Araioses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Araioses
"Portal do Delta"
Araioses-delta-das-americas.jpg

Bandeira de Araioses
Brasão de Araioses
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 29 de março
Fundação 29 de março de 1938 (80 anos)
Gentílico araiosense
Lema Forte com o povo
Prefeito(a) Cristino Gonçalves Araújo. (PSDC)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Araioses
Localização de Araioses no Maranhão
Araioses está localizado em: Brasil
Araioses
Localização de Araioses no Brasil
02° 53' 24" S 41° 54' 10" O02° 53' 24" S 41° 54' 10" O
Unidade federativa  Maranhão
Mesorregião Leste Maranhense IBGE/2008[1]
Microrregião Baixo Parnaíba Maranhense IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes N - Oceano Atlântico, S -São Bernardo, O - Água Doce do Maranhão L - Parnaíba-PI
Distância até a capital 306 km
Características geográficas
Área 1 782,564 km² [2]
População 45 680 hab. (MA: 28°) –  IBGE/2016[3]
Densidade 25,63 hab./km²
Clima Topical úmido Aw'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,721 (MA: 193°) – elevado PNUD/2010[4]
PIB R$ 222 093 mil (MA: 54°) – IBGE/2014[5]
PIB per capita R$ 2 916,87 IBGE/2008[5]

Araioses é um município brasileiro do estado do Maranhão. Possui uma população de 45.680 habitantes (Estimativa de 2016).

História[editar | editar código-fonte]

Araioses já foi Aldeia, Povoado e Vila, passou a condição de cidade no dia 29 de março de 1938 (80 anos), pela Lei Estadual nº 045. A religião católica é predominante no município sendo festejada anualmente a Padroeira de Araióses Nossa Senhora da Conceição de 29 de nov. a 08 de dez. na Igreja Matriz da cidade e vários outros santos na sede e no interior do município.

A origem de Araioses dá por volta de 1769, quando um grupo de índios separados dos Tremenbés, tribo que habitava grande parte do litoral maranhense e passaram a se autodenominarem de Araios, se instalaram no local onde é atualmente o povoado de Aldeias e ali viviam da caça, da pesca, do plantio de Mandioca e do milho.

No dia 22 de abril de 1741 chegou a aldeia dos índios Araios um mestiço baiano chamado de João de Deus que logo após os primeiros contatos com o cacique Arinhã Magu e sua tribo, acompanhado de sua esposa D. Mariana, firmou um pacto de amizade com os índios e num gesto de reconhecimento, incorporou a seu nome a palavra Magu, em homenagem ao grande cacique e daí em diante passou a ser chamado João de Deus Magu.

A partir daí a história de Araioses está intimamente ligada a João de Deus Magu. Como acontecia nas comunidades civilizadas, dividiu os índios em grupos de famílias, loteou a aldeia, construiu casas para eles, vestiu-os e em 1743 construiu o primeiro campo agrícola da região de onde extraiu uma produção extraordinária de algodão.

Em 1748 construiu uma capela cuja padroeira era Nossa Senhora da Conceição.

Em 1751 o povoado já contava com 20 casas. Neste ano, João de Deus Magu, foi a São Luís pedir ao Bispo do Maranhão para que designasse um padre para rezar a primeira missa e batizar os índios já todos civilizados. Em 1752 chegou à comunidade o Padre Inácio Pereira da Fonseca onde, no dia 15 de agosto, rezou missa e batizou os índios, na capela Nossa Senhora da Conceição. Este fato marcou época na história do município; é a data da fundação do povoado de Araioses.

Teve sua origem na aldeia dos índios Araios, da ramificação dos Tapuias e que habitavam o Norte do Piauí e o Leste do Maranhão. Foram disseminados pela ação dos colonizadores contrabandistas e piratas portugueses. Antes, porém, se sedentarizaram dando origem a uma aldeia, que transformou-se em freguesia, vila e em 29 de março de 1938 elevou-se a categoria de cidade.

Sua economia baseava-se na produção de cana-de-açúcar, cera-de-carnaúba, algodão, arroz e demais gêneros alimentícios temporios.

Araióses hoje se difere do passado, seu desenvolvimento apresenta-se de um crescimento vegetativo em face da globalização.

O município é privilegiado por natureza, situa-se às proximidades do Delta das Américas, podendo assim, desenvolver seu potencial.

