Primeira Liga de 2016–17

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o campeonato português. Para o torneio regional brasileiro, veja Primeira Liga do Brasil de 2017.
Primeira Liga de 2016–17
Liga NOS de 2016-17
Dados
Participantes 18
Período 12 de Agosto de 2016 – 21 de Maio de 2017
Gol(o)s 728
Partidas 306
Média 2,38 gol(o)s por partida
Campeão SL Benfica (36.º título)
Vice-campeão FC Porto
Rebaixado(s) Arouca, Nacional da Madeira
Melhor marcador Bas Dost Países Baixos Países Baixos (34 golos)
Melhor ataque (fase inicial) SL Benfica (72 golos)
Maior goleada
(diferença)
Porto 7-0 Nacional
Estádio do DragãoPorto
Público 3 622 372
Média 11 837,8 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador
(Liga Portugal)
Pizzi
Melhor treinador
(Liga Portugal)
Rui Vitória
◄◄ 2015–16 Soccerball.svg 2017–18 ►►

A Primeira Liga de 2016–17, conhecida também como Liga NOS por razões de patrocínio, foi a 83ª edição da liga de futebol de maior escalão de Portugal.

O Chaves e o Feirense, que terminaram a Segunda Liga de 2015/2016 em segundo e terceiro lugar respetivamente (em primeiro terminou a equipa B do Futebol Clube do Porto, que não pode subir), também subiram para a liga principal. O Chaves participou na Primeira Liga pela 14.ª vez enquanto o Feirense participou pela 5.ª vez. Nesta temporada, o Benfica conquistou um inédito tretacampeonato, após ter ganho as 3 edições anteriores da prova, igualando o feito do Sporting (tetracampeão na temporada 1953-1954) e do FC Porto (tetracampeão na temporada 1997-1998 e na época 2008-2009, chegando a ser penta na época 1998-1999).

Transmissões televisivas[editar | editar código-fonte]

Em Portugal, todos os jogos são transmitidos pela Sport TV, à excepção dos jogos em casa do Benfica, que são transmitidos pela Benfica TV.[1] A RTP Internacional também passa um jogo por cada jornada.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Localização das equipas da Primeira Liga de 2016–17 (Continente)
Localização das equipas da Primeira Liga de 2016–17 (Madeira)
Clube Cidade Estádio Lotação 2015–16 Treinador
Arouca Arouca Municipal de Arouca 5,000 5º, I Liga Jorge Leitão
Belenenses Lisboa Estádio do Restelo 19,980 9º, I Liga Domingos Paciência
Benfica Lisboa Estádio da Luz 64,642[2] 1º, I Liga Rui Vitória
Boavista Porto Estádio do Bessa 28,263[3] 14º, I Liga Miguel Leal
Chaves Chaves Municipal de Chaves 12,000 2º, II Liga Ricardo Soares
Estoril Estoril António Coim. da Mota 8,000 8º, I Liga Pedro Emanuel
FC Porto Porto Estádio do Dragão 50,033[4] 3º, I Liga Nuno Espírito Santo
Feirense


Santa Maria da Feira Marcolino de Castro 4,667 3º, II Liga Nuno Manta
Marítimo Funchal Estádio do Marítimo 10,600 13º, I Liga Daniel Ramos
Moreirense Moreira de Cónegos Com. Joa. de Alm. Freitas 6,153 12º, I Liga Petit
Nacional Funchal Estádio da Madeira 5,132 11º, I Liga João de Deus
Paços de Ferreira Paços de Ferreira Capital do Móvel 6,404 7º, I Liga Vasco Seabra
Rio Ave Vila do Conde Estádio dos Arcos 9,065 6º, I Liga Luís Castro
Sporting Lisboa Alvalade XXI 50,095 2º, I Liga Jorge Jesus
SC Braga Braga Municipal de Braga 30,286[5] 4º, I Liga Abel Ferreira
Tondela Tondela João Cardoso 5,000 16º, I Liga Pepa
V. Guimarães Guimarães D. Afonso Henriques 30,000[6] 10º, I Liga Pedro Martins
V. Setúbal Setúbal Estádio do Bonfim 18,642 15º, I Liga José Couceiro

Número de equipas por Associação de Futebol[editar | editar código-fonte]

Associação de Futebol Número de equipas Equipas
1 AF Lisboa 4 Belenenses, Benfica, Estoril, Sporting
AF Porto Boavista, Paços de Ferreira, FC Porto, Rio Ave
3 AF Braga 3 Moreirense, SC Braga, V. Guimarães
4 AF Aveiro 2 Arouca, Feirense
AF Madeira Marítimo, Nacional
6 AF Setúbal 1 V. Setúbal
AF Vila Real Chaves
AF Viseu Tondela

Tabela classificativa[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 21/05/2017[7]

