
Togo Togo
Flag of Nigeria.svg Nigéria
Flag of Nigeria.svg Nigéria





Stephen Okechukwu Keshi (Lagos, 23 de janeiro de 1962Benin City, 8 de junho de 2016) foi um futebolista e treinador de futebol nigeriano. Atuava como zagueiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Disputou a Copa do Mundo de 1994 pela Seleção Nigeriana, jogando uma partida. Pelas Super Águias, em doze anos de seleção, Keshi atuou em 64 partidas e marcou 9 gols.

Em clubes, Keshi atuou por ACB Lagos, New Nigeria Bank, Stade d'Abidjan, Africa Sports, Lokeren, Anderlecht, Strasbourg, Molenbeek, CCV Hydra e Sacramento Scorpions.

Encerrou a carreira de jogador em 1998, no Perlis da Malásia.

Treinador[editar | editar código-fonte]

Keshi teve sua carreira de treinador chegando ao auge na Copa das Nações Africanas de 2006. Era o comandante da Seleção do Togo na Copa do Mundo do mesmo ano, quando um episódio abalou as estruturas do time amarelo: o astro da seleção, Emmanuel Adebayor (nigeriano de nascimento, assim como o treinador), acusou Keshi de pedir para que ele fosse seu empresário em troca de um lugar no time. O ex-zagueiro não aceitou a proposta e acabou demitido da equipe. Para seu lugar, foi contratado o veterano treinador alemão Otto Pfister.

Keshi retornou à Seleção Togolesa em 2007, deixando o cargo no ano seguinte. Em 2008, assina contrato para treinar a Seleção do Mali, onde ficou até 2010. Voltaria a comandar a Seleção Togolesa em 2011, mas também durou pouco tempo no cargo. No mesmo ano, assinou contrato para assumir a Seleção Nigeriana,[1] onde permaneceu até outubro de 2014.[2]

Ao conquistar a Copa das Nações Africanas de 2013, Keshi tornou-se o segundo africano a vencer o torneio como jogador e técnico, ao lado do egípcio Mahmoud El-Gohary. Levou as "Super Águias" às oitavas-de-final da Copa de 2014, onde a Nigéria capitulou contra a França.

Reassumiu a Seleção ainda em 2014, mas problemas de relacionamente entre ele e a Federação causaram sua demissão em julho de 2015.[3]

Morreu em 8 de junho de 2016, aos 54 anos, depois de sofrer uma parada cardíaca. [4][5]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Nigéria

Treinador[editar | editar código-fonte]

Nigéria

Referências

  1. «Ex-capitão assume como técnico da seleção da Nigéria». Futebol Interior 
  2. «Após três anos no comando, Stephen Keshi é demitido da seleção da Nigéria». ESPN.com.br. Consultado em 16 de outubro de 2014 
  3. «Nigéria demite Stephen Keshi, técnico campeão da Copa Africana de Nações». GloboEsporte.com. Consultado em 5 de julho de 2015 
  4. Remi Sulola (8 de junho de 2016). «Stephen Keshi dies suddenly at 54». The Cable. Consultado em 8 de junho de 2016. Cópia arquivada em 8 de junho de 2016 
  5. «Morre Stephen Keshi, técnico da Nigéria na Copa de 2014». O Globo. globo.com. 8 de junho de 2016. Consultado em 8 de junho de 2016