Hino da Cidade[editar | editar código-fonte]

Salve, ó Terra de Heróis destemidos Que buscas o progresso e a aventura, Não temas os caminhos vencidos. Tudo alcanças com fé e bravura, Teu trabalho e o teu nome, então, Contemplam o poder da Nação Estribilho Araióses, Araióses És a Terra da paz e do amor... Tua gente venturosa, Enobrece o teu grande esplendor. Seja sempre constante tua glória Aos teus filhos que esperam o porvir E aos passos mais altos da História do Brasil vós haverás de unir; Sobre nós permaneça a grandeza Sublimada pela Natureza.

Composto em 10/06/1974.

Letra e Música: Raimundo Nonato das Chagas (+ 1927 * 2004);

Símbolos[editar | editar código-fonte]

A Bandeira[editar | editar código-fonte]

A Bandeira de Araioses foi projetada e aprovada de acordo com alguns princípios tradicionais, históricos e representativos do Município. Nela, há seis pontos referenciais, com significação própria, a saber:

- A cor branca – a paz, que é o anseio de toda a humanidade.

- A faixa alaranjada – o rio Santa Rosa, às margens do qual se assenta a cidade, em meio a uma paisagem panorâmica e esbelta.

- A azul – a coloração da abóbada celeste, fonte de inspiração à arte, música e à poesia.

- O círculo solar – representa o astro-rei, fonte de vida, de luz e de calor.

- O pé de cana-de-açúcar - significa um dos gêneros da produção agrícola que era cultivado no município.

- O índio Araio – é o personagem central da história de Araioses, ou a tribo dos Índios Araios (Arayós), na foz do rio Magu, que deu origem ao aldeamento que deu andamento à criação da futura freguesia (paróquia), vila e cidade araiosense.

O Brasão[editar | editar código-fonte]

Compreendendo o Brasão...

- O verde representa nossos manguezais;

- A trilha sinuosa em azul, é o nosso rio Santa Rosa que deu origem a vila de Nossa Senhora da Conceição, que hoje é o município de Araioses;

- As elevações brancas e abauladas, são as nossas dunas das ilhas do Caju, Canárias e Poldros;

- Azul claro é o nosso céu tropical e no canto superior esquerdo fica o sol se pondo por trás das dunas;

- A estrela fora do escudo, representa o nascimento do novo município e com ele a esperança de um povo;

- Por fora do escudo, no lado esquerdo, temos um pé de cana, cultura abundante nos primórdios de Araioses, de onde se fabricava rapadura, aguardente e o açúcar mascavo.

- No lado direito, uma carnaubeira, representando uma das maiores riquezas no passado, pois o pó da palha da carnaúba, por muitos anos, colocou Araioses, como um dos municípios mais rico do baixo Parnaíba.

- As datas contidas no brasão indicam:

  • 15 - 05 - 1893 – data em que o povoado foi elevado à categoria de Vila;
  • 29 - 03 - 1938 – data da Criação do Município de Araioses - MA.

Formação Administrativa[editar | editar código-fonte]

Distrito criado com a denominação de Araioses, pela Resolução Régia, de 18-06-1757.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Araioses, pela lei estadual nº 53, de 1505-1893, desmembrado de Tutóia. Sede no antiga vila de Araioses. Constituído do distrito sede. Não temos até hoje a data de Instalação.

Pela lei municipal de 21-12-1901, são criados os distritos de Angico, Ilha Poções e Magu e anexado ao município de Araioses. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos: Araioses, Ilha Poções, Magu e Angico. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede. Não figurando os três distritos da divisão de 1911. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pela lei estadual nº 269, de 31-12-1948, é criado o distrito de Frecheiras e anexado ao município de Araioses. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constiuído de 2 distritos:

Araioses e Frecheiras.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-I-1991.

Pela lei estadual nº 6197, de 10-11-1994, desmembra do município de Araioses o distrito deFrecheiras, passando a constituir ao distrito sede do novo município de Água Doce.

Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Fonte:IBGE

Lei de Criação[editar | editar código-fonte]

MUNICÍPIO DE ARAIOSES

Lei n° 269 de 31 de Dezembro de 1948. Cria o Município de ARAIOSES do

Maranhão e dá outras providências.

LIMITES MUNICIPAIS

1 – Com o OCEANO ATLÂNTICO:

Começa no limite das águas territoriais, defronte à Barra do Carrapato; segue por esse limite, até defrontar a Barra das Canárias.

2 – Com o ESTADO DO PIAUI:

Começa no limite das águas territoriais brasileiras, defronte à Barra das Canárias, foz principal do Parnaíba; segue a referida e daí pelo Parnaíba à montante, até o lugar denominado Bebedouro de São Pedro, à margem esquerda desse Rio.

