Bacuri (Maranhão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Bacuri
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 2 de Janeiro
Fundação 2 de janeiro de 1962
Gentílico bacuriense
Prefeito(a) José Baldoino da Silva Nery[1] (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Bacuri
Localização de Bacuri no Maranhão
Bacuri está localizado em: Brasil
Bacuri
Localização de Bacuri no Brasil
01° 42' 10" S 45° 08' 02" O01° 42' 10" S 45° 08' 02" O
Unidade federativa  Maranhão
Mesorregião Norte Maranhense IBGE/2008 [2]
Microrregião Litoral Ocidental Maranhense IBGE/2008 [2]
Distância até a capital 520 km km
Características geográficas
Área 788,062 km² [3]
População 16 626 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 21,1 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,594 baixo PNUD/2000 [5]
PIB R$ 41 860,509 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 2 537,00 IBGE/2008[6]
Página oficial

Bacuri é um município brasileiro do estado do Maranhão. Sua população estimada em 2010 era de 16.626 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Bacuri foi elevado à categoria de município pela lei estadual nº 2154 de 16 de dezembro de 1961 e instalado em 2 de janeiro de 1962.[7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Bacuri encontra-se localizada na Baixada Maranhense à noroeste da Ilha de São Luís (Upaon-Açu).

Clima[editar | editar código-fonte]

A região é caracterizada pelo clima tropical.

Política[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2015, uma operação da Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, o Gaeco, do Maranhão prendeu o prefeito Richard Nixon (PMDB), eleito vice-prefeito nas eleições de 2012, na época substituindo o prefeito Baldoíno (PP), por suspeitas de desvios de recursos públicos.[8] Além dele foi preso o prefeito de Marajá do Sena, Edvan Costa (PMN) e o ex-prefeito, Perachi Roberto Farias.[8] A operação foi desdobramento da investigação do assassinato de Décio Sá em 2012 e que resultou na descoberta de um esquema de agiotagem praticado em mais de 40 prefeituras do Maranhão, liderado por José de Alencar Miranda Carvalho e seu filho, Gláucio Alencar Pontes Carvalho.[8]

Referências

  1. Resultado Final eleições 2012 no Maranhão. Página visitada em 13/01/2013.
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  7. «IBGE - cidades@ - Histórico - BACURI (ma)». ibge.gov.br. Consultado em 10 de junho de 2012. 
  8. a b c «Operação prende suspeitos de crime de agiotagem no Maranhão». G1.com. 05/05/2015. Consultado em 06/07/2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Maranhão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.