Bacabal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde maio de 2010). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Bacabal
"Princesa do Mearim"
"Capital do Médio Mearim"
Centro Comercial de Bacabal

Centro Comercial de Bacabal
Bandeira de Bacabal
Brasão de Bacabal
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 17 de abril de 1920
Fundação 17 de abril de 1920 (98 anos)
Gentílico bacabalense
Prefeito(a) Edvan Brandão de Farias[1] (PSC)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Bacabal
Localização de Bacabal no Maranhão
Bacabal está localizado em: Brasil
Bacabal
Localização de Bacabal no Brasil
04° 13' 30" S 44° 46' 48" O04° 13' 30" S 44° 46' 48" O
Unidade federativa  Maranhão
Mesorregião Centro Maranhense IBGE/2008 [2]
Microrregião Médio Mearim IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Olho d'Água das Cunhãs, São Mateus do Maranhão, Lago Verde, São Luís Gonzaga do Maranhão, Bom Lugar, Alto Alegre do Maranhão, Conceição do Lago Açu
Distância até a capital 240 km
Características geográficas
Área 1 683,074 km² [3]
População 103 020 hab. (MA: 9°) –  IBGE/2016[4]
Densidade 61,21 hab./km²
Altitude 38 m
Clima Clima tropical de estações úmida e seca
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,651 (MA: 13°) – médio PNUD/2010 [5]
PIB R$ 1 066 644 (MA: 8°) – IBGE/2014[6]
PIB per capita R$ 10 430,68 IBGE/2014[6]
Página oficial
Prefeitura www.bacabal.ma.gov.br

Bacabal é um município brasileiro do interior do estado do Maranhão, Região Nordeste do país. Localizado a cerca de 240 km de distância da capital do estado, São Luís. A população do município é de 103 020 habitantes, segundo estimativa do IBGE em 2016, e 1 683 km², tendo uma densidade demográfica de 59,43 hab/km² em 2010. É o município-sede da Região de Planejamento do Mearim.

História

Onde está a Praça Nossa Senhora da Conceição, o coronel Lourenço da Silva estabeleceu, em 1876, uma fazenda para cultivo do arroz, algodão e mandioca, aproveitando o trabalho escravo. Sobrevindo a abolição, a fazenda foi vendida ao Coronel Raimundo Alves d'Abreu (a propriedade passou a ser conhecida como Sítio dos Abreu), que passou a comercializar com libertos e índios, cujas malocas se erguiam na atual localização do bairro Juçaral.

Graças a fertilidade do terreno, topografia privilegiada e recursos naturais, o Sítio prosperou rapidamente. A grande afluência de imigrantes, principalmente nordestinos, muito contribuiu também para o desenvolvimento agrícola.

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bacabal, pela lei estadual nº 932, de 17 de abril de 1920, desmembrado de São Luís Gonzaga. O nome do município teve origem na grande quantidade de palmeiras de bacaba ali existentes nos primórdios de sua colonização.

Toponímia

O topônimo "Bacabal" tem origem na abundâncias de palmeiras de bacaba (macaba ou bacaba provém do tupi iwa-kawa e significa "fruta gorda, graxa").

Formação administrativa

Juizado de Bacabal
Fórum de Bacabal

Em 17 de abril de 1920, a Lei estadual nº 932 criou o distrito e o Município, com território desmembrado de São Luís Gonzaga do Maranhão. A instalação ocorreu a 7 de setembro do mesmo ano.

Bacabal é, desde a sua fundação, município-distrito. Sofreu desmembramentos em 1961, para formação dos municípios de Lago Verde (Lei nº 2.157, de 30 de novembro), Olho d'Água das Cunhãs (Lei nº 2.158, de 30 de novembro), e São Mateus do Maranhão (Lei nº 2.170, de 26 de dezembro).

Formação política

Em 1958 houve a primeira eleição dos poderes legislativo e executivo municipal. A disputa pela prefeitura foi vencida por Frederico Leda.