3 – Com o Município de SÃO BERNARDO:

Começa no lugar denominado Bebedouro de São Pedro, à margem esquerda do Parnaíba; segue por um alinhamento reto, à passagem do Magú, à margem esquerda do Rio Magú.

4 - Com o Município de TUTÓIA:

Começa na passagem do Magú, à margem esquerda do Rio Magú; segue por um alinhamento reto, à margem direita do Igarapé Frecheira-Grande, onde este Igarapé é atravessado pela linha telegráfica Tutoia-Araioses, defronte ao Povoado Frecheira-Grande; segue pelo referido Igarapé à jusante e daí por adiante, deixando, para Araioses as Ilhas de São Bernardo das Graças e do Carrapato, e para Tutoia, as Ilhas de Igoronhom, da Beirada Funda e do Enforcado, até sair no canal da barra do Carrapato; segue por essa barra, separando a Ilha do Cajú (município de Araioses) da Ilha Grande do Paulino (município de Tutoia) até a sua bôca no Oceano, e prossegue até o limite das águas territoriais.

DIVISAS INTERDISTRITAIS

1 – Entre os distritos de ARAIOSES e FRECHEIRAS:

Começa no lugar do marco, no limite com o Município de Tutoia, onde o Igarapé Carnaubeiras fica próximo dêsse limite; segue a êsse Igarapé e pelo seu curso à jusante, até sua foz à margem esquerda do Rio Santa Rosa; segue pelo veio desse Rio e pelo meio da Baia do Cajú, deixando para Frecheiras as Ilhas Coroatá de Dentro, Bagre Assado e a do Cajú, além de outras pequenas, e prossegue até o limite das águas territoriais.

Este texto não substitui o original publicado em imprensa oficial.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município encontra-se na região nordeste do Estado do Maranhão, e é uma das portas de entrada para o Delta do Rio Parnaíba.

O município de Araioses compreende uma área de 1.782,5 km². Incluindo a parte continental e insular (Ilha das Canárias, Ilha do Caju, Ilha dos Poldros e etc...). Está localizado a uma altitude de 6 metros acima do nível do mar.

Situa-se ao leste , na microrregião do Baixo Parnaíba, limita-se ao Norte com o Oceano Atlântico, ao Sul com os municípios de Magalhães de Almeida e São Bernardo, ao Leste com o Rio Parnaíba, e ao Oeste com os municípios de Água Doce e Santana do Maranhão.

Sua população, de acordo com o Censo-2010, é de 42.505 habitantes, sendo 12.045 na parte urbana e na área rural 30.460 pessoas. Sua densidade demográfica é de 23,84 hab/km².

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município localiza-se às margens do Rio Santa Rosa (afluente do Parnaíba) e é cortado pelo Rio Magu, rio este que tem nascentes no município de Santana do Maranhão.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Pontos Turísticos[editar | editar código-fonte]

  • Praia do Farol
  • Praia do Feijão Bravo
  • Ilha do Caju
  • Barra do Meio
  • Ilha dos Guarás
  • Ilha dos Poldros
  • Ilha das Canárias
  • Ilha do Guajiru
  • Balneário de Barreiras
  • Balneário Cana-brava
  • Balneário São Raimundo
  • Balneário de Ponta Grossa
  • Balneário Mangueira
  • Balneário Mexeira
  • Balneário Melancias

Além disso, há outras quase 60 ilhas do, Delta das Américas dos limites do município

Eventos e Comemorações[editar | editar código-fonte]

  • Janeiro: Festejos de São Sebastião
  • Fevereiro: Tradicional Carnaval de Araioses (Maior Carnaval do Baixo Parnaíba)
  • Março: Aniversário da Cidade, 29 de março
  • Junho: Festival de Quadrilhas de Araioses
  • Julho: CarnAraioses - Carnaval Fora de Época de Araioses
  • Agosto: Festejos de São Raimundo Nonato
  • Setembro: Festival de Caranguejo (Maior Festival Gastrônomico do Interior do Maranhão, várias atrações musicais)
  • Dezembro: Festejos de Nossa Senhora da Conceição

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NO BRASIL E UNIDADES DA FEDERAÇÃO COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2016. Consultado em 19 de janeiro de 2016. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 30 de julho de 2013. 
  5. a b «Pib dos municípios maranhenses». IBGE. 2014. Consultado em 19 de janeiro de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Maranhão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.