Calouros do Ar Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Calouros do Ar
Calouros do Ar.png
Nome Calouros do Ar Futebol Clube
Alcunhas Tremendão, Tricolor tricolaço
Torcedor/Adepto Tricolor
Mascote Tremendão da Aerolândia
Fundação 1 de janeiro de 1952 (67
anos)
Estádio José da Silva Porto
Capacidade 3.000
Localização Fortaleza, CE
Presidente Brasil Raul Giffone
Treinador Brasil Jozelio Souza
Material (d)esportivo Ceará Atwo Sports
Competição Ceará Campeonato Cearense - 3ª Divisão
Website Site oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

O Calouros do Ar Futebol Clube é um clube brasileiro de futebol da cidade de Fortaleza, capital do estado do Ceará. Seu uniforme é camisa com listras verticais vermelhas, verdes e brancas, calção branco e meias brancas ou verdes. Seu mascote é o Tremendão da Aerolândia. Seu estádio, José da Silva Porto, tem capacidade para 3.000 pessoas.

História[editar | editar código-fonte]

O Calouros do Ar foi fundado em 1º de janeiro de 1952. O nome é em homenagem ao conjunto musical da Base Aérea de Fortaleza e aos aspirantes a oficiais aviadores que chegavam todos anos à Base.

Em 1954, o diretor do Ceará, Ivonísio Mosca de Carvalho, almejava trazer a Fortaleza o time do Botafogo, com todas as suas estrelas, para comemorar os 40 anos alvinegro (1914-1954). Porém, problemas no calendário dos times dos dois estados foram um empecilho. Ivonísio instistiu tanto que conseguiu acertar a vinda do clube carioca.

No dia 12 de junho, o Botafogo faria uma partida diante do Calouros, uma espécie de preliminar, num sábado. A festa mesmo dos 40 anos, seria no dia seguinte, domingo, quando os visitantes enfrentariam o Ceará. Durante o jogo, o Calouros do Ar enfrentou o time carioca de igual para igual. Apesar de que, das grandes estrelas do clube alvinegro, só veio Garrincha. Didi e Nilton Santos não vieram para a partida.

O Calouros marcou 1 a 0 na etapa final, gol marcado por Orlando Ciarlini, que recém havia entrado na partida, aos 40 minutos. O jogo terminou com este mesmo placar para o Calouros, um dos maiores feitos da história do clube, comparável a conquista do campeonato estadual de 1955. O goleiro Chico Martins fez uma partida memorável, entrando para a história do futebol cearense. O goleiro pegou até pênalti, batido por Garrincha. No domingo, o Ceará perdeu por 2 x 0.

12/6/1954 - Calouros do Ar 1 x 0 Botafogo-RJ. Estádio Presidente Vargas, Fortaleza (CE). Gol: Orlando Ciarlini (40' do 2º tempo).
Arbitragem: José Tosta.
Calouros do Ar: Chico Martins; Pedrinho e Azevêdo; Wandyr, Helder (Zanata) e Índio; Luciano, Zezinho, Beto (Orlando Ciarlini) Nelsinho e Zuzinha.
Botafogo-RJ: Pianoswisky; Gerson e Floriano, Arati, Bob e Juvenal; Garrincha, Dino, Carlyle, Paulinho e Vinícius.

Título de 1955[editar | editar código-fonte]

Em 1955, o Calouros do Ar, com apenas três anos de existência, tinha uma equipe formada, em sua maioria, pelo efetivo da Base Aérea de Fortaleza, que mantinha o time e abrigava sua sede. O Ferroviário ganhou o primeiro turno invicto. Participou também da competição o ponta esquerda José Assunção, conhecido como "Belchior", que deixou o time para seguir a carreira militar.

Já no segundo turno, veio a surpresa, com a vitória do Calouros do Ar. Na decisão, o time venceu a primeira partida por 2x0 e perdeu a segunda por 3x0, sendo necessário um jogo de desempate.

A finalíssima foi disputada apenas no ano seguinte, no dia 11 de março de 1956, e o Calouros venceu por 2x0, gols de Zezinho e Zuzinha, conseguindo o único título do Calouros do Ar em toda a sua existência. O Tremendão foi para o jogo com a seguinte formação: Jairo; Pedrinho e Coité; Luciano, Wandyr e Jesus; Edilson Araújo, Zezinho, Beto, Hélder e Zuzinha.

Atualidade[editar | editar código-fonte]

Em 2010, o Calouros do Ar não disputou o Campeonato Cearense por falta de condições e tirou um ano de licença da FCF, retornando em 2013, com a pretensão de subir para a 2ª divisão do estadual.

Em 2011, assume nova diretoria, que lança um projeto para o reerguimento do Calouros: o ex-jogador e técnico Gilberto Alenquer assume como presidente, renovando todas as funções no clube.

Em 2014, disputa o Campeonato Cearense da Série C[1].

Em 2018, volta a disputar o Campeonato Cearense da Série C.[2]

Rivalidade[editar | editar código-fonte]

Tendo participado do Cearense Série C repetidas vezes, a torcida do Calouros do Ar acabou nutrindo uma certa rivalidade com o Maguary, com quem disputou várias partidas pelo terceiro escalão do futebol cearense.

Títulos[editar | editar código-fonte]

ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
Ceará Campeonato Cearense 1 1955
Ceará Torneio Início do Ceará 4 1955, 1958, 1968 e 1971

Histórico em competições oficiais[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro da Série B[editar | editar código-fonte]

Campeonato Cearense[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.