Formação judiciária

É sede de Comarca, criada em 1944 e instalada em 26 de março de 1945, havendo passado a 3ª entrância em 4 de dezembro de 1967, segundo a Lei nº 2.814.

Referente às demandas trabalhistas, Bacabal está na jurisdição do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região. Há uma Vara Federal do Trabalho, antes Junta de Conciliação e Julgamento, criada pela Lei 7.471, de 30 de abril de 1986, e instalada no início de 1987.

Em Bacabal também há sede do Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Justiça Federal e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), todos essenciais à administração da Justiça.

Infraestrutura

Transporte

  • Rodovia: A cidade é cortada pela BR-316, por onde passam diariamente centenas de carros. Se liga pela ponte de concreto sobre o Rio Mearim.
  • "'Aeroporto Municipal de Bacabal"': A cidade possui um aeroporto de porte pequeno. Já foi servida pela Penta Linhas Aéreas, mas hoje, devido à falta de investimento por parte do governo e as condições físicas, não pode operar tanto no sentido de passageiros quanto no de cargas.

Energia

A iluminação elétrica, inaugurada em 1931, teve sua primeira usina substituída por outra mais possante, estando atualmente sob responsabilidade da CEMAR.

A corrente distribuída é de 220 volts, frequência de 60 ciclos/segundo e o Município está recebendo energia da Hidrelétrica de Boa Esperança.

Saúde

Pertencente ao Sistema de Média e Alta Complexidade, é polo regional de saúde de outros 11 municípios. Possui os hospitais:

  • Hospital Materno Infantil (no momento atendendo crianças de 0 a 12 anos, e gestantes) (100 leitos[7])
  • Hospital Laura Vasconcelos (126 leitos[7])
  • Hospital Veloso Costa - atualmente desativado - (275 leitos, mais 18 leitos em UTI[7])
  • BIORIM (Hemodiálise, com 22 máquinas de proporção[7])

Geografia

A área municipal é estimada em 1 683,074 km², depois dos desmembramentos havidos. Limita-se com os municípios de Bom Lugar, Lago Verde, Conceição do Lago Açu, Lago do Junco, Alto Alegre do Maranhão, São Mateus do Maranhão, Olho d'Água das Cunhãs e São Luís Gonzaga do Maranhão.

Entre os principais acidentes geográficos, o principal é o rio Mearim que, atingindo o Município pela parte sul no lugar Vila Velha, alcança o norte em Lage do Curral, prosseguindo até o limite com Conceição do Lago Açu. É navegável e bastante piscoso. Foi, até o advento das rodovias, o veículo natural de comunicação do Município. Há também o igarapé Ipixuna, piscoso, que penetra na parte sul do Município, atravessa a rodovia BR-316 e deságua no Mearim, com o nome de Ipixuna-Açu.

O clima é quente e úmido, porém seco nós meses entre setembro e dezembro, nos quais registram as maiores temperaturas. Prolonga-se de janeiro a junho a época normal de chuvas. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), desde 1976 a menor temperatura registrada em Bacabal foi de 16,6 °C em 16 de dezembro de 1992,[8] e a maior atingiu 41,5 °C em 24 de outubro de 2012.[9] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 148,5 milímetros (mm) em 19 de março de 1999.[10] Abril de 1989, com 803,3 mm, foi o mês de maior precipitação.[11]

