Atlético Roraima Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Atlético Roraima
Atlético Roraima Clube.png
Nome Atlético Roraima Clube
Alcunhas Tricolor da Mecejana, Tricolor de Ouro, Clube dos Milionários
Torcedor/Adepto Tricolor, Milionário, Atleticano
Mascote Cartola
Principal rival Baré
Fundação 1 de outubro de 1944 (76 anos)
Estádio Estádio Canarinho
Capacidade 3.000 pessoas
Localização Boa Vista, RR
Presidente Carlos Alberto Torres
Treinador Dário Lourenço
Patrocinador M&M Sports
Material (d)esportivo Olé Esportes
Competição Campeonato Roraimense
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Atlético Roraima Clube é um clube brasileiro de futebol de Boa Vista, capital de Roraima. Com 24 títulos [1] é o segundo maior campeão estadual, na era profissional conquistou 8 títulos [1] .

História[editar | editar código-fonte]

O clube nasceu no dia 1 de outubro de 1944, fruto de um sonho pessoas de tradicionais famílias de Roraima, sendo que o clube recebeu o apelido de "Clube dos Milionários", pois a maioria de seus fundadores eram fazendeiros e comerciantes renomados da cidade de Boa Vista.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

  • Escudo – O Escudo é uma homenagem clara ao Fluminense, clube este que tinha simpatia da maioria dos fundadores do clube, as cores são as mesmas, o verde e o grená. O que muda são apenas as letras iniciais do nome dos clubes, enquanto no escudo do Fluminense as letras são FFC, no escudo do Atlético Roraima as letras são ARC.
  • Mascote – Tendo como exemplo o escudo, o mascote também é inspirado no Fluminense, mas desta vez tendo um motivo ainda maior, quando da sua criação, o Atlético Roraima também era chamado de "Clube dos Milionários". Esta citação continuou até que houve um desentendimento na diretoria e alguns diretores se desligaram do clube e fundaram o maior rival do Tricolor, após isso o apelido ficou esquecido.

Hino[editar | editar código-fonte]

Trecho do Hino Oficial

Autores: Equipe de Esportes da Rádio Difusora de Roraima Galvão Soares, Jorge Luiz, Jorge Souza, Carlos Alberto Alves, Amanajás Gouveia, Severino Cavalcante e banda municipal por Maestro Franco. Créditos pela pesquisa: Djavan Sbell, Aragão, Mário Coelho e Celino Pinheiro.

Os hinos foram solicitados pela equipe Difusora de Esporte (nome equipe esportes) da Rádio Roraima em 1975 ao Maestro Franco, maestro da banda de Música da Guarda Territorial em Boa Vista. Ele que idealizou e produziu. Para arrecadar o dinheiro e pagar a gravação. Fizeram um torneio de futebol no Estádio João Mineiro. Toda a cidade foi mobilizada e levando um grande público ao estádio.

Trecho do Hino oficial do Atlético Roraima Clube

Eu sou milionário, eu sou
Eu sou tricolor
O meu clube é um show (2x)
Verde, branco e grená
Mas que maravilha eu vou me acabar
Todos numa só jogada
Mas que parada
O que, que há? (2x)
Tricolooooor, Tricolooooor, Tricolooooor, Tricolooooor..

Desistência e eliminação da Série D de 2009[editar | editar código-fonte]

Em 8 de agosto de 2009, o Atlético Roraima disputaria sua última partida no Grupo A1 da então estreante Série D do Campeonato Brasileiro, contra o Genus. Ambos disputariam a segunda vaga para a fase seguinte.

Enquanto o clube de Rondônia compareceu ao Estádio Aluízio Ferreira, o Tricolor da Mecejana acabou não aparecendo para a partida[2].

Por conta do abandono, a CBF declarou o Genus vencedor por 3 a 0, puniu o Roraima com a eliminação imediata da Série D e suspendeu a agremiação de qualquer competição promovida pela entidade por dois anos[3].

Elenco[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
Brasil Big
Brasil Andrezon
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Dedé Z
Brasil Marinho Z
Brasil Felipe Z
Brasil Ronaldo Z
Brasil Jefferson Z
Brasil Dodô L
Brasil Diego Lima L
Brasil Bruno Grisólio L
Brasil Turbulência L
Brasil Richards L
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Dico V
Brasil Paulo Andrade V
Brasil Hugo V
Brasil Petinha M
Brasil Rian M
Brasil Mateus Camilo M
Brasil Kaká M
Brasil Breno M
Brasil Danúbio M
Atacantes
Jogador
Brasil Netinho
Brasil Rhuan Acerola
Brasil Romário
Brasil Rigoberto
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Dário Lourenço T
Venezuela Leomar PF
Brasil Júnior TG

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
RRtrophy.png Campeonato Roraimense 23 1946, 1948, 1949, 1951, 1972** [4], 1975, 1976, 1978, 1980, 1981, 1983, 1985, 1987, 1990, 1993, 1995Cscr-featured.png, 1998Cscr-featured.png, 2001Cscr-featured.png, 2002, 2003, 2007Cscr-featured.png, 2008Cscr-featured.png e 2009
Torneio Sesquicentenário 1 1972**[5]

Cscr-featured.png Campeão Invicto

  • Obs. De 1946 até 1994 foram títulos na era Amadora (o Campeonato Roraimense só virou profissional em 1995).

