Institución Atlética Sud América

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sud América
Escudo IASA.png
Nome Institución Atlética Sud América
Alcunhas Buzones
Naranjitas
Fundação 15 de fevereiro de 1914 (106 anos)
Estádio Parque Carlos Angel Fossa
Capacidade 6.000
Presidente José Vicente
Treinador Fabian Gomez
Material (d)esportivo Starbade
Competição Segunda Divisão
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar


Institución Atlética Sud América, mais conhecido como Sud América é um clube do futebol uruguaio com sede na capital Montevidéu.

História[editar | editar código-fonte]

Seu estádio é Parque Ángel Fossa, com capacidade para 6 mil torcedores, inaugurado em 17 de fevereiro de 1935.

Atualmente joga na Segunda División Profesional de Uruguay. O Sud América já venceu a Segunda División seis vezes, sendo o terceiro maior vencedor da Segunda División, empatado com o River Plate. Chegou também a vencer a hoje extinta Divisão Intermediária de Futebol do Uruguai em 1926.

Participou da Copa Conmebol 1995, fazendo um boa campanha, indo até as quartas de finais.

Excursão ao Brasil em 1931[editar | editar código-fonte]

Em 1931, o Sud América foi convidado pelo brasileiro Vasco da Gama para se apresentar no Brasil.[1] O Uruguai, na época, era o campeão olímpico e mundial, de modo que a visita despertou bastante interesse na imprensa e sociedade brasileira.[2] Para a excursão em solo brasileiro, a equipe contou com o reforço de jogadores de outros clubes de Montevidéu, como o Club Atlético Olimpia, Central Español Fútbol Club, Wanderers e os poderosos Peñarol e Nacional.[3] Não obstante o oferecimento de tais jogadores, e do Sud América ser considerado pelo Jornal dos Sports como uma das melhores equipes uruguaias da época,[4] a campanha não foi muito favorável: apenas cinco vitórias em treze jogos, sofrendo goleadas do Vasco (3x0) e do Santos (5x0). O desempenho uruguaio recebeu críticas da mídia brasileira, que classificou a equipe como "fraca"[5] e "tecnicamente deficiente".[2] Por outro lado, o time uruguaio foi elogiado pela imprensa brasileira pelo seu cavalheirismo e jogo limpo.[5][6][2] A excursão do Sud América decorreu entre os meses de março e abril, e a agremiação visitou as cidades do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Santos, Salvador, Niterói e Vitória. Foram enfrentadas tradicionais equipes brasileiras, como o Atlético Mineiro e o Bahia, além dos já citados Vasco e Santos. No total, foram disputados treze jogos, com cinco vitórias, cinco derrotas e três empates, com 27 gols marcados e 26 gols sofridos.[7]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «A próxima temporada do Sud América». Correio da Manhã. 13 de março de 1931. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  2. a b c «Iniciou-se a temporada esportiva com victoria do Sud-America por 3x0». A Noite. 16 de março de 1931. Consultado em 27 de agosto de 2020 
  3. «A temporada do Sud América». Correio da Manhã. 14 de março de 1931. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  4. «Uruguyaos x Cariocas». Jornal dos Sports. 15 de março de 1931. Consultado em 25 de agosto de 2020 
  5. a b «O Sul-América, de Montevidéo, derrotou um fraco combinado carioca por 3x0». 17 de março de 1931. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  6. «Um combinado carioca derrotou o Sud América por 3 x 2». Correio da Manhã. 24 de março de 1931. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  7. «A excursão do Sud America ao Brasil em 1931». História do Futebol. Consultado em 26 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de UruguaiSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol uruguaios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.