Ambidestria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ambidestria é a capacidade de se ser igualmente habilidoso com ambas as partes do corpo.[1] A ambidestria não se limita apenas a capacidade de escrever com as duas mãos, ou chutar com ambos os pés. A palavra "ambidestro" tem origem no Latim: ambi significa "ambos" e dext significa "certo".

A ambidestria de nascença é bastante rara, entretanto ela pode ser aprendida.[1] Muitos indivíduos ambidestros executam determinadas tarefas apenas com uma das mãos. O grau de versatilidade com cada uma das mãos é geralmente o fator determinante para a ambidestria. Cada lado do cérebro controla o lado oposto do corpo. O ambidestro, em alguns casos, hesita ante a decisão de qual mão escolher para realizar determinada tarefa.

Hoje em dia, é mais comum encontrar ambidestros entre as pessoas que nascem canhotas e são forçadas a executar tarefas utilizando a mão direita, principalmente durante a infância.

A ambidestria é estimulada em atividades que requerem uma boa habilidade com ambas as mãos, como lutas, natação e a execução de instrumentos musicais. Ou com os pés, por exemplo no futebol. Exemplos de futebolistas que jogam com os dois pés são, os brasileiros Neymar Jr., Adriano, Hernanes e Ricardo Oliveira, o croata Ivan Perišić, o alemão Marco Reus, os belgas Carrasco, Kevin De Bruyne e Eden Hazard, o atacante Português Cristiano Ronaldo além de ex-jogadores como o meia francês Zinedine Zidane, o atacante italiano Del Piero, o atacante brasileiro Pelé e outras lendas como o holandês Johan Cruijff e o norte irlandês George Best.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Você sabe o que é ambidestria?». EBC. 24 de fevereiro de 2015