Raposa (Maranhão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Raposa
Rua principal

Rua principal
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação 10 de novembro de 1994 (21 anos)
Gentílico raposense
Prefeito(a) Talita Laci[1] (PCdoB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Raposa
Localização de Raposa no Maranhão
Raposa está localizado em: Brasil
Raposa
Localização de Raposa no Brasil
02° 25' 22" S 44° 06' 10" O02° 25' 22" S 44° 06' 10" O
Unidade federativa  Maranhão
Mesorregião Norte Maranhense IBGE/2008 [2]
Microrregião Aglomeração Urbana de São Luís IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Paço do Lumiar
Distância até a capital 30 km
Características geográficas
Área 66,280 km² [3]
População 29,167 hab. IBGE/2012[4]
Densidade 0,44 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,632 médio PNUD/2000 [5]
PIB R$ 98 818,040 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 3 946,09 IBGE/2008[6]
Página oficial

Raposa é um município brasileiro do estado do Maranhão. Localiza-se na microrregião da Aglomeração Urbana de São Luís, Mesorregião do Norte Maranhense. O município tem 29.167 habitantes (Estimativa 2014) e aproximadamente 66 km².

A cidade, a capital São Luís, Paço do Lumiar e São José de Ribamar são os quatro municípios da Ilha de Upaon-Açu. Esses municípios, juntamente com Alcântara, Bacabeira, Santa Rita e Rosário fazem parte da Região Metropolitana de São Luís.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Até o século XVI, a região atualmente ocupada pelo município era tradicionalmente habitada pela etnia indígena dos potiguaras[7].

Fundada no final dos anos 1940 por dois imigrantes de Acaraú, Antônio do Pocal e José Baiaco, que se estabeleceram com suas famílias, a povoação tem como atividades principais de subsistência a pesca e a produção de rendas, ambas realizadas de forma artesanal. Devido ao seu inicial isolamento, a comunidade foi considerada uma ilha linguística cearense por pesquisadores que a visitaram no final da década de 1970. Essa situação foi se alterando com a construção de primeiro acesso rodoviário em 1964 e seu asfaltamento em 1977.

Em 1994, separando-se de Paço do Lumiar. o povoado de Raposa ganhou status de município e elegeu José Laci de Oliveira como seu primeiro prefeito no último pleito eleitoral, realizando assim, o sonho de seus moradores.

O município ficou conhecido pelo seu artesanato tipicamente cearense, pelo sabor dos peixes comercializados nos bares e restaurantes do povoado e pela beleza de suas praias desertas.

Do ponto de vista turístico, atualmente, a Raposa é destino alternativo à visitação na capital São Luís do Maranhão, tendo como principais atrativos os passeios nas praias e dunas da região, vasto manguezal preservado e apreciação da gastronomia por meio de pratos típicos baseados em frutos do mar. Como potencial atrativo de turismo cultural (ou de base comunitária), a Raposa apresenta modus vivendi de pescadores e artesanato variado.

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • Ramos, C. M. A. & Bezerra, J. R. M. A comunidade de Raposa Revisitada. In: Ramos, C. M. A.; Rocha, M. F. S.; & Bezerra, J. R. M. (Ed.). O português falado no Maranhão, pp. 36–46. São Luís: EDUFMA. 2005.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Resultado Final eleições 2012 no Maranhão. Página visitada em 13/01/2013.
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  4. «2012 Populational Estimate» (PDF). Censo Populacional 2012. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Julho de 2012. Consultado em 8 de setembro de 2012. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  7. BUENO, E. Brasil: uma história. Segunda edição revista. São Paulo. Ática. 2003. p. 18,19.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Maranhão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.