José Sebastião Pires Neto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

José Sebastião Pires Neto, conhecido como Pires (Sorocaba, 23 de fevereiro de 1956) é um ex-jogador de futebol brasileiro[1].

Começou a carreira defendendo o São Bento, da sua cidade natal. Em 1976, transferiu-se para o Palmeiras, conquistando o título estadual daquele ano.

Transferiu-se para o America em 1981 e dois anos mais tarde foi para o Vasco da Gama. Usando a camisa cruzmaltina, foi premiado com a Bola de Prata da revista Placar ao fim do Campeonato Brasileiro de 1984[2]

Deveria ter recebido a premiação também no ano anterior, quando esteve no America, mas acabou prejudicado pelo regulamento, que previa acréscimo nas notas dos jogadores dos times finalistas.[3].

Pelo Vasco, Pires teve seu nome lembrado na Seleção Brasileira e viveu uma grande fase. Foram apenas duas participações pelo escrete em 1984 com um empate e uma derrota.

Os números foram publicados pelo livro “Seleção Brasileira 90 anos”, dos autores Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf.

Ganhador da “Bola de Prata” da revista Placar em 1984, Pires fraturou a tíbia e o perônio ao disputar uma bola com o paraguaio Romerito. O clássico contra o Fluminense, disputado em 3 de setembro de 1984, terminou empatado em 0x0.

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Convocado por Edu para a Seleção Brasileira, atuou na derrota por 2 a 0 para a Inglaterra, em 1984[4].

Referências

  1. Que fim levou? - Pires. Terceiro Tempo
  2. Bola de Prata 1984. Revista Placar
  3. ARRUDA, Marcelo Leme de (15 de setembro de 2013). «Bola de Prata Miscellaneous». RSSSF. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  4. Placar Magazine Nº 734, 15 de junho de 1984. Págs. 6 e 75

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.