Umberto Louzer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Umberto Louzer
Informações pessoais
Nome completo Umberto Lourenço Louzer Filho
Data de nasc. 24 de fevereiro de 1980 (41 anos)
Local de nasc. Vila Velha (ES), Brasil
Altura 1,79 m
destro
Informações profissionais
Período em atividade como jogador: 1997–2014 (17 anos)
como treinador: 2016–presente
Equipa atual Sem clube
Posição ex-volante
Função Treinador
Clubes de juventude
1997–1999 Paulista
Clubes profissionais
Anos Clubes
1999–2004
2005
2005–2007
2008
2009
2009
2010–2011
2012–2013
2014
Paulista
Marília
Guarani
Atlético Sorocaba
Sendas
Ituiutaba
Juventude
Caxias
Paulista
Times/Equipas que treinou
2018
2019
2019
2020–2021
2021
Guarani
Vila Nova
Coritiba
Chapecoense
Sport
Última atualização: 23 de agosto de 2021

Umberto Lourenço Louzer Filho, ou simplesmente Umberto Louzer (Vila Velha, 24 de fevereiro de 1980), é um treinador e ex-futebolista brasileiro que atuava como volante. Atualmente está sem clube.

Carreira como jogador[editar | editar código-fonte]

Conhecido apenas como Umberto na época de jogador, nasceu em Vila Velha, no Espírito Santo, e foi revelado em 1999 pelo Paulista. Em 2005 foi para o Marília, mas transferiu-se para o Guarani em maio do mesmo ano após não ser muito aproveitado pelo seu clube anterior.[1]

Depois de dois anos atuando com moderação no Bugre, Umberto assinou com o Atlético Sorocaba. Em 27 de janeiro de 2010, após passagens curtas por Sendas e Ituiutaba, foi contratado pelo Juventude.[2]

Em 11 de outubro de 2011, Umberto assinou um contrato com o rival Caxias.[3] Ele voltou ao seu primeiro clube, o Paulista, em 2014. Depois de uma fraca campanha e um frustrante rebaixamento no Paulistão de 2014 para a sua equipe, se aposentou naquele ano aos 34 anos.[4]

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Paulista[editar | editar código-fonte]

Louzer iniciou sua carreira de treinador com as bases do Paulista em 2016 para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2017, em seguida foi promovido a auxiliar do time profissional no ano seguinte.[5]

Guarani[editar | editar código-fonte]

No dia 20 de fevereiro de 2017, foi anunciado que seria assistente de outro clube que jogou ainda como jogador, o Guarani.[6]

Em 3 de janeiro de 2018, Louzer foi nomeado substituto até o final do ano.[7] Em 19 de abril, após levar o clube ao título da Série A2, ele renovou seu contrato por mais um ano.[8] Depois de terminar em 9º colocado no Série B de 2018, Louzer foi desligado do clube em 13 de novembro de 2018.[9]

Vila Nova[editar | editar código-fonte]

Em 20 de novembro de 2018, Umberto Louzer foi anunciado como novo técnico do Vila Nova, substituindo Hemerson Maria para a temporada de 2019.[10] Não durou muito tempo até que pediu demissão em 21 de fevereiro, para assinar com o Coritiba, deixou o Vila Nova com apenas oito jogos disputados.[11]

Coritiba[editar | editar código-fonte]

No mesmo dia em que foi anunciado a sua saída do Vila Nova, em 21 de fevereiro de 2019, foi anunciado como o novo técnico do Coritiba para a disputa do Campeonato Paranaense e da Série B.[12]

Em 21 de setembro, a diretoria do Coritiba decidiu pela saída do treinador após a derrota por 2 a 0 para o CRB, em pleno Estádio Couto Pereira, pela 23ª rodada da Série B. Louzer saiu do Coxa-branca com 13 vitórias, nove empates e oito derrotas em 30 jogos, com um aproveitamento de 53,3%.[13]

Chapecoense[editar | editar código-fonte]

