Casa Pia Atlético Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Casa Pia
Casa Pia AC Crest.png
Nome Casa Pia Atlético Clube
Fundação 3 de Julho de 1920
Estádio Estádio Pina Manique
Capacidade 5000
Localização Lisboa
Presidente Victor Domingos Seabra Franco
Treinador Portugal Filipe Martins
Material (d)esportivo Itália Macron
Competição Liga Portugal 2 Sabseg
Website http://casapiaac.pt/
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Fundado em 3 de Julho de 1920, ligado a uma história associativa que vem desde 1893, data em que se constituiu a equipa de futebol da Real Casa Pia de Lisboa, a primeira vencedora dos mestres ingleses do Carcavelos Club em 1898 numa vitória histórica que conquistaria o público para o novo jogo, cimentando  para sempre a prática do futebol em Portugal, o Casa Pia Atlético Clube – Ateneu Casapiano – Associação Pós-Escolar da Casa Pia de Lisboa, é um dos mais ecléticos clubes portugueses, tendo praticado 25 modalidades desportivas, com a curiosidade de ter sido o único que praticou o Basebol regularmente, vencendo em 4 de Julho de 1923 no Campo das Laranjeiras a forte equipa da Colónia Americana por 25-24.  

Futebol[editar | editar código-fonte]

Presenças[editar | editar código-fonte]

Nacionais
Competição Presenças Melhor posição
Primeira Liga Trophy.svg Primeira Liga 1
Segunda Liga Trophy.svg Segunda Liga 2 -
Divisao Trophy.svg Segunda Divisão 31
Divisao Trophy.svg Terceira Divisão 32
Taça de Portugal Trophy.svg Taça de Portugal 45 1/8
Portuguese League Cup.svg Taça da Liga - -
Campeonato de Portugal 8 1/8
Regionais
Competição Presenças Melhor posição
AF Lisboa Honra 1ª Div. 1
AF Lisboa 1ª Div. 3
Campeonato de Lisboa 18

*o Casa Pia AC irá marcar presença na II Liga na época 2019/20

Plantel[editar | editar código-fonte]

Plantel 2020/2021[editar | editar código-fonte]

Nota: Bandeiras indicam equipe nacional, conforme definido pelas regras de elegibilidade da FIFA. Os jogadores podem ter mais de uma nacionalidade não-FIFA.

N.º Posição Jogador
2 Portugal Bruno Miguel de Sousa Silva
4 Brasil Jefferson Nascimento
6 Brasil Derick Poloni
7 Portugal Jota Silva
8 Portugal Christian da Silva Fiel
9 Colômbia Camilo Triana
10 Guiné Ença Fati
11 Brasil Diego Luiz de Siqueira Medeiros
17 Níger Kelechi John Christian
18 Portugal Victor Emanuel Araújo Ferreira
19 Bósnia e Herzegovina Nermon Zolotic
21 Portugal Rogério Fernades
22 Malta Zach Muscat
23 Guiné Zidane banjaqui
32 Portugal Romeu Oliveira Ribeirol
33 Portugal Ricardo Jorge Cecília Batista
38 Portugal Miguel Ângelo Almeida Vieira Tavares
39 Camboja Donald Dering Djoussé
44 Brasil Arghus Soares Bordignon
55 Brasil Matheus dantas
66 Luxemburgo Marvin Martins Santos da Graça
68 Brasil Lucas Paes
74 Coreia Kangmin choi
77 Gana Abdul Malik Abubakari
88 Portugal Vítor Gonçalves
98 Brasil João Victor Donna Bravim
97 Níger Saviour Godwin |}

Jogadores famosos[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

O Casa Pia Atlético Clube (CPAC) é um clube centenário. Foi fundado a 3 de julho de 1920 por diversas personalidades portuguesas da época (Ricardo Ornelas, David Ferreira, Mário da Silva Marques e António Pinho), das quais se destaca Cândido de Oliveira, selecionador nacional e jogador do Benfica, além de cofundador do jornal Abola, juntamente com Vicente de Melo e Ribeiro dos Reis. O clube encontra-se intrinsecamente ligado à casa-mãe, a Casa Pia de Lisboa, instituição de utilidade pública de promoção dos direitos e proteção das crianças e jovens, e é um dos baluartes do Desporto, da Cultura e da Solidariedade em Portugal.