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Desempenho em Competições[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporadas do Atlético Roraima

Participações[editar | editar código-fonte]

Participações em 2020
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P Aumento R Baixa
Roraima Roraimão 53 Campeão (24 vezes) 1946 2020
BandeirasNorteBrasil.gif Copa Norte 2 7º colocado (2002) 2001 2002
Copa Amazônia 7 Campeão (1983 e 1985) 1976 2003
Brasil Série C 5 9º colocado (2002) 1995 2004
Série D 2 36º colocado (2009) 2009 2019
Copa do Brasil 8 31º colocado (2003) 1996 2010

Roraima Campeonato Roraimense - 1ª Divisão[editar | editar código-fonte]

Ano 1946 1947 1948 1949
Pos.
Ano 1950 1951 1952 1953 1954 1955 1956 1957 1958 1959
Pos.
Ano 1960 1961 1962 1963 1964 1965 1966 1967 1968 1969
Pos.
Ano 1970 1971 1972 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979
Pos.
Ano 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989
Pos.
Ano 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999
Pos.
Ano 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009
Pos.
Ano 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019
Pos.
Ano 2020
Pos.

BandeirasNorteBrasil.gif Copa Norte[editar | editar código-fonte]

Ano 2001 2002
Pos. 10º

BandeirasNorteBrasil.gif Torneio da Integração da Amazônia[editar | editar código-fonte]

Ano 1976 1979 1980 1982 1984 1988 2003
Pos.

Brasil Campeonato Brasileiro - Série C[editar | editar código-fonte]

Ano 1995 1997 2002 2003 2004
Pos. 59º 39º 45º 32º

Brasil Campeonato Brasileiro - Série D[editar | editar código-fonte]

Ano 2009 2019
Pos. 36º 65º

Brasil Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Ano 1996 1999 2002 2003 2004 2008 2009 2010
Pos. 38º 47º 64º 31º 61º 61º 49º 63º

Ranking[editar | editar código-fonte]

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

Ranking atualizado em dezembro de 2014

  • Posição: 222º
  • Pontuação: 50 pontos[6]

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol para pontuar todos os clubes do Brasil[7].

Regional/estadual[carece de fontes?][editar | editar código-fonte]

  • Região Norte: 13º
  • Estadual: 1º

Torcidas organizadas[editar | editar código-fonte]

  • Torcida Organizada Terror Tricolor

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «História do Clube». atleticorrprofissional.webnode.com/historia-do-clube/. Consultado em 6 de agosto de 2018 
  2. «Futebol Interior - Bomba! Atlético Roraima desiste de jogo na Série D e está eliminado». www.futebolinterior.com.br 
  3. ESP Brasil - Atlético Roraima desiste de jogo e classifica Gênus na Série D
  4. Devido aos atrasos no Estadual de 1971, que só foi realizado em 1972, o estadual de 1972 só foi realizado em 1973, e várias fontes, incluindo o Jornal do Comércio, Manaus - Amazonas, 02 de Março de 1973, informam que o Atlético Roraima e Baré eram os finalistas do campeonato estadual de 1972, porém não se há confirmação sobre os resultados dos jogos e nem de quem foi o campeão.
  5. Jornal do Comércio, Manaus - Amazonas, 25 de Março de 1972. O Roraimense de 1971 devido à irregularidades, começou apenas em 1972 e após o término do 1º turno o Tribunal de Justiça Desportiva cancelou o campeonato porque foi descoberto que os participantes tinham irregularidades, portanto foram organizados dois torneios distintos para definir o campeão estadual de 1971, o Torneio Sesquicentenário vencido pelo Atlético Roraima e o Torneio Compensação, vencido pelo Baré
  6. «RNC - RANKING NACIONAL DOS CLUBES 2015» (PDF)  Confederação Brasileira de Futebol - acessado em 11 de dezembro de 2014
  7. «Cruzeiro lidera o Ranking Nacional de Clubes 2015»  CBF

Ligações externas[editar | editar código-fonte]