Ademir Fonseca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ademir Fonseca
Informações pessoais
Nome completo Ademir Fonseca dos Santos
Data de nasc. 18 de janeiro de 1963 (56 anos)
Local de nasc. Nepomuceno (MG), Brasil
Apelido Brigador
Informações profissionais
Equipa atual Tupi
Posição Treinador
Clubes de juventude
1978-1986 Botafogo
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1986
1986-1987
1987
1987
1988-1991
1991
1991-1992
1992
1993-1994
1995
1996
1996
1997
Santa Cruz-RN (emp.)
Botafogo
Vitória
Volta Redonda
Joinville
Bragantino
Comercial
Sãocarlense
Atlético Paranaense
Santo André
São José-SP
Botafogo-SP
Ituano
Times/Equipas que treinou
1997
1998
1998
1998
1999
1999
2000
2000
2001
2001
2002
2002
2002
2003
2003-2004
2004
2004
2004
2005
2005-2006
2006
2006-2007
2007
2007
2007-2008
2008
2008
2008-2009
2009-2010
2010
2010
2011
2011
2011
2011
2012
2012
2013
2013
2014
2014-2015
2015
2016
2017
2017
2017
2018
2019
2019-
Ituano
Sãocarlense
Comercial
Tubarão
União Mogi
São Bento
Madureira
CRB
Volta Redonda
Tupi
Marcílio Dias
Ituano
Rio Branco–SP
América-RN
Joinville
Caldense
Mogi Mirim
Ipatinga
Inter de Limeira
Cabofriense
Paysandu
Ituano
Caldense
Remo
América-RJ
Gama
Bangu
Cabofriense
Rio Branco–SP
Vila Nova
Tupi
Oeste
São Caetano
Fortaleza
Goiás
Caldense
ABC
Santo André
CRB
Oeste
CRB
Guarani
URT
Resende
Botafogo-PB
Ferroviário
Uberlândia
Tupi
Última atualização: 15/12/2018

Ademir Fonseca dos Santos (Nepomuceno, 18 de janeiro de 1963), é um ex-futebolista atualmente treinador de futebol brasileiro. Atualmente está no Tupi.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ademir Fonseca começou como jogador, na base do Botafogo. em seguida teve passagens, por: Vitória, Santa Cruz-RN, Volta Redonda, Atlético Paranaense, Bragantino e Ituano, onde encerrou a carreira devido a um problema no joelho. e começou a treinador, tendo conquistado o o Campeonato Paulista de 2002. além disso, treinou outras equipes, tais como:Madureira, CRB, Volta Redonda. Tupi, Marcílio Dias, Ituano, Rio Branco–SP, América-RN Joinville, Mogi Mirim, Ipatinga, Cabofriense, Paysandu, pelo qual conquistou o Ccampeonato Paraense de 2006, América-RJ, Gama, Bangu, Rio Branco de Americano, em seguida assumiu o comando do Vila Nova pelo qual livrou a equipe do descenso a Série C e Tupi.

No início de 2011 comandou o Oeste, durante pouco tempo. depois assumiu o comando do São Caetano,[1] meses depois assumiu o comando do Fortaleza,[2] por onde ficou por pouco tempo até receber uma proposta para ser treinador do Goiás,[3] tendo meses depois pedindo demissão.[4] No dia 26 de Setembro de 2011, Ademir Fonseca vai dirigir o Caldense.[5] e em julho de 2012, foi anunciado como novo treinador do ABC.[6]

Para a temporada 2014, assume novamente o comando do Oeste.[7] No mesmo ano foi demitido do clube de Itápolis.

No ano de 2014 ainda acertou com o CRB para livrar a equipe alagoana do rebaixamento no Campeonato brasileiro série c de 2014, Ademir Fonseca conseguiu alcançar a meta do clube e levou a equipe á série A do brasileirão de 2015. Em 19 de março de 2015, pediu demissão da equipe, o motivo foi falta de resultados na Copa do Nordeste de Futebol de 2015.

Em 29 de março de 2015, o Guarani Futebol Clube acertou sua contratação para comandar a equipe no restante da temporada, tendo pela frente a continuação do Campeonato Paulista Série A2 e o Campeonato Brasileiro Série C. [8]Em 01 de junho de 2015, Ademir Fonseca foi demitido do comando do Guarani Futebol Clube, após um empate diante do Tupi Football Club no Campeonato Brasileiro Série C, Ademir disputou duas competições com o clube de Campinas o restante do paulista A2 e o começo do brasileiro série C, ao todo foram nove jogos no comando do Bugre com três vitórias, três empates e três derrotas.

No dia 13 de janeiro de 2016, a URT anunciou a contratação do técnico Ademir Fonseca para a temporada de 2016, é a primeira vez que Ademir comanda o clube de Patos de Minas.[9]Ademir Fonseca fez uma ótima companha sob o comando da URT, ele levou a equipe mineira a semi-final do Campeonato Mineiro 2016 - Módulo I e conseguiu uma vaga no Campeonato Brasileiro Série D.[10] Após o término de seu contrato não permaneceu na equipe mineira.

