Araioses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Araioses
"Portal do Delta"
Bandeira de Araioses
Brasão de Araioses
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 29 de março
Fundação 29 de março de 1938 (81 anos)
Gentílico araiosense
Lema Deus no Controle
Prefeito(a) Cristino Gonçalves Araújo. (PSDC)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Araioses
Localização de Araioses no Maranhão
Araioses está localizado em: Brasil
Araioses
Localização de Araioses no Brasil
02° 53' 24" S 41° 54' 10" O02° 53' 24" S 41° 54' 10" O
Unidade federativa Maranhão
Mesorregião Leste Maranhense IBGE/2008[1]
Microrregião Baixo Parnaíba Maranhense IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes N - Oceano Atlântico, S -São Bernardo, O - Água Doce do Maranhão L - Parnaíba-PI
Distância até a capital 409 km
Características geográficas
Área 1 782,564 km² [2]
População 46 103 hab. (MA: 28°) –  IBGE/2018Erro de citação: Elemento <ref> inválido; nomes inválidos (por exemplo, são demasiados)
Densidade 25,86 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
PIB R$ 222 093 mil (MA: 54°) – IBGE/2014[3]
PIB per capita R$ 2 916,87 IBGE/2008[3]

Araioses é um município brasileiro do estado do Maranhão. Possui uma população de 46.103 habitantes (Estimativa de 2018).

História[editar | editar código-fonte]

Araioses já foi Aldeia, Povoado e Vila, passou a condição de cidade no dia 29 de março de 1938 (81 anos), pela Lei Estadual nº 045. A religião católica é predominante no município sendo festejada anualmente a Padroeira de Araióses Nossa Senhora da Conceição de 29 de nov. a 08 de dez. na Igreja Matriz da cidade e vários outros santos na sede e no interior do município.

A origem de Araioses dá por volta de 1769, quando um grupo de índios separados dos Tremenbés, tribo que habitava grande parte do litoral maranhense e passaram a se autodenominarem de Araios, se instalaram no local onde é atualmente o povoado de Aldeias e ali viviam da caça, da pesca, do plantio de Mandioca e do milho.

No dia 22 de abril de 1741 chegou a aldeia dos índios Araios um mestiço baiano chamado de João de Deus que logo após os primeiros contatos com o cacique Arinhã Magu e sua tribo, acompanhado de sua esposa D. Mariana, firmou um pacto de amizade com os índios e num gesto de reconhecimento, incorporou a seu nome a palavra Magu, em homenagem ao grande cacique e daí em diante passou a ser chamado João de Deus Magu.

A partir daí a história de Araioses está intimamente ligada a João de Deus Magu. Como acontecia nas comunidades civilizadas, dividiu os índios em grupos de famílias, loteou a aldeia, construiu casas para eles, vestiu-os e em 1743 construiu o primeiro campo agrícola da região de onde extraiu uma produção extraordinária de algodão.

Em 1748 construiu uma capela cuja padroeira era Nossa Senhora da Conceição.

Em 1751 o povoado já contava com 20 casas. Neste ano, João de Deus Magu, foi a São Luís pedir ao Bispo do Maranhão para que designasse um padre para rezar a primeira missa e batizar os índios já todos civilizados. Em 1752 chegou à comunidade o Padre Inácio Pereira da Fonseca onde, no dia 15 de agosto, rezou missa e batizou os índios, na capela Nossa Senhora da Conceição. Este fato marcou época na história do município; é a data da fundação do povoado de Araioses.

Teve sua origem na aldeia dos índios Araios, da ramificação dos Tapuias e que habitavam o Norte do Piauí e o Leste do Maranhão. Foram disseminados pela ação dos colonizadores contrabandistas e piratas portugueses. Antes, porém, se sedentarizaram dando origem a uma aldeia, que transformou-se em freguesia, vila e em 29 de março de 1938 elevou-se a categoria de cidade.

Sua economia baseava-se na produção de cana-de-açúcar, cera-de-carnaúba, algodão, arroz e demais gêneros alimentícios temporios.

Araióses hoje se difere do passado, seu desenvolvimento apresenta-se de um crescimento vegetativo em face da globalização.

O município é privilegiado por natureza, situa-se às proximidades do Delta das Américas, podendo assim, desenvolver seu potencial.

