Confiança Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Confiança de Sapé
Nome Confiança Esporte Clube
Alcunhas Bicho-Papão do Interior
Mascote Taz
Fundação 22 de abril de 1953 (64 anos)
Estádio Ribeirão
Capacidade 2.500
Localização Sapé, PB
Presidente Brasil Francisco de Assis da Silva
Treinador Brasil Admilson Faustino
Competição Paraíba Campeonato Paraibano Sub-17
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Confiança Esporte Clube é uma agremiação esportiva de Sapé, no estado da Paraíba, fundada a 22 de abril de 1953.

História[editar | editar código-fonte]

O Confiança foi fundado no dia 22 de abril de 1953, resultado da divisão do Atlético, uma equipe amadora de Sapé. O nome do clube foi uma homenagem ao Moinho Confiança, de propridade de Genival Torres, que doou todo o material esportivo, sendo inclusive um dos fundadores.

Estreia, profissionalização e auge[editar | editar código-fonte]

Estreou no Campeonato Paraibano em 1958, mas o clube se profissionalizou apenas em 1996. Em seu primeiro ano de competição, terminou em terceiro lugar e o grupo contava com os jogadores: Lúcio, Warlei, Washington Lobo, Ramiro, Betinho, Willian, Eduardo Luiz, Cícero, Reinaldo Rogério e Forly.

No ano seguinte, o Confiança consagrou-se campeão paraibano de futebol, sendo o primeiro - e até hoje, único - time do Brejo a conseguir a honraria. O grupo campeão contava com o goleiro Lúcio, além dos jogadores Warlei, Careca, Betinho, Cícero, Glauco, Willian, entre outros. O presidente da época era João Máximo.

O declínio e a volta ao futebol[editar | editar código-fonte]

Após o título do Paraibano de 1997, o Confiança seria o representante paraibano na Copa do Brasil de 1998, mas declinou da vagam repassando-a ao Botafogo. No mesmo ano, amargou a lanterna do primeiro turno do Campeonato Paraibano, mas escapou do rebaixamento com uma campanha razoável no segundo turno.

Com uma campanha fraca no Campeonato Paraibano de 1999, o time terminaria rebaixado para a Segunda Divisão estadual, não chegando a disputá-la, já que o Confiança optou em se licenciar do futebol profissional. Foi no Bicho-Papão que o zagueiro Durval, com passagens destacadas por Sport Recife e Santos, iniciou sua carreira, jogando como meio-campista[1]. Desde então, disputa apenas campeonatos da região do Brejo.

Desde 2004, o Confiança encontrava-se afastado dos campeonatos promovidos pela Federação Paraibana de Futebol, e ainda não possui condições para retomar as atividades em virtude da precariedade da infraestrutura do Estádio Ribeirão. Retomou suas atividades em 2017, tendo Francisco de Assis da Silva como novo presidente, eleito em julho[2], e disputará o Campeonato Paraibano Sub-17. O principal objetivo da nova diretoria é reativar o futebol profissional da equipe[3].

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniforme 1
Camisa com listras horizontais vermelhas e pretas, calção branco e meias com anéis vermelhos e pretos.
Uniforme 2
Camisa branca com uma faixa horizontal em vermelho e preto, calção preto e meias brancas com detalhes vermelhos e preto.

Titulo[editar | editar código-fonte]

Regionais[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Durval começou carreira como meia no Confiança de Sapé». Só Esportes. 16 de maio de 2012. Consultado em 16 de maio de 2012 
  2. «Confiança elege nova diretoria e pretende voltar à elite do futebol paraibano». Conexão GPS. 19 de julho de 2017. Consultado em 19 de julho de 2017 
  3. João Henrique (1 de agosto de 2017). «Com nova diretoria, escudo e uniforme, Confiança de Sapé está voltando ao futebol profissional do estado e já disputará o Paraibano Sub 17». Portal Esporte do Vale. Consultado em 1 de agosto de 2017 
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.