Vítor Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde janeiro de 2014). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Vítor Pereira
Vítor Pereira at press conference.jpg
Informações pessoais
Nome completo Vítor Manuel de Oliveira Lopes Pereira
Data de nasc. 26 de julho de 1968 (49 anos)
Local de nasc. Espinho, Espinho,  Portugal
Informações profissionais
Equipa atual China Shanghai SIPG
Função Treinador
Times/Equipas que treinou
2004–2005
2005–2007
2008–2010
2010–2011
2011–2013
2013–2014
2015
2015–2016
2017
2017–
PortugalSanjoanense
Portugal Sp. Espinho
Portugal Santa Clara
Portugal FC Porto (adjunto)
Portugal FC Porto

Arábia Saudita Al-Ahli
Grécia Olympiacos F.C.
Turquia Fenerbahce
Alemanha TSV 1860 München
China Shanghai SIPG



34V 21E 18D

65V 16E 12D
Última atualização: 12 de dezembro de 2017

Vítor Manuel de Oliveira Lopes Pereira (Espinho, Espinho, 26 de Julho de 1968)[carece de fontes?], é um treinador de futebol português, actualmente a treinar o Shanghai SIPG.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Como praticante de futebol teve uma carreira modesta, tendo alinhado nas camadas jovens do Sporting de Espinho e com passagens pelo Avanca, Estarreja, Oliveirense, São João de Ver e Fiães.

Formou-se em Educação Física na Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade do Porto e acabou o IV nível de treinador como segundo melhor aluno dessa turma, com uma média final de 17,9 valores.

Integrando as equipas técnicas iniciou-se no Gondomar, Arrifanense e Esmoriz. No Esmoriz foi adjunto de José Guilherme (ex-adjunto de Carlos Queiroz e antigo treinador da Académica de Coimbra).

Vítor Pereira sentou-se no banco de suplentes, na temporada 2002/2003, para treinar a equipa de juniores C do Padroense, desempenhando as mesmas funções no FC Porto na época seguinte 2003/2004.

A passagem para os seniores surgiu na temporada 2004/2005, substituindo Luís Castro no comando da Sanjoanense já com a época na II Divisão B a decorrer, falhando o objetivo de promover o clube ao escalão superior, ao terminar na quinta posição. A Sanjoanense manteve-se na II Divisão B e Vítor Pereira também, mas em outro clube, o Sporting de Espinho (2005/2006).

A experiência no Sporting de Espinho começou bem, falhando por pouco a subida à Liga de Honra, ao terminar no segundo lugar do campeonato 2005/2006, quatro pontos atrás do Lousada. Vítor Pereira não chegou a concluir a época seguinte (2006/2007) na liderança dos “tigres” (Sporting de Espinho), tendo sido substituído por Amândio Barreiras.

Na época 2007/2008 teve um regresso às origens, voltando a orientar os juniores C do FC Porto.

Em 2008 foi contratado pelo Clube Desportivo Santa Clara, da Liga de Honra, onde permaneceu durante as épocas de 2008-2009 e 2009-2010, tendo acabado respectivamente em 3º e 4º lugar. Na primeira época ficou atrás do Olhanense e da União de Leiria a escassos dois pontos de subir ao escalão principal do futebol português.

Na segunda época, Vítor Pereira, levou o clube açoriano aos oitavos de final da Taça de Portugal, acabando por ser eliminado pelo Arcos de Valdevez, tendo falhado novamente a promoção à Liga principal, apesar de ter mantido o Santa Clara na luta até ao fim do campeonato, que terminou no quarto lugar.

Em 2010 passou a desempenhar tarefas de treinador adjunto de André Villas-Boas no Futebol Clube do Porto até ao final da temporada 2010-2011.

Em 2011, com a transferência de André Villas-Boas para o Chelsea Football Club, assinou contrato de duas temporadas como treinador principal do Futebol Clube do Porto, onde irá receber um ordenado mensal na ordem dos 110 mil euros.

Conquistou o seu primeiro título oficial da carreira em Agosto de 2011, após ter levado o Futebol Clube do Porto à vitória na Supertaça de Portugal, frente ao Vitória de Guimarães.[1]

No dia 29 de abril de 2012, o treinador português venceu o seu primeiro título de campeão nacional como treinador principal. A 11 de agosto de 2012, Vítor Pereira conquistou a sua segunda supertaça e a décima nona do clube. A 19 de maio de 2013 conquistou o tricampeonato nacional e o seu segundo título da Primeira Liga consecutivo.

Em 12 de dezembro de 2017, assinou contrato com o vice-campeão chinês Shanghai SIPG. Pereira substituiu o compatriota André Villas-Boas no comando do gigante chinês. [2] [3]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Porto

Al-Ahli

  • Copa do Rei: Vice 2014

Olympiakos

Referências

  1. «FC Porto: Vítor Pereira receberá 110 mil euros/mês». Sapo desporto. 22 de junho de 2011. Consultado em 23 de junho de 2011 
  2. «CHINA: VÍTOR PEREIRA ASSUME COMANDO TÉCNICO DO SHANGHAI SIPG». Record. 12 de dezembro de 2017. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  3. «VÍTOR PEREIRA ASSINA PELO SHANGHAI SIPG». A Bola. 12 de dezembro de 2017. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
Precedido por
André Villas-Boas
Treinador do Porto
2011–2013
Sucedido por
Paulo Fonseca
Precedido por
André Villas-Boas
Treinador do Shanghai SIPG
2017–
Sucedido por