Os gansos, como são conhecidos, estão na génese da introdução do futebol em Portugal, depois de uma vitória sobre os mestres ingleses do Carcavelos Club, em 1898, e ao longo da história já tiveram 25 modalidades. Por isso, o Casa Pia é um dos clubes portugueses mais ecléticos.

O futebol, de resto, foi sempre a principal modalidade do Casa Pia. No entanto, acabou por ser o nadador Mário da Silva Marques, também ele um dos fundadores, o primeiro desportista a representar oficialmente o clube, num festival das docas de Alcântara. Dias depois conquistou, na prova de 400 metros estilos, a Taça Associação Naval. Era o primeiro troféu do clube.

No futebol, o Casa Pia conquistou o primeiro troféu da modalidade. Com arbitragem de Cosme Damião, casapiano e XI presidente do CPAC, além de fundador do Sport Lisboa e Benfica, os gansos venceram por 2-1 os encarnados, conquistando o “Bronze Herculano Santos”. A equipa foi capitaneada por Cândido de Oliveira. Estávamos a 3 de outubro de 1920.

Na época de estreia, refira-se, o Casa Pia venceu – sem qualquer derrota! - o Campeonato Regional de Lisboa e a Taça de Lisboa. E a esses títulos juntou ainda o triunfo no confronto com o campeão do Norte, o FC Porto, na então denominada Taça 27 de julho. Foi o ensaio final para o arranque do Campeonato de Portugal – antecessor da Taça de Portugal -, que se iniciou no ano seguinte.

Nessa equipa, brilhava então um dos fundadores do clube, Cândido de Oliveira, que crescera na Real Casa Pia de Lisboa, fundada pelo Intendente Pina Manique, em finais do século XVIII, e que dá nome ao estádio onde joga a equipa de futebol (Estádio Pina Manique). Nos primeiros quatro anos em que competiram, os gansos venceram a sua série do Campeonato de Lisboa por três vezes. A reputação cresceu e, em 1925, o clube foi convidado para a inauguração do Estádio das Amoreiras, então propriedade do Benfica e que era considerado à data o melhor estádio da Península Ibérica. Isto, depois de também já ter inaugurado o campo do Sevilha e o do V. Setúbal, ambos em 1921.

Em 1938/39 disputou-se pela primeira vez em Portugal o Campeonato Nacional da 1ª Divisão e a Taça de Portugal, ainda hoje, as mais importantes competições futebolísticas de Portugal.

A equipa de futebol do Casa Pia marcou presença na estreia destas duas históricas competições nacionais. Porém, a sua participação no Campeonato Nacional da 1ª Divisão da época de 1938/39 foi, até ao momento, a única presença do clube lisboeta na principal prova futebolística portuguesa. Os gansos ficaram em último lugar do 1.º Campeonato Nacional da 1ª Divisão, que contou ainda com a presença do FC Porto, Sporting CP, SL Benfica, Académica de Coimbra, FC Barreirense e Académico do Porto. A equipa venceu apenas um jogo. De resto, contabilizou por derrotas todas as restantes 13 partidas do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de 1938/39.

Em 2020/2021, o Casa Pia registou a sua 71.ª participação em Campeonatos Nacionais, iniciada na época de 1938/1939, a única em que o clube esteve na I Divisão, jogando no seu primeiro campo, o Campo do Restelo, expropriado em 1939/1940 pelo Estado Novo para a realização da Exposição do Mundo Português.

