Festus Onigbinde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Festus Onigbinde
Informações pessoais
Nome completo Festus Onigbinde
Data de nasc. 5 de março de 1938 (80 anos)
Local de nasc. Modakeke, Nigéria
Apelido Adegboye
Informações profissionais
Posição Treinador
Times/Equipas que treinou
1981-1984
2002
Flag of Nigeria.svg Nigéria
Flag of Nigeria.svg Nigéria

Festus Onigbinde (Modakeke, 5 de março de 1938) é um treinador de futebol nigeriano. Comandou a seleção de seu país na Copa de 2002, cuja gestão foi muito contestada. Ele já havia treinado as "Super Águias" entre 1981 e 1984, quando substituiu o alemão Gottlieb Göller.

Polêmicas durante a Copa de 2002[editar | editar código-fonte]

Escolhido às pressas para substituir o demissionário Shaibu Amodu logo após a Copa Africana de Nações, Onigbinde, até então dirigente da Associação Nigeriana de Futebol, iniciou um processo de renovação que não agradou boa parte dos nigerianos. Sunday Oliseh, Tijani Babangida, Finidi George, Uche Okechukwu, Victor Ikpeba, Pascal Ojigwe, Mobi Oparaku, Wilson Oruma, Victor Agali, Emeka Ifejiagwa, Murphy Akanji e Ndubuisi Egbo foram preteridos por ele, que apostou em novatos, como Femi Opabunmi, Pius Ikedia, Austin Ejide, Bartholomew Ogbeche, Rabiu Afolabi, James Obiorah, Benedict Akwuegbu, Ifeanyi Udeze e Vincent Enyeama. Mutiu Adepoju, Ike Shorunmu e Jay-Jay Okocha foram os principais veteranos que "escaparam".

Durante a Copa do Mundo, alguns jogadores, como Okocha e Julius Aghahowa (autor do único gol de sua seleção no torneio), criticaram Onigbinde por este ter esnobado os veteranos, dando preferência a jogadores com pouca experiência internacional. Após a participação, o técnico foi demitido.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]