Hino do Maranhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hino do Estado do Maranhão

Hino do Estado  Maranhão
Letra Antonio Baptista Barbosa de Godois
Composição Antônio Carlos dos Reis Rayol
Adotado 1911
Texto original (Wikisource)
Wikisource-logo.svg Hino do estado do Maranhão

O Hino do Maranhão é da autoria (partitura) do maestro Antônio Carlos dos Reis Rayol e a letra foi criada pelo professor Antônio Batista Barbosa de Godóis, com variações para orquestração e canto do maestro Antônio de Assis Republicano.

O hino foi criado pela Lei nº 167562 de 30 de março de 1911, sancionada pelo governador Luís Antônio Domingues da Silva.

Letra[editar | editar código-fonte]

Entre os rumores das selvas seculares

Ouviste um dia no espaço azul vibrando

O troar das bombardas nos combates

Após um hino festival soando

O troar das bombardas nos combates

Após um hino festival soando


Estribrilho: Salve pátria, pátria amada

Maranhão, Maranhão berços de heróis

Por divisa tens a glória

Por numes, nossos avós

Por divisa tens a glória

Por numes, nossos avós


Era a guerra, a vitória, a morte e a vida

E com a vitória a glória entrelaçada

Caía do invasor a audácia estranha

Surgia do direito a luz dourada

Caía do invasor a audácia estranha

Surgia do direito a luz dourada


Salve pátria, pátria amada

Maranhão, Maranhão berços de heróis

Por divisa tens a glória

Por numes, nossos avós

Por divisa tens a glória

Por numes, nossos avós


Reprimiste o flamengo aventureiro

E o forçaste a no mar buscar guarida

Dois séculos depois dissestes ao luso:

- A liberdade é o sol que nos dá vida

Dois séculos depois dissestes ao luso:

A liberdade é o sol que nos dá vida


Salve pátria, pátria amada

Maranhão, Maranhão berços de heróis

Por divisa tens a glória

Por numes, nossos avós

Por divisa tens a glória

Por numes, nossos avós


Quando às irmãs os braços estendeste

Foi com a glória a fulgir no seu semblante

Sempre envolta na tua luz celeste

Pátria de heróis, tens caminhado avante!

Sempre envolta na tua luz celeste

Pátria de heróis, tens caminhado avante!


Salve pátria, pátria amada

Maranhão, Maranhão berços de heróis

Por divisa tens a glória

Por numes, nossos avós

Por divisa tens a glória

Por numes, nossos avós


E na estrada esplandente do futuro

Fitas o olhar altiva e sobranceira

Dê-te o porvir as glórias do passado

Seja de glória tua existência inteira

Dê-te o porvir as glórias do passado

Seja de glória tua existência inteira


Salve pátria, pátria amada

Maranhão, Maranhão berços de heróis

Por divisa tens a glória

Por numes, nossos avós

Por divisa tens a glória

Por numes, nossos avós


Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre um hino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.