Lima Campos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Lima Campos
Bandeira de Lima Campos
Brasão de Lima Campos
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 15 de janeiro
Fundação 15 de janeiro de 1962 (55 anos)
Gentílico limacampense
Prefeito(a) Jailson[1] (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de Lima Campos
Localização de Lima Campos no Maranhão
Lima Campos está localizado em: Brasil
Lima Campos
Localização de Lima Campos no Brasil
04° 31' 12" S 44° 28' 01" O04° 31' 12" S 44° 28' 01" O
Unidade federativa  Maranhão
Mesorregião Centro Maranhense IBGE/2008 [2]
Microrregião Médio Mearim IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Peritoró, Pedreiras
Distância até a capital 258 km
Características geográficas
Área 321,932 km² [3]
População 11 415 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 35,46 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,581 baixo PNUD/2000 [5]
PIB R$ 36 969,452 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 3 158,16 IBGE/2008[6]
Página oficial

Lima Campos é um município brasileiro do estado do Maranhão. Ex-município de Pedreiras, teve sua emancipação política elevada a categoria de município em 15 de janeiro de 1962, amparada pela Lei nº 2.180 de 31 de dezembro de 1961. Sua população estimada em 2009 é de 11.794 habitantes, onde faz fonteiras com as cidade de Pedreiras e Peritoró, e fica localiza a 48 km de uma das maiores fontes de gás natural do Mundo ainda em exploração,localizada em Capinzal do Norte - MA.

Histórico[editar | editar código-fonte]

No ano de 1931, a natureza, mais uma vez mostrava sua face impiedosa para nordeste brasileiro. A Magra safra da agricultura de subsistência dos colonos resumia-se em uma colheita de, aproximadamente, cinco por cento do total cultivado, restando apenas esperanças para dias melhores com a possibilidade de chuvas em 1932. Corria o mês de maio de 1932 e, antes que se concretizasse a compra das terras, já aportava em São Luis, o navio “Rodrigues Alves” trazendo a primeira leva de retirantes. O interventor mandou oito contos de réis como pagamento da primeira parcela dos onze que haviam custado as terras de Santa Amália. A colônia dói instalada, porém faltava muito a ser feito. Uma das medidas postas, imediatamente, em prática, foi a divisão das terras em lotes de vinte e cinco hectares para serem doados aos colonos. Foi necessário a presença de um engenheiro civil para se encarregar do trabalho. Foi, então, que veio aquele que, mais tarde daria o nome à colônia - o Dr. Lima Campos – encarregado de desenhar a planta de como ficaria disposto cada lote. Terminando o serviço de agrimensura, a terra formava duzentos e vinte lotes, dos quais foram retirados seis para a sede da colônia, que alguns moradores já arriscavam dar um nome: “Colônia Lima Campos”. Em 1944 a administração da colônia resolveu concretizar o velho sonho da construção do açude que ficou pronto e foi um bem incalculável, (hoje um dos principais pontos turísticos conhecido como “Ilha Tour”, um complexo aquático, com uma porção de terra no centro ligada a uma ponte para dar acesso à população, muitas vezes até usada em eventos).

Hegemonia política[editar | editar código-fonte]

Nos anos 50, a colônia desapareceu e nasceu o povoado agora com lojas, farmácias, padarias, bares, usina e beneficiamento de arroz e uma promissora cultura de banana. A década de 50 foi o que poderíamos chamar de “década de ouro” para Lima Campos. A Lei nº 2.180 de 31 de dezembro de 1961, elevou Lima Campos à categoria de município. A Instalação do município ocorreu num clima festivo em 15 de janeiro 1962, tendo como prefeito interino, Cássio Salomão Mota, ex-vereador de Pedreiras.

Demais administradores[editar | editar código-fonte]

  • Dárcio de Sousa Borges--------------------------( )
  • Cássio Salomão Mota-----------------------------(1968/1972)
  • Amaro Pedrosa-------------------------------------(1973/1976)
  • Vice-Prefeito: João Epifânio da Siva
  • João Epifânio da Silva-----------------------------(1977/1982)
  • Vice-Prefeito: Mundico Veras
  • José de Sousa--------------------------------------(1983/1988)
  • Vice-Prefeito: Amaro Pedrosa
  • José Edison Feitosa de Sá-----------------------(1989/1992)
  • Vice-Prefeito: João Flôr
  • Maria de Fátima Lopes----------------------------(1993/1996)
  • Vice-Prefeito: Estevam José de Sousa
  • José Edison Feitosa de Sá------------------------(1997/2000)
  • Vice-Prefeito: Aristóteles Mota Curvina
  • Aristóteles Mota Curvina---------------------------(2001/2004)
  • Vice-Prefeito: Cleide da Conceição Silva
  • Francisco Geremias de Medeiros----------------(2005/2008)
  • Vice-Prefeito: Cleide da Conceição Silva
  • Francisco Geremias de Medeiros----------------(2009/2012)
  • Vice-Prefeito: Jaílson Fausto Alves
  • Jaílson Fausto Alves--------------------------------(2013/2020)
  • Vice-Prefeito: Estevam José de Sousa Filho

Principais autores[editar | editar código-fonte]

Amaro Pedrosa (Nascido em 20/06/1924)

  • O Homem e o crédito – 2001
  • Tempos do fim – 2002
  • Evangelho em poesia e malabarismo político – 2004
  • Terra do Já teve – 2006

Daniel de Freitas Cavalcante (Nascido em 09/10/1939)

  • Um breve histórico de Lima Campos – 1998
  • Poemas e histórias que Conto – 2000
  • Janelas do Nordeste – 2002
  • O Construtor: Uma vida, muitos exemplos – 2006

Imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Resultado Final eleições 2012 no Maranhão. Página visitada em 13/01/2013.
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Maranhão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.