Giovanni Silva Tiepo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tiepo
Informações pessoais
Nome completo Giovanni Silva Tiepo
Data de nasc. 08 de fevereiro de 1998 (23 anos)
Local de nasc. São Domingos (SC), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,84 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Chapecoense
Número 98
Posição Goleiro
Clubes de juventude
2008–2012
2012–2018
Internacional
Chapecoense
Clubes profissionais
Anos Clubes
2017– Chapecoense

Giovanni Silva Tiepo, mais conhecido apenas como Tiepo (São Domingos, 8 de fevereiro de 1998), é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente joga na Chapecoense.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Nascido em São Domingos, Santa Catarina, Tiepo ingressou na equipe juvenil da Chapecoense em 2012, depois de ser liberado do Internacional.[1]

Chapecoense[editar | editar código-fonte]

Tiepo fez sua estreia na equipe principal da Chape no dia 9 de fevereiro de 2017, na derrota de 2 a 0 contra o Cruzeiro pela Primeira Liga.[2]

Em abril de 2019, depois de duas temporadas como terceiro jogador pra posição, Tiepo se tornou titular após a suspensão de João Ricardo e a lesão de Elias.[3] Mesmo com a contratação de Vagner, que sofreu uma lesão no joelho, Tiepo foi mantido como goleiro titular da equipe. Estreou na Série A do Brasileirão no dia 27 de abril, fazendo várias defesas importantes durante vitória em casa por 2 a 0 sobre o Internacional.[4]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Chapecoense

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Eduardo Florão e Pedro Rocha (8 de maio de 2019). «Hoje a 90 km do filho, mãe relembra começo de Tiepo e coragem para incentivar sonho». GloboEsporte.com. Consultado em 31 de dezembro de 2019 
  2. «Ábila marca mais dois, e Cruzeiro bate a Chapecoense na Primeira Liga». GloboEsporte.com. 9 de fevereiro de 2017. Consultado em 31 de dezembro de 2019 
  3. «Tiepo dedica classificação a João Ricardo e agradece apoio: "Passaram confiança"». GloboEsporte.com. 15 de abril de 2019. Consultado em 31 de dezembro de 2019 
  4. «Inter perde para Chape em jogo com pênalti marcado no VAR e segue com tabu». UOL Esporte. 27 de abril de 2019. Consultado em 31 de dezembro de 2019