Hino da Cidade[editar | editar código-fonte]

Salve, ó Terra de Heróis destemidos Que buscas o progresso e a aventura, Não temas os caminhos vencidos. Tudo alcanças com fé e bravura, Teu trabalho e o teu nome, então, Contemplam o poder da Nação Estribilho Araióses, Araióses És a Terra da paz e do amor... Tua gente venturosa, Enobrece o teu grande esplendor. Seja sempre constante tua glória Aos teus filhos que esperam o porvir E aos passos mais altos da História do Brasil vós haverás de unir; Sobre nós permaneça a grandeza Sublimada pela Natureza.

Composto em 10/06/1974.

Letra e Música: Raimundo Nonato das Chagas (+ 1927 * 2004);

Símbolos[editar | editar código-fonte]

A Bandeira[editar | editar código-fonte]

A Bandeira de Araioses foi projetada e aprovada de acordo com alguns princípios tradicionais, históricos e representativos do Município. Nela, há seis pontos referenciais, com significação própria, a saber:

- A cor branca – a paz, que é o anseio de toda a humanidade.

- A faixa alaranjada – o rio Santa Rosa, às margens do qual se assenta a cidade, em meio a uma paisagem panorâmica e esbelta.

- A azul – a coloração da abóbada celeste, fonte de inspiração à arte, música e à poesia.

- O círculo solar – representa o astro-rei, fonte de vida, de luz e de calor.

- O pé de cana-de-açúcar - significa um dos gêneros da produção agrícola que era cultivado no município.

- O índio Araio – é o personagem central da história de Araioses, ou a tribo dos Índios Araios (Arayós), na foz do rio Magu, que deu origem ao aldeamento que deu andamento à criação da futura freguesia (paróquia), vila e cidade araiosense.

O Brasão[editar | editar código-fonte]

Compreendendo o Brasão...

- O verde representa nossos manguezais;

- A trilha sinuosa em azul, é o nosso rio Santa Rosa que deu origem a vila de Nossa Senhora da Conceição, que hoje é o município de Araioses;

- As elevações brancas e abauladas, são as nossas dunas das ilhas do Caju, Canárias e Poldros;

- Azul claro é o nosso céu tropical e no canto superior esquerdo fica o sol se pondo por trás das dunas;

- A estrela fora do escudo, representa o nascimento do novo município e com ele a esperança de um povo;

- Por fora do escudo, no lado esquerdo, temos um pé de cana, cultura abundante nos primórdios de Araioses, de onde se fabricava rapadura, aguardente e o açúcar mascavo.

- No lado direito, uma carnaubeira, representando uma das maiores riquezas no passado, pois o pó da palha da carnaúba, por muitos anos, colocou Araioses, como um dos municípios mais rico do baixo Parnaíba.

- As datas contidas no brasão indicam:

  • 15 - 05 - 1893 – data em que o povoado foi elevado à categoria de Vila;
  • 29 - 03 - 1938 – data da Criação do Município de Araioses - MA.

Formação Administrativa[editar | editar código-fonte]

Distrito criado com a denominação de Araioses, pela Resolução Régia, de 18-06-1757.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Araioses, pela lei estadual nº 53, de 1505-1893, desmembrado de Tutóia. Sede no antiga vila de Araioses. Constituído do distrito sede. Não temos até hoje a data de Instalação.

Pela lei municipal de 21-12-1901, são criados os distritos de Angico, Ilha Poções e Magu e anexado ao município de Araioses. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos: Araioses, Ilha Poções, Magu e Angico. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede. Não figurando os três distritos da divisão de 1911. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pela lei estadual nº 269, de 31-12-1948, é criado o distrito de Frecheiras e anexado ao município de Araioses. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constiuído de 2 distritos:

Araioses e Frecheiras.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-I-1991.

Pela lei estadual nº 6197, de 10-11-1994, desmembra do município de Araioses o distrito deFrecheiras, passando a constituir ao distrito sede do novo município de Água Doce.

Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Fonte:IBGE

Lei de Criação[editar | editar código-fonte]

MUNICÍPIO DE ARAIOSES

Lei n° 269 de 31 de Dezembro de 1948. Cria o Município de ARAIOSES do

Maranhão e dá outras providências.

LIMITES MUNICIPAIS

1 – Com o OCEANO ATLÂNTICO:

Começa no limite das águas territoriais, defronte à Barra do Carrapato; segue por esse limite, até defrontar a Barra das Canárias.