Em 22 de novembro de 2016, após o período de 5 meses no Alshoulla FC, da Arábia Saudita, Ademir Fonseca acerta com o Resende Futebol Clube, do Rio de Janeiro, para o Campeonato Carioca de 2017, essa será a primeira passagem de Ademir pelo clube carioca.[11] Após o fim do Campeonato Carioca de 2017, Ademir deixou o comando do Resende. Ele comando o clube em 11 jogos, sendo duas vitórias, dois empates e sete derrotas.[12]

No dia 01/08/2017 foi contratado pelo Botafogo-PB, após uma sequência ruim de 05 derrotas do treinador Itamar Schulle, que foi demitido. O treinador ficará até o final da Série C do Brasileiro 2017 na equipe paraibana. Ademir deixou o comando do Botafogo-PB no final de setembro de 2017, ele comandou o clube da Paraíba em quatro partidas, sendo três derrotas e uma vitória na Série C do Brasileirão.[13]

Em 30 de janeiro de 2018, Ademir Fonseca foi anunciado como novo treinador do Ferroviário-CE para o restante da temporada, ele vem para o clube cearense com o objetivo de resgatar os bons resultados no Cearense e comandar o Ferrim na Série D, Copa do Nordeste e Copa do Brasil.[14] Em 05 de abril de 2018, Ademir Fonseca não resistiu a derrota por 4 a 0 diante do Atlético Mineiro na Copa do Brasil e deixou o clube, o treinador comandou o tradicional clube cearense na melhor campanha que a equipe realizou na Copa do Brasil, passando por Confiança, Sport e Vila Nova, mas com a queda no estadual e na regional Copa do Nordeste, houve a troca de comando e Ademir Fonseca deixa o clube nas quartas de final da Copa do Brasil.[15]

No dia 10 de dezembro de 2018, o Uberlândia anunciou Ademir Fonseca como novo técnico da equipe, o experiente treinador chega com o objetivo de conseguir levar de volta o clube do triângulo mineiro para a elite do estadual. Ademir irá comandar o Verdão no módulo II e juntamento com a diretoria já trabalha para formação do elenco de 2019.[16] No comando do Uberlândia após uma partida da equipe Ademir Fonseca passou mal e foi hospitalizado em março[17] como o treinador ficaria hospitalizado para tratamento, seu filho Winnícius Marquezine conduziu a equipe como técnico interino até a melhora de seu pai[18]com Ademir Fonseca recuperado os dois juntamento com o elenco, diretoria e funcionários do Uberlândia comemoraram no fim de abril a volta do clube para a elite do Mineiro, após a vitória de 3 a 0 sobre o Serranense.[19]

Em 17 de maio de 2019, a diretoria do Tupi anunciou a contratação do técnico Ademir Fonseca para conduzir a equipe na sequência da Série D, ele encontra a equipe na lanterna do grupo na competição, somando apenas 1 ponto, essa será a terceira passagem no comando do Tupi .[20]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Ituano
Paysandu
CRB

Estatística[editar | editar código-fonte]

Atualizado dia 26 de Outubro de 2014

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas
ABC 6 2 1 3
CRB (2000) 22 7 11 4
CRB (2013) 17 9 5 3
CRB (2014) 17 9 5 3

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Terra (31 de janeiro de 2011). «São Caetano acerta contratação do técnico Ademir Fonseca, ex-Oeste». Consultado em 18 de setembro de 2011 
  2. Fortaleza anuncia Ademir Fonseca como novo técnico na Série C
  3. Goiás troca Márcio Goiano por Ademir Fonseca
  4. Ademir Fonseca pede demissão e não é mais técnico do Goiás
  5. Ademir Fonseca é o novo técnico da Caldense para o Mineiro 2012[ligação inativa]
  6. VEJA (5 de julho de 2012). «Ademir Fonseca substitui Márcio Goiano no ABC». 19:38. Consultado em 6 de julho de 2012 
  7. Grande Área - FI. «Novidade! Oeste anuncia troca de treinador para o Paulistão». Consultado em 17 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 17 de dezembro de 2013 
  8. Gustavo Freitas (29 de março de 2015). «Paulista A2: Guarani acerta com Ademir Fonseca, ex-CRB e Oeste». Futebol Interior. Consultado em 29 de março de 2015 
  9. «Após amadorismo, URT confirma técnico Ademir Fonseca, ex-Guarani». www.futebolinterior.com.br. Consultado em 20 de dezembro de 2016 
  10. «Ademir não descarta treinar URT, mas espera convites das Séries B e C» 
  11. «Carioca: Ademir Fonseca é o novo técnico do Resende». www.futebolinterior.com.br. Consultado em 20 de dezembro de 2016 
  12. «Ademir Fonseca deixa o Resende após Carioca». www.futebolinterior.com.br. Consultado em 12 de abril de 2017 
  13. «Botafogo-PB anuncia a saída do técnico Ademir Fonseca após mais uma derrota». Globoesporte 
  14. «Ferroviário anuncia Ademir Fonseca, ex-treinador do Guarani». www.futebolinterior.com.br. Consultado em 2 de fevereiro de 2018 
  15. «Ademir Fonseca não resiste à goleada para o Galo e deixa o Ferroviário». Globoesporte 
  16. https://diariodeuberlandia.com.br/noticia/19072/tecnico-ademir-fonseca-e-oficialmente-apresentado
  17. «Técnico do Uberlândia passa mal após partida no Parque do Sabiá». Globoesporte. Consultado em 22 de maio de 2019 
  18. «Pai sofre infarto, filho assume, e time volta à elite do Mineiro sob comando da dupla». Globoesporte. Consultado em 22 de maio de 2019 
  19. «Pai sofre infarto, filho assume, e time volta à elite do Mineiro sob comando da dupla». Globoesporte. Consultado em 22 de maio de 2019 
  20. «Tupi age rápido e contrata Ademir Fonseca para sequência da Série D do Brasileiro». Globoesporte. Consultado em 22 de maio de 2019 
Precedido por
Márcio Goiano
Técnico do Goiás
2011
Sucedido por
Enderson Moreira
Precedido por
Márcio Goiano
Técnico do ABC
2012
Sucedido por
Givanildo Oliveira
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) treinador(a) de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.