Dados climatológicos para Bacabal
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 39,6 40 37,2 36,7 37,5 37,2 36,9 40,1 40,7 41,5 41,2 41,1 41,5
Temperatura máxima média (°C) 32,7 32,4 32,3 32,3 32,7 32,7 33,1 34,7 36,1 36,2 35,6 34,4 33,8
Temperatura média compensada (°C) 27,2 26,9 26,8 27,3 27,2 27,1 27,3 28 28,9 29,1 28,9 28,3 27,8
Temperatura mínima média (°C) 22,8 23,2 23,4 23,6 23,8 22,9 22,3 22,6 23,1 23,5 23,8 23,5 23,2
Temperatura mínima recorde (°C) 17 17 19,5 18,4 20 18,1 16,9 17,6 18,3 18,8 18,1 16,6 16,6
Precipitação (mm) 263,8 263,8 390,4 358,4 195 54,6 17,9 14,6 10,6 35,4 67,8 135,3 1 807,6
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 16 16 21 20 13 6 2 1 2 4 5 9 115
Umidade relativa compensada (%) 82 83,7 84,8 85,1 80,8 76,9 73,4 68,3 65,5 66,4 68,5 74,8 75,9
Horas de sol 155,4 138,4 140,6 148,6 199,1 241,3 262,1 272,3 241,2 214,5 186,4 176,9 2 376,8
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[12] recordes de temperatura: 01/09/1976-presente)[8][9]

Demografia

Em 1950, segundo o recenseamento, a população do município era de 54 949 habitantes. De acordo com o censo de 2010, a população se compunha de 102 265 pessoas habitantes. Deste total de habitantes mais de 77 860 residem na zona urbana e aproximadamente 22 154 na zona rural.

Religião

Catolicismo

O culto católico é praticado nas igreja e as principais são a Catedral de Santa Terezinha, Santuário Igreja Matriz de São Francisco das Chagas (cuja paróquia tem jurisdição sobre as capelas das cidades de Bom Lugar e Lago Verde), Paróquia de Sant'Ana e São Joaquim e capelas, entre as quais está a de Nossa Senhora da Conceição da Porta Aberta, onde também localiza-se a Cúria Diocesana e a residência Episcopal.

Em 1 de novembro de 1968 foi instalada a Diocese de Bacabal, com a posse de D. Pascásio Rettler, OFM, que permaneceu no cargo até 1990. Seus sucessores: D. Henrique, OFM, passando um período de vacância (ausência de um Bispo) foi administrada por frei Frederico, OFM. Em fevereiro de 2000 assumiu a Diocese D. José Belisário da Silva, OFM, permanecendo no cargo até o ano de 2005, quando foi nomeado Arcebispo de São Luís do Maranhão, o mais alto posto do Clero maranhense, que foi substituído por D. Armando Gutierrez, FAM.

Na cidade é realizada uma Procissão do Fogaréu.

Igrejas evangélicas

Entre as Igrejas protestantes citam-se a Batista Pioneira, Igreja Adventista do Sétimo Dia, Primeira Igreja Batista , Igreja Presbiteriana do Brasil, Igreja Batista da Paz, Igreja Batista de Bacabal, Igreja Batista El-Shammah, Comunidade Cristã de Bacabal e Igreja Evangélica Assembleia de Deus Missão, na qual tem como pastor presidente o Pastor Claudivino Feitosa Ferreira, que inaugurou e até hoje desempenha papel missionario em Bacabal.

Cultos de matriz africana

Há, ainda, inúmeros centros espirituais onde são cultivados os ensinamentos dos cultos de matriz africana, destacando-se a comunidade de Catucá, um remanescente quilombola onde quase 100% da população é seguidor dos princípios da Umbanda, realizando anualmente um grande festejo.

Galeria de imagens

Referências

  1. Presidente da Câmara municipal Edvan Brandão de Farias é o novo prefeito de Bacabal Portal do Manum - acessado em 18 de junho de 2018
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  4. «ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NO BRASIL E UNIDADES DA FEDERAÇÃO COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1º de julho de 2016. Consultado em 19 de janeiro de 2016. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2012. 
  6. a b «Pib dos municípios maranhenses». IBGE. 2014. Consultado em 19 de janeiro de 2014. 
  7. a b c d «CNES Web - Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde». Consultado em 20 de dezembro de 2009. 
  8. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Bacabal». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de junho de 2018. 
  9. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Bacabal». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de junho de 2018. 
  10. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Bacabal». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de junho de 2018. 
  11. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Bacabal». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de junho de 2018. 
  12. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de junho de 2018. 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bacabal