Em 17 de fevereiro de 2020, após ficar quase um ano desempregado, foi contratado para ser o treinador da Chapecoense.[14] Logo no seu primeiro ano na Chape, conseguiu conquistar o Campeonato Catarinense após um ano passado frustrante para o time, no qual culminou ao rebaixamento inédito para a Série B.[15] Em 14 de outubro, chegou até aceitar a proposta para ser o novo técnico do Cruzeiro, que também havia sido rebaixado para a Série B no ano passado, mas mudou de ideia da sua decisão e recusou para ficar na Chape.[16]

Sport[editar | editar código-fonte]

Foi anunciado pelo Sport no dia 15 de abril de 2021.[17] Estreou no dia 24 de abril, na vitória por 1 a 0 sobre o Retrô, pelo Campeonato Pernambucano.[18] Comandou uma boa campanha no estadual, e só sofreu um gol no jogo de ida da final contra o Náutico. Acabou sendo vice-campeão pernambucano, após derrota nos pênaltis no Estádio dos Aflitos. No Campeonato Brasileiro, estreou em um empate em 2x2 contra o Internacional no Estádio Beira-Rio. Em 23 de agosto foi demitido após 40% de aproveitamento

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Paulista
Atlético Sorocaba
Juventude
Caxias

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Guarani
Chapecoense

Referências

  1. «Duelo de campeões pela Série B». O Estado de S. Paulo. 20 de maio de 2005. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  2. «Ju apresenta volante Umberto». EC Juventude. 27 de janeiro de 2010. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  3. «Caxias confirma contratação do volante Umberto, ex-Juventude». Pioneiro. 11 de outubro de 2010. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  4. «#DérbiNaBand: Estreantes, Louzer e Doriva buscam afirmação como técnicos». Carlos Batista. 1 de maio de 2018. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  5. «Ex-Paulista: Umberto Louzer estreia como treinador do Guarani nesta quarta-feira». Futebol Jundiaí. 17 de janeiro de 2018. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  6. «Anunciado como auxiliar no Guarani, técnico Umberto Louzer deixa Paulista». Globo Esporte. 20 de fevereiro de 2017. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  7. «Umberto Louzer é efetivado pelo Guarani». Guarani FC. 3 de janeiro de 2018. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  8. «Guarani renova contrato com técnico Umberto Louzer, campeão Paulista da Série A2». O Estado de S. Paulo. 19 de abril de 2018. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  9. «Guarani surpreende e anuncia demissão do treinador Umberto Louzer». Gazeta Esportiva. 13 de novembro de 2018. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  10. «Ex-Guarani, Umberto Louzer é anunciado pelo Vila Nova». Gazeta Esportiva. 20 de novembro de 2018. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  11. «Umberto Louzer pede demissão e deixa o comando do Vila Nova». Globo Esporte. 21 de fevereiro de 2019. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  12. «"Coritiba acerta a contratação do técnico Umberto Louzer, ex-Vila Nova"». Gazeta do Povo. 21 de fevereiro de 2019. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  13. «Umberto Louzer é demitido pelo Coritiba após quarta derrota seguida na Série B». Globo Esporte. 21 de setembro de 2019. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  14. «Umberto Louzer é o novo técnico da Chapecoense». Associação Chapecoense de Futebol. 17 de fevereiro de 2020. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  15. «É campeã! Após nova vitória sobre o Brusque, Chapecoense leva o título do Catarinense 2020». LANCE. 13 de setembro de 2020. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  16. «Após dizer sim ao Cruzeiro, Umberto Louzer muda de opinião e fica na Chape». UOL Esporte. 14 de setembro de 2020. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  17. «Sport anuncia contratação do técnico Umberto Louzer, ex-Chapecoense». UOL. 15 de abril de 2021 
  18. «Sport vence o Retrô pelo Campeonato Pernambucano em estreia de Louzer». UOL. 24 de abril de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Fernando Diniz
Treinador do Guarani
2018
Sucedido por
Marco Antônio (interino)
Precedido por
Hemerson Maria
Treinador do Vila Nova
2019
Sucedido por
Eduardo Baptista
Precedido por
Matheus Costa (interino)
Treinador do Coritiba
2019
Sucedido por
Jorginho
Precedido por
Hemerson Maria
Treinador da Chapecoense
2020–2021
Sucedido por
Felipe Endres (interino)
Precedido por
Jair Ventura
Treinador do Sport
2021
Sucedido por
Ricardo Severo (interino)