Estádio Governador Ernani Sátyro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Amigão
Estádio Governador Ernani Sátyro
Amigao.jpg

Nomes
Nome Estádio Governador Ernani Sátyro
Apelido O Amigão
Características
Local Campina Grande, PB, Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68 m)
Capacidade 19.000 espectadores[1].
Construção
Data 1974 a 1975
Inauguração
Data 8 de março de 1975
Partida inaugural Campinense 0 x 0 Botafogo-RJ
Primeiro gol Pedrinho Cangula (Campinense)
Recordes
Público recorde 44.268[2]
Data recorde 15 de novembro de 1998
Partida com mais público Campinense Clube 0 x 2 Botafogo da Paraíba
Outras informações
Proprietário Governo do Estado da Paraíba
Arquiteto Raul do Lago Cirne[3]
Mandante Treze
Campinense
Sport Campina
Perilima

Estádio Governador Ernani Sátyro, usualmente conhecido por O Amigão (algumas vezes chamado de Amigão), é um estádio multiúso em Campina Grande. É utilizado na maioria das partidas dos clubes da cidade, inclusive o famoso Clássico dos Maiorais, entre Treze e Campinense. Sua inauguração ocorreu em 1975, no final do mandato do então governador Ernani Ayres Sátyro e Sousa. Apenas a metade sul da marquise foi construída.

História[4][editar | editar código-fonte]

Em 1975, os trabalhos no Amigão se completaram. Foi construído em quatorze meses. Sua inauguração se deu em 8 de março deste mesmo ano, em uma partida entre Campinense e Botafogo-RJ que resultou em 0-0.

O primeiro gol do estádio foi marcado em 16 de março de 1975 pelo jogador Pedrinho Cangula, do Campinense, no jogo em que Campinense e Treze empataram em 1-1.

No dia 13 de agosto de 1975, o estádio recebia as equipes do Treze e do Flamengo-RJ para a inauguração dos refletores. Um público de 27.450 espectadores viu o Treze marcar, através do atacante João Paulo aos sete minutos, o primeiro gol noturno do Amigão. Zico empatou aos 12 minutos do primeiro tempo, cobrando falta, e virou a partida para o Flamengo aos 14 minutos do segundo tempo.

A capacidade do estádio bateu recorde em 15 de novembro de 1998 com uma lotação de 44.268 torcedores assistiram a derrota do Campinense Clube, time da casa, de 2x0 para o Botafogo da Paraíba.[2]

Em 25 de novembro de 1992, a Seleção Brasileira jogou um amistoso contra a Seleção do Uruguai, perdendo de virada por 2 a 1.

Em 31 de Março de 2009, foi apresentado, no plenário da Câmara Municipal de Campina Grande, um relatório contendo as melhorias necessárias para o estádio. Entre os itens citados, estavam a implantação de cadeiras na arquibancada sombra e pavimentação do estacionamento ao redor do estádio. O relatório deverá se transformar em requerimento e ser enviado ao Governador da Paraíba[5].

Fotos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. CBF (2016). «CNEF - Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). Consultado em 11 de março de 2018. 
  2. a b «Almeidão em cinco atos: os 40 anos do maior estádio de João Pessoa». Portal G1 / Paraíba. 9 de março de 2015. Consultado em 26 de junho de 2018. 
  3. ROCHA, Germana Costa. O caráter tectônico do moderno brasileiro - Bernades e Campello na Paraíba ( 1970-1980) : Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal , 2012.
  4. Enciclopédia do Futebol Brasileiro, Volume 2 - Lance, Rio de Janeiro: Aretê Editorial S/A, 2001
  5. «Relatório de inspeção ao Estádio Ernany Sátiro "O Amigão"». Sítio da Câmara Municipal de Campina Grande. Consultado em 17 de Agosto de 2009. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]