São Bernardo (Maranhão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de São Bernardo
"A Matriz"
Bandeira de São Bernardo
Brasão de São Bernardo
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 29 de março
Fundação 29 de março de 1938 (80 anos)
Gentílico bernardense
Prefeito(a) João Igor[1] (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de São Bernardo
Localização de São Bernardo no Maranhão
São Bernardo está localizado em: Brasil
São Bernardo
Localização de São Bernardo no Brasil
03° 21' 39" S 42° 25' 04" O03° 21' 39" S 42° 25' 04" O
Unidade federativa  Maranhão
Mesorregião Leste Maranhense IBGE/2008 [2]
Microrregião Baixo Parnaíba Maranhense IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Magalhães de Almeida, Araioses, Água Doce do Maranhão, Santana do Maranhão, Santa Quitéria do Maranhão, e Luzilândia.
Distância até a capital 375 km
Características geográficas
Área 1 006,920 km² [3]
População 28 020 hab. IBGE/2016[4]
Densidade 27,83 hab./km²
Altitude 43 m
Clima semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,538 baixo PNUD/2000 [5]
PIB R$ 77 463,196 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 2 948,40 IBGE/2008[6]

São Bernardo é um município brasileiro do interior do estado do Maranhão, Região Nordeste do país. Localiza-se a uma latitude 03º21'41" sul e a uma longitude 42º25'04" oeste, estando a uma altitude de 43 metros. Sua população é de 28.020 habitantes, segundo estimativa do IBGE em 2016 e uma extensão territorial de 1.006,920 km².

O município é sede da Região de Planejamento do Delta do Parnaíba (Lei Complementar 108/2007).

Influenciado político de José Coutinho de Almeida, Bernardo Onésimo de Almeida, Antonio Couto Meireles e Coriolano Coelho de Almeida grandes oligarcas da cidade[carece de fontes?]. É marcado economicamente por Bernardo Andrade Costa, ou, como era conhecido, "Costinha", por seu grande papel em difundir o comércio bernardense.

Religiosamente, é conhecido pelo "Festejo de São Bernardo" - festa que acontece em todo mês de agosto e que, por conseguinte, leva a recordação do Santo padroeiro da cidade.

História[editar | editar código-fonte]

Muito se tem especulado sobre o marco inicial da civilização no território em que hoje se encontra instalado o município de São Bernardo. Entretanto, nada se pode afirmar categoricamente, em vista da ausência de documentação. Permanece a tradição de que as primeiras investidas no território municipal se processaram através dos padres jesuítas, no século XVIII. Realmente, no ano de 1700, impulsionados pelo sublime ideal lançaram-se à tarefa de catequizar índios, para o que tivessem de se embrenhar por densas florestas e inóspitas paragens, chegando até o local onde é hoje a cidade de São Bernardo. O sítio que escolheram para ponto de partida de suas incursões pelas circunvizinhanças acha-se à margem de um pequeno rio a que deram o nome de Buriti.

Como ser natural, aí plantaram os padres, como marco assinalador de seus propósitos evangelizadores, uma igreja, edificada sob o patrocínio e invocação de São Bernardo, a qual em breve desapareceu, surgindo uma outra, em 1798, de estilo simples, colonial, e com uma torre de relativa altura. Ainda hoje existente, essa igreja que tomou

o nome de Matriz, em virtude de aquele tempo, servir de sede da circunscrição Jesuíta, permanece, em nossos dias, como vivo atestado da ação civilizadora daqueles padres.

Com a construção do templo, lançaram-se os Jesuítas, auxiliados por outros elementos, especialmente negros cativos, à tarefa de devassar a terra descoberta, cujo domínio se estende até a margem do rio Parnaíba, na Boca do Bebedouro de São Pedro, foz do igarapé São José, lagoas Bacuri e Santo Agostinho, onde, ainda em nossos dias, podem ser encontrados eloquentes vestígios da ação eclesiástica, como uma grande feitoria e fazenda de criação de gado bovino, atualmente de propriedade do fazendeiro Dácio Almeida.

Para que os Jesuítas fossem bem sucedidos na colonização das novas terra, foram também ajudados, enormemente, pelo indígena, que se supõe serem os índios gamelas do tribo tupinambás que, como bons pescadores, habitavam, de preferência, as margens dos rios e lagoas.

Devassado o território, deu-se início à exploração das terras, por demais férteis, através da intensificação da agricultura e da pecuária que mesmo no dias presentes, continuam a se constituir na principais fontes de riqueza municipal.

Formação administrativa[editar | editar código-fonte]

Distrito criado com a denominação de Bernardo do Parnaíba, pela lei provincial nº 121, de 04-10-1841, subordinado ao município de Caxias.

Elevado à categoria de vila com a denominação de São Bernardo do Parnaíba, pela lei provincial nº 550, de 30-07-1859, desmembrado de Caxias. Sede na atual vila de São Bernardo do Parnaíba.

Pela lei municipal nº 30, de 26-09-1910, são criados os distritos de Melancias e Santa Quitéria e anexado ao município de São Bernardo.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911 é constituído de 3 distritos: São Bernardo do Parnaíba, Melancias e Santa Quitéria. Pelo decreto estadual nº 75, de 22-04-1931, é extinto o município de São Bernardo do Parnaíba, sendo seu território anexado ao novo município de Santa Quitéria.Elevado novamente a categoria de município pelo decreto estadual nº 235, de 07-01-1932. Sob o mesmo decreto extingui o município de Santa Quitéria. Pelo decreto estadual nº 539, de 16-12-1933, são extintos os municípios de São Bernardo e Santa Quitéria, sendo seus territórios anexados ao município de Brejo. Em divisão administrativa referente ao ano de1933, São Bernardo figura como distrito no município de Brejo.Elevado novamente à categoria de município com a denominação de São Bernardo, pela lei estadual nº 875, de 15-07-1935, desmembrado de Brejo.Em divisão territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município

aparece constituído de 2 distritos: São Bernardo e Magalhães de Almeida.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.

Pela lei estadual nº 771, de 01-09-1952, desmembra do município de São Bernardo o distrito de Magalhães de Almeida. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de I-VII-1960. o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Referências

  1. Resultado Final eleições 2016 no Maranhão. Página visitada em 28/12/2016.
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  4. «Censo Populacional 2016». Censo Populacional 2016. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2016. Consultado em 11 de dezembro de 2016. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Maranhão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.