Em 2018/2019 e após a conquista do título no Campeonato de Portugal, o CPAC ascendeu pela primeira vez à 2.ª Liga, constituindo uma SDUQ (Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas) para o efeito. Foi nessa competição que iniciou a temporada 2020/21, apesar do último lugar na edição anterior – interrompida devido à pandemia de Covid-19. As descidas do V. Setúbal e do Aves, na secretaria, possibilitaram a permanência dos gansos nos campeonatos profissionais de futebol em Portugal.

SELEÇÃO NACIONAL No dia 18 de dezembro de 1921, ano seguinte à fundação do clube, a seleção portuguesa de futebol disputou o primeiro jogo oficial da sua história, em Madrid, frente à seleção de Espanha. Nessa partida participaram seis jogadores casapianos entre eles Cândido de Oliveira, o primeiro capitão da seleção. A primeira seleção portuguesa equipou de preto. O preto característico do Casa Pia. O clube emprestou os equipamentos e foi o símbolo do Casa Pia Atlético Clube que os jogadores portugueses levaram ao peito.

Estádio[editar | editar código-fonte]

A equipa de futebol disputa os seus jogos em casa no Estádio Pina Manique, em Lisboa, Portugal.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

  • A Cruz de Cristo nas cores vermelha e branca sobre fundo preto, com as iniciais do Clube (C.P.A.C.), que constitui o seu emblema;
  • O ganso, com as iniciais do Clube (C.P.A.C.);
  • O estandarte e a bandeira, em branco, com o emblema da Cruz de Cristo ao centro, sobre duas faixas diagonais em preto;
  • O equipamento é todo preto e, como alternativa, a conjugação do preto e branco, ou somente branco.

Órgãos Sociais[editar | editar código-fonte]

Eleitos a 30 de Maio de 2020

MESA DA ASSEMBLEIA-GERAL

Efectivos

  • Ângelo Cipriano da Cunha Fialho Pereira – Sócio Efetivo n.º 525
  • Vice - Presidente: Luís Gonçalves Vaz – Sócio Auxiliar n.º 118
  • 1º Secretário: Luís Filipe Soeiro Peixe – Sócio Efetivo n.º 280
  • 2º Secretário: Luís Filipe da Silva Figueiredo – Sócio Auxiliar n.º 355

Suplentes

  • Carlos Alberto Correia – Sócio Efetivo n.º 198
CONSELHO FISCAL

Efectivos

  • Presidente: Alfredo da Conceição Ribeiro: Sócio Efetivo n.º 206
  • Vice - Presidente: Fernando Manuel Pereira Galvão – Sócio Efetivo n.º 88
  • Secretário - Relator: Denis Emanuel Pereira Antunes – Sócio Efetivo n.º 445
  • Vogal: António Augusto da Costa Pinto – Sócio Efetivo n.º 328
  • Vogal: João Carlos de Oliveira da Graça – Sócio Efetivo n.º 455

Suplentes

  • Emídio Pedro da Silva: Sócio Efetivo n.º 205
  • Isalino Equelengue Alves André: Sócio Efetivo n.º 481
  • Pedro Miguel do Vale Luís – Sócio Efetivo n.º 443
DIRECÇÃO

Efectivos

  • Presidente: Vítor Domingos Seabra Franco – Sócio Efetivo n.º 191
  • Vice - Presidente: Manuel da Costa Mateus – Sócio Efetivo n.º 173
  • Vice - Presidente: Paulo Jorge Cardiga Gonçalves – Sócio Efetivo n.º 390
  • Vogal: Hélder Manuel Amaral Tavares – Sócio Efetivo n.º 220
  • Vogal: Sérgio Alexandre Peres Ferreira – Sócio Efetivo n.º 517
  • Vogal: José Luís dos Anjos Pereira – Sócio Efetivo n.º 194
  • Vogal: João Manuel Marques Carvalho Teixeira – Sócio Especial n.º 79

Suplentes

  • Clemente da Costa – Sócio Efetivo n.º 267
  • Miguel Alexandre Sousa e Catarino Madeira – Sócio Efetivo n.º 392

Referências


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de PortugalSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol portugueses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.