Pos Equipa Pts J V E D GM GS SG Classificação ou despromoção
1 Benfica 82 34 25 7 2 72 18 +54 Fase de Grupos da Liga dos Campeões de 2017–18
2 Porto 76 34 22 10 2 71 19 +52
3 Sporting 70 34 21 7 6 68 36 +32 Play-off da Liga dos Campeões de 2017–18
4 Vitória de Guimarães 62 34 18 8 8 50 39 +11 Fase de Grupos da Liga Europa de 2017–18
5 Sporting de Braga 54 34 15 9 10 51 36 +15 3ª Pré-Eliminatória da Liga Europa de 2017–18
6 Marítimo 50 34 13 11 10 34 32 +2
7 Rio Ave 49 34 14 7 13 41 39 +2
8 Feirense 48 34 14 6 14 31 45 -14
9 Boavista 43 34 10 13 11 33 36 -3
10 Estoril 38 34 10 8 16 36 42 -6
11 Chaves 38 34 8 14 12 35 42 -7
12 Vitória de Setúbal 38 34 10 8 16 30 39 -9
13 Paços de Ferreira 36 34 8 12 14 32 45 -13
14 Belenenses 36 34 9 9 16 27 45 -18
15 Moreirense 33 34 8 9 17 33 48 -15
16 Tondela 32 34 8 8 18 29 52 -23
17 Arouca 32 34 9 5 20 33 57 -24 Despromoção à Segunda Liga de 2017–18
18 Nacional da Madeira 21 34 4 9 21 22 58 -36

Campeão[editar | editar código-fonte]

Campeonato de Portugal de Primeira Divisão 2016/2017
Lisboa.PNG
Benfica
36° Título

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

- O Desportivo de Chaves regressou ao primeiro escalão após 17 épocas de ausência. Desde a sua despromoção, em 1998-99, que não havia nenhuma equipa da região de Trás-os-Montes e Alto Douro na Primeira Liga.

- O Feirense regressou à Primeira Liga após quatro épocas no segundo escalão e, na sua quinta presença, alcançou pela primeira vez a manutenção na primeira divisão, obtendo a melhor classificação de sempre- um oitavo lugar.

- O Benfica conseguiu o primeiro tetracampeonato da sua história.

- O Nacional da Madeira foi despromovido para a segunda divisão pela segunda vez na sua história, após cumprir 15 épocas consecutivas no primeiro escalão. Era a sexta equipa há mais tempo ininterruptamente na Primeira Liga, logo atrás do Porto, Benfica, Sporting, Braga e Marítimo.

- O Futebol Clube do Porto cumpriu a quarta época sem vencer campeonatos- o maior período de jejum em 33 anos. O ultimo título conseguido foi a Supertaça Cândido de Oliveira, em 2013.

- O Sporting continuou a atravessar o segundo maior período sem ser campeão da sua história. Esta foi a 15ª época consecutiva de jejum - o recorde são 18.

- Cinco épocas depois, o Marítimo voltou a conseguir classificar-se para as competições europeias.

- Arouca, Marítimo, Nacional, Paços de Ferreira, Rio Ave e SC Braga atravessavam os maiores períodos de permanência contínua na Primeira Divisão das respectivas histórias.

- O Moreirense igualou o número máximo de épocas contínuas na Primeira Divisão do seu historial- três.

- A última jornada deste campeonato protagonizou uma das mais memoráveis lutas pela manutenção no historial recente da Primeira Divisão. À partida para a última jornada, havia três candidatos a um lugar de descida- o Tondela (29 pontos), o Moreirense (30 pontos) e o Arouca (32 pontos). Em 27 conjugações de resultados possíveis, o Tondela descia em 20, o Moreirense em 6 e, no outro caso possível, Arouca e Tondela ficariam empatados com 32 pontos, e o Moreirense com 33. Foi esse o caso que acabou por se verificar, com a vitória do Moreirense sobre o Porto, a vitória do Tondela sobre o Braga e a derrota do Arouca no campo do Estoril. Como o confronto directo entre Arouca e Tondela estava empatado, teve de se usar a diferença entre o total de golos marcados e sofridos, que à entrada para a última jornada era favorável ao Arouca (-22 contra -25 do Tondela). Porém, visto que o Tondela venceu por 2-0 e o Arouca foi derrotado por 4-2, este critério inverteu-se, passando a vantagem, a partir do minuto 76 da última jornada, a ser do Tondela (-23 contra -24). Desafiando todas as probabilidades, o Arouca viu-se assim despromovido por apenas um golo.

- Foi a primeira descida à Segunda Liga da história do Arouca, que não estava nos lugares de despromoção desde a oitava jornada. O Tondela, que tinha ocupado os lugares de despromoção em 27 das 34 jornadas do campeonato, repetiu o "milagre" do ano anterior, salvando-se na última jornada.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Jornal de Notícias (30 de Maio de 2016). «Jogos do Benfica continuam na Benfica TV» 
  2. «fsd150611.pdf» (PDF). CMVM. S.L. Benfica. 14 de Abril de 2016. pp. 81–82. Consultado em 25 de Julho de 2016 
  3. [1] Arquivado em 2011-01-20 no Wayback Machine.
  4. «Estádio do Dragão». FC Porto. Consultado em 29 de agosto de 2017 
  5. «Estádio Municipal de Braga». SC Braga. Consultado em 2 de setembro de 2017 
  6. «Património». vitoriasc.pt. Vitória Sport Clube. Consultado em 31 de agosto de 2017 
  7. Liga Portugal