2 – Com o ESTADO DO PIAUI:

Começa no limite das águas territoriais brasileiras, defronte à Barra das Canárias, foz principal do Parnaíba; segue a referida e daí pelo Parnaíba à montante, até o lugar denominado Bebedouro de São Pedro, à margem esquerda desse Rio.

3 – Com o Município de SÃO BERNARDO:

Começa no lugar denominado Bebedouro de São Pedro, à margem esquerda do Parnaíba; segue por um alinhamento reto, à passagem do Magú, à margem esquerda do Rio Magú.

4 - Com o Município de TUTÓIA:

Começa na passagem do Magú, à margem esquerda do Rio Magú; segue por um alinhamento reto, à margem direita do Igarapé Frecheira-Grande, onde este Igarapé é atravessado pela linha telegráfica Tutoia-Araioses, defronte ao Povoado Frecheira-Grande; segue pelo referido Igarapé à jusante e daí por adiante, deixando, para Araioses as Ilhas de São Bernardo das Graças e do Carrapato, e para Tutoia, as Ilhas de Igoronhom, da Beirada Funda e do Enforcado, até sair no canal da barra do Carrapato; segue por essa barra, separando a Ilha do Cajú (município de Araioses) da Ilha Grande do Paulino (município de Tutoia) até a sua bôca no Oceano, e prossegue até o limite das águas territoriais.

DIVISAS INTERDISTRITAIS

1 – Entre os distritos de ARAIOSES e FRECHEIRAS:

Começa no lugar do marco, no limite com o Município de Tutoia, onde o Igarapé Carnaubeiras fica próximo dêsse limite; segue a êsse Igarapé e pelo seu curso à jusante, até sua foz à margem esquerda do Rio Santa Rosa; segue pelo veio desse Rio e pelo meio da Baia do Cajú, deixando para Frecheiras as Ilhas Coroatá de Dentro, Bagre Assado e a do Cajú, além de outras pequenas, e prossegue até o limite das águas territoriais.

Este texto não substitui o original publicado em imprensa oficial.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município encontra-se na região nordeste do Estado do Maranhão, e é uma das portas de entrada para o Delta do Rio Parnaíba.

O município de Araioses compreende uma área de 1.782,5 km². Incluindo a parte continental e insular (Ilha das Canárias, Ilha do Caju, Ilha dos Poldros e etc...). Está localizado a uma altitude de 6 metros acima do nível do mar.

Situa-se ao leste , na microrregião do Baixo Parnaíba, limita-se ao Norte com o Oceano Atlântico, ao Sul com os municípios de Magalhães de Almeida e São Bernardo, ao Leste com o Rio Parnaíba, e ao Oeste com os municípios de Água Doce e Santana do Maranhão.

Sua população, de acordo com o Censo-2010, é de 42.505 habitantes, sendo 12.045 na parte urbana e na área rural 30.460 pessoas. Sua densidade demográfica é de 23,84 hab/km².

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município localiza-se às margens do Rio Santa Rosa (afluente do Parnaíba) e é cortado pelo Rio Magu, rio este que tem nascentes no município de Santana do Maranhão.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Pontos Turísticos[editar | editar código-fonte]

  • Praia do Farol
  • Dunas Morro do Meio
  • Praia do Feijão Bravo
  • Ilha do Caju
  • Barra do Meio
  • Ilha dos Guarás
  • Ilha dos Poldros
  • Ilha das Canárias
  • Ilha do Guajiru
  • Balneário de Barreiras
  • Balneário Cana-brava
  • Balneário São Raimundo
  • Balneário de Ponta Grossa
  • Balneário Mangueira
  • Balneário Mexeira
  • Balneário Melancias

Além disso, há outras quase 60 ilhas do, Delta das Américas dos limites do município

Eventos e Comemorações[editar | editar código-fonte]

  • Janeiro: Festejos de São Sebastião
  • Fevereiro: Tradicional Carnaval de Araioses (Maior Carnaval do Baixo Parnaíba)
  • Março: Aniversário da Cidade, 29 de março
  • Junho: Festival de Quadrilhas de Araioses
  • Julho: CarnAraioses - Carnaval Fora de Época de Araioses
  • Agosto: Festejos de São Raimundo Nonato
  • Setembro: Festival de Caranguejo (Maior Festival Gastrônomico do Interior do Maranhão, várias atrações musicais)
  • Dezembro: Festejos de Nossa Senhora da Conceição

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Pib dos municípios maranhenses». IBGE. 2014. Consultado em 19 de janeiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Maranhão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.