Portal:Maranhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal em construção
Portal do Estado do
Maranhão
Início   Cultura   História   Geografia   Economia   Esporte   Política
Bandeira do Estado do Maranhão
Mapa do estado e localização no Brasil
O Estado do Maranhão, localizado na Região Nordeste do Brasil e tem como limites o Oceano Atlântico (N), o Piauí (L), Tocantins (S e SO) e o Pará (O). Um pouco maior que a Itália e um pouco menor que a Alemanha, o Estado ocupa uma área de 331.983,293 km². A capital é São Luís, e outras cidades importantes são Imperatriz, Açailândia, Timon, Caxias, Codó, Santa Inês, Bacabal, Balsas, São José de Ribamar, Barra do Corda e Itapecuru. É o 4º Estado mais rico (PIB) do Nordeste, o maior em extensão territorial (331.983,293 km²), mas possui a 10ª maior população (6,3 milhões hab.) e o o 16º maior PIB do país (R$ 31,6 milhões).


Em 1534, D. João III divide a Colônia Portuguesa no Brasil em Capitanias Hereditárias, sendo o Maranhão parte de quatro delas (Maranhão primeira seção, Maranhão segunda seção, Ceará e Rio Grande), para melhor ocupar e proteger o território colonial.

Porém, a ocupação no Maranhão aconteceu a partir da invasão francesa à Ilha de Upaon-Açu (Ilha de São Luís) em 1612, liderada por Daniel de La Touche, Senhor de La Ravardière, que tentava fundar colônias no Brasil. Os franceses chegaram a fundar um núcleo de povoamento chamado França Equinocial e um forte chamado de "Fort Saint Louis". Esse foi o início da cidade de São Luís.

No Maranhão, as elites agrícolas e pecuaristas eram muito ligadas à Metrópole e a exemplo de outras províncias se recusaram a aderir à Independência do Brasil. À época, o Maranhão era uma das mais ricas regiões do Brasil. O intenso tráfego marítimo com a Metrópole, justificado pela maior proximidade com a Europa, tornava mais fácil o acesso e as trocas comerciais com Lisboa do que com o sul do país. Os filhos dos comerciantes ricos estudavam em Portugal. A região era conservadora e avessa aos comandos vindos do Rio de Janeiro.

Foi da Junta Governativa da Capital, São Luís, que partiu a iniciativa da repressão ao movimento da Independência no Piauí. A Junta controlava ainda a região produtora do vale do rio Itapecuru, onde o principal centro era a vila de Caxias. Esta foi a localidade escolhida pelo Major Fidié para se fortificar após a derrota definitiva na Batalha do Jenipapo, no Piauí, imposta pelas tropas brasileiras, compostas por contingentes oriundos do Piauí e do Ceará. Fidié teve que capitular, sendo preso em Caxias e depois mandado para Portugal, onde foi recebido como herói. São Luís, a bela capital e tradicional reduto português, foi finalmente bloqueada por mar e ameaçada de bombardeio pela esquadra do Lord Cochrane, sendo obrigada a aderir à Independência em 28 de julho de 1823. Os anos imperiais que seguiram foram vingativos com o Maranhão; o abandono e descaso com a rica região levaram a um empobrecimento secular, ainda hoje não rompido.


Bandeira de São Luís.svg
São Luís
Bandeira imperatriz.jpg
Imperatriz
Bandeira Timon.jpg
Timon
Bandeira do Municipio de Caxias Maranhao.svg
Caxias
Bandeira-acailandia.png
Açailândia
Bandeira Balsas.png
Balsas


Artes | Literatura | Cinema | Televisão | Museus | Música | Carnaval | Sociedade | Educação | Religião | Culinária | Imprensa Linha do tempo | Eventos históricos | Lugares | Biografias
Demografia | Relevo | Hidrografia | Clima | Transportes | Meio-ambiente | Regiões e municípios Comércio e serviços | Indústria | Petróleo | Turismo | Agropecuária
Futebol | Na praia | Nas quadras | Radicais | Outros esportes | Pan 2007 Governo do Estado | Deputados estaduais | Deputados federais | Senadores | Prefeitos

Artigo em destaque

Em 1682, a Coroa Portuguesa decidiu criar a Companhia de Comércio do Maranhão. Tal Companhia tinha o dever de enviar ao Estado do Maranhão um navio por mês carregado de escravos e alimentos como azeite e vinho. Assim, Portugal pretendia incrementar o comércio da região.
O Parque Nacional da Chapada das Mesas protege 160.046 mil hectares de Cerrado nos municípios de Carolina, Riachão, Estreito e Imperatriz, no centro-sul do Maranhão. A região que agora está abrigada dentro do Parque Nacional é extremamente rica em espécies de animais e de plantas, sem falar no alto potencial turístico em decorrência das belezas naturais da Chapada das Mesas. Os planos do Governo Federal incluem a criação de novas áreas protegidas no Maranhão, formando um "mosaico" com parques e reservas estaduais e federais e terras indígenas.
O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é uma reserva ecológica brasileira criada em 2 de junho de 1981 numa área de 155 mil hectares nas margens do Rio Preguiças, no nordeste do estado do Maranhão e distante cerca de 260 km de São Luís, ocupando uma área total de 270 quilômetros quadrados, com dunas de até 40 metros e lagoas de água doce.[1] O filme Casa de Areia foi gravado dentro do parque.

Imagem em destaque


Centro histórico de São Luís no anoitecer.

Nos jornais...

Maranhenses notáveis

Ordenar por: Ordem alfabética | Cidade de origem | Área de atuação

  • Ana Jansen - Mulher que fez fortuna no Século XIX e virou lenda no Maranhão como malvada.
Arte, Cultura e Comunicação
Literatura
Música
Política
Esporte
Ciências e Medicina
  • Nina Rodrigues - Médico legista, psiquiatra, professor e antropólogo brasileiro.

